Brincadeiras esotéricas

26
1622
Pentagrama

O esoterismo é parte de nossas vidas desde a infância. Mesmo que não saibamos disso, ou não queiramos aceitar. Toda criança tem amiguinhos imaginários. Esses amigos são os elementais da natureza que todos enxergamos em nossa tenra infância, mas que, quando chegamos à fase adulta não temos nem a mais remota recordação da existência desses seres…

A Psicologia Revolucionária Gnóstica ensina que até por volta dos 7 anos de idade as crianças têm esses “amigos” que vivem na quarta dimensão, o mundo etérico. Depois disso, perde-se o sentido da clarividência natural  e os seres elementais não são mais visíveis aos olhos turvos da falsa personalidade, condicionada por uma educação materialista, cética e mecânica.

Muitos dos Deuses da natureza são brincalhões e alegres como crianças e ensinaram aos pequeninos da humanidade muito de sua sabedoria por meio de inocentes jogos ou brincadeiras de criança. Existem alimentos para o Ser, alimentos para a personalidade e alimentos para o Ego.

Algumas brincadeiras infantis servem para os dois primeiros alimentos, equilibrando os três cérebros (intelectual, motor e emocional-instintivo-sexual) da criança, dando-lhe futuramente inquietudes espirituais e associações positivas para o despertar da consciência.

Brincadeiras de Cunho Esotérico

Amarelinha

Essa é uma das brincadeiras mais conhecidas no Brasil. Através desse jogo os Instrutores da Humanidade ensinam às crianças a sabedoria da Árvore Sefirótica. A disposição das casas, o céu e o inferno, a pedra, o pular com uma perna só… tudo isso tem uma relação cabalística. Existem dez sefirotes, o mais denso é o primeiro, o mais elevado o último.

A pedra que nos move na árvore cabalística é, em todas as religiões, o sexo; algumas casas a criança pula num pé só porque ainda não tem um parceiro para alquimia. Na brincadeira temos De passar pelo inferno antes de chegar ao céu, o que nos recorda o axioma alquímico: “Antes de cada exaltação uma humilhação. Antes de subir devemos baixar”.

crianca-elemental

Stop

Também conhecida por “como está fica”. Ensina o silêncio e a prática da meditação ativa. As crianças são assistidas pelos átomos espirituais do Anjo da Guarda, simbolizado na cosmogonia pelo Arcanjo Gabriel, protetor das crianças até os 7 anos; ele também protegerá contra todos os perigos de bala, facadas ou conspirações para quem o invocar.

À medida ficamos parados, estaremos cada vez mais autoconscientes e preparando o nosso corpo para o trabalho espiritual. Gurdjieff usava a Técnica Súfi do Stop em seus seguidores.

Chocalho

Um chocalho geralmente tem cinco bolas coloridas representando cada um dos Cinco Auxiliares: Gabriel, Rafael, Uriel, Michael e Samael. Internamente são essas as forças de nossos Ser Interno responsáveis por nos ajudar na batalha pela vida.

Quando o bebê brinca com o chocalho lhe é contado o que lhe espera no futuro, a convivência com a Mãe até os sete anos; a explosão da infância e o desenvolvimento do intelecto dos 7 aos 14 anos; a sexualidade, amores, desamores e sexualização dos sentimentos dos 14 aos 21 anos; a luta pelo pão de cada dia começa a ser semeada no período solar dos 21 aos 42 anos e depois vem a maturidade, filhos e demais responsabilidades que virá a ter na idade governada por Samael, até os 49 anos. A criança enxerga tudo isso que terá pela frente brincando com o chocalho e escutando o som que vem do brinquedo como que dizendo: Desperta… Desperta…

Jogos de bola

No início da criação a matéria caótica é fecundada pelos deuses para dar origem aos universos. Os meninos que brincam com as bolas são os deuses que fecundaram a matéria geradora da vida.

É importante lembrar que os jogos de bola não são recentes na história da humanidade, muito ao contrário, fazem parte de um passado antiquíssimo que remonta ao noturno alento da Criação, e esse ritual sempre foi simbolizado pelos jogos de pelota, como o Pocatoc maia e o Jai-alai basco…

Brincadeiras de roda

No folclore brasileiro muitas são as brincadeiras de roda, ciranda cirandinha, lenço atrás etc.

De mãos dadas ou não, caminhando em círculos ou paradas, as crianças são ensinadas a unirem a energia de seus Pais Internos em benefício de outros.

Mais tarde no tempo, algumas dessas crianças colocam em prática esses ensinamentos sagrados e irradiam felicidade, paz, força e amor à humanidade, ao planeta e ao cosmo infinito através dos Lumisiais Gnósticos.

COMO É IMPORTANTE TER ESCOLINHAS KINDER NOS GRUPOS ESOTÉRICOS ENSINANDO ISSO TUDO!

Rodopio

De braços abertos a criança roda em seu próprio eixo da esquerda para direita. Imitando a Dança Sagrada dos Dervixes, proporcionando equilíbrio anímico-espiritual.

Sabe-se, esotericamente, que o rodopio positivo (da esquerda para a direita) ativa os vórtices de energia – Chacras – para que estes atraiam mais e mais a Energia Vital da natureza e do cosmo.

Infelizmente, pseudoeducadores ditos modernos têm seus cérebros psíquicos tão degenerados que todos esses jogos e, mais ainda, todas as lendas, mitos, tradições e folclores não passam de baboseiras dos antepassados, coisa de gente atrasada…

Músicas para Crianças

Há inúmeras interferências dos Iniciados nas músicas, particularmente para as crianças. Para citar somente um exemplo, temos a canção intitulada Frère Jacques.

De origem cátara (na verdade, ensinada por mestres sufis), a música e seu mantra final nos incitam ao DESPERTAR DE NOSSA CONSCIÊNCIA.

Frère Jacques, frère Jacques,

Dormez-vous? Dormez-vous?

Sonnez les matines! Sonnez les matines!

Din, dan, don. Din, dan, don…

Tradução

Frei Jacó, frei Jacó,

Você dorme? Você dorme?

Tocam os sinos da manhã!

Tocam os sinos da manhã!

Din, dan, don. Din, dan, don…

Claro que há variações em cada língua, e a portuguesa não é exceção. Porém o mais importante é nos atermos ao final dessa canção, que na verdade é um mantra sagrado para o Despertar da Consciência. No “din, dan, don… din, dan, don…” vemos inserido o mantra sagrado IAO dentro da consoante D. Sabe-se que as consoantes D e T são usadas para “bater” em nossa mente dispersiva e hipnotizada, até que ela se livre de seu estado hipnótico…

 

 

E então… Vamos brincar?

Pantáculos
  • SUSANA

    QUE MARAVILHA…….PASSAR CONHECIMENTO SAGRADO ATRAVÉS DE BRINCADEIRAS DE CRIANÇA………….MEU NETO AGORA PODERÁ USUFRUIR DESTE SUTIL/SÁBIO/VERDADEIRO CONHECIMENTO COM CONSCIÊNCIA! MUITO GRATA

  • SUSANA

    O CONHECIMENTO PASSADO NA SUTILIZA DAS BRINCADEIRAS DE CRIANÇA!! QUE MARAVILHA……….VOU APROVEITAR PARA PASSAR ISTO AO MEU NETO…BRINCANDO COM CONSCIÊNCIA!..OBRIGADA

  • Nair Pereira de Carvalho

    Puxa vida minha infância foi marcada por essas brincadeiras e até hoje as ensino como professora,porém, não imaginava que fossem brincadeiras de cunho esotérico.

  • thais

    engraçado, eu sou filha unica, qdo era criança eu brincava de roda “sozinha” de mão dada com meus “amigos imaginarios”. e eu adoro rodopiar.

  • Goenitze

    Eu pensava que amarelinha era uma brincadeira meio estranha mas agora vejo que esta brincadeira é muito boa para os vortices de energias obrigado mesmo de coraçao e se tiver mais algumas brincadeiras gostaria muito de saber obrigado

  • Fernanda

    Isso tudo é maravilhoso! Nossas crianças devem ser incentivadas a brincar assim! E que engraçado: com todos os adultos céticos e apáticos e tudo em volta, sempre as crianças encontram amiguinhos que conhecem essas brincadeiras de alguma forma… e tudo – graças à Deus – se perpetua pelas gerações… O engraçado é que a brincadeira do rodopio era intuitiva… algum dia, bateu-nos a sugestão de fazer isso (e dessa forma: de braços abertos, da esquerda para a direita)…

    kkkkk… Puxa essa música do Frei Jacó era cantada em francês mesmo na escolinha, sob a orientação da professora… Eu nem sabia o que significava, repetíamos as palavras…

    Bons tempos!… Que delícia é a infância! Espero voltar a ser criança de coração…

  • Fernanda

    Minha Nossa Senhora!… Como são as coisas! Até uns nove ou dez anos eu ainda, hora ou outra, brincava de rodopiar assim! Da esquerda para a direita! Rodávamos e ríamos muito, meu irmão e eu! E era sempre da esquerda para a direita!… Caiu no esquecimento e agora, outro dia mesmo, eu estive perguntando no “post” “Transmutação das Forças Cósmicas”, como é que se faz a Dança Sagrada dos Dervixes! Ô . Õ
    kkkkkkkkk… puxa vida! Não acredito!…
    Nunca vou me cansar de agredecer aos organizadores deste site!… :D

  • William oxzuss

    Isso e o instinto do ser humano nao importa a idade e vem di nosso planeta de origem pois nao somos da qui

  • Lucas Pádua

    Poxa! Que maravilha… Eu quero praticar essa brincadeira de rodar… Mas, sabe, quando a gente gira, fica meio tonto, tem vontade de vomitar (não exatamente a ponto de fazê-lo, mas é uma sensação levemente desagradável). Nossos pais sempre nos advertiram sobre ficar tonto e que não deviamos brincar assim…

    Mas estou mesmo muito interessado em fazer isso todos os dias para ajudar no meu despertar, só que eu preciso muito perguntar: Tem algum problema essa questão de “ficar tonto”, isso significa algo errado ou há algum modo de evitar? É muito estimulante saber que girando eu estou trabalhando com os chakras, mas essa parte da tontura ainda parece um pouco assustadora.

    Existem outros exercicios fisicos que ajudem com a questão do equilibrio dos chakras, quais são?

    • Pedro

      Caro Lucas,

      Este exercício de girar com os braços abertos é muito bom mesmo, depois de um certo tempo você deixa de ficar tonto. Eu sempre dou 12 voltas toda manhã e toda noite.

      Uma dica para não passar mal:
      Gire com os olhos abertos e enquanto gira, mentalize o exercício ABRACADABRA (ensinado aqui neste mesmo site) e após girar, feche os olhos e coloque a mao esquerda no coração e a mão direita no plexo solar (umbigo) e fique parado respirando fundo até a sensação de tonteira passar. Passa bem rápido.

      espero te ajudado!

      Paz e Luz

      • Morghana

        Pedro, gostei da dica!! Simples e prática para quem infelizmente tem um vida corrida… e tem essa desculpa para não praticar os exercícios! ;)

  • João

    Parabéns, matéria simples, atraente, envolvente.

  • bartolome

    adorei

  • Mario Mendonça Fernandes

    Muito bom saber de brincadeiras para crianças

  • Ana Elizabeth

    Muito boa a matéria, parabéns! Agora entendo o motivo de eu gostar tanto de rodar de braços abertos.

  • AGEPATRI

    Ha uma perfeita harmonia,mas algum tempo atras nao faz muito,saiu uma parodia,digo parodia pois tem o mesmo ritmo,que diz”polegares polegares onde estao aqui estao eles se saudam eles se saudam!din dan don”.Este citado tem algo a ver tbm ou e so uma letra inventada para distorcer o conteudo real?

  • Lilica

    Excelente artigo. Quero dividir com todos que conheci uma escola do sistema “waldorf” e fiquei encantada. Busca-se incentivar os talentos inatos das crianças, as brincadeiras, e não o individualismo, a competição acima de tudo e a alfabetização precoce para mostrar para os outros.

    • Thiago S

      Tem a ver com um mudra para fazer meditação pesquise mas no site

  • Tatianie

    Adorei! São coisas tão comuns que hoje praticamos sem saber as origens, e com o passar dos anos não se esquece!
    ótima informação,hoje posso dizer que vou brincar com meus alunos refletindo um pouco mais sobre o “mundo esotérico”.

    Paz e Luz

  • Salete Lemos

    Gostei muito, principalmente por ser professora e poder brincar assim com os meus alunos.

  • Roseli

    Que saudades de tudo isso!

  • roberthelsen

    matéria muito interessante… se tiver explicação de mais brincadeiras, gostaria muito de ver!

  • Aldivan de Camargo

    Excelente matéria, gostei muito.

  • Arjona

    matéria esplêndida !

  • weslley

    muito boa essa matéria

  • saulo

    isso e tao perfeito, que para os humanos, sao dificeis para entender