Beethoven – O guardião do Templo da Música

24
3603

“Beethoven foi o Titã do mundo musical. Outros músicos famosos podem ser comparados uns com os outros, mas Beethoven não tem comparação. Ele está sozinho. Ele foi o Prometeus que foi erguido para trazer para nós a música espiritual do céu – música que cativa e encantará a humanidade enquanto o mundo existir. Este foi Beethoven.” (Edmond Bordeaux)

No livro As Três Montanhas, o VM Samael Aun Weor escreve sobre o contato que teve com Beethoven, nas Dimensões Superiores da Natureza, mais precisamente no Mundo Causal, ou sexta dimensão:

“No mundo das causas naturais compreendi a necessidade de aprender a obedecer ao Pai, assim na terra como nos céus. Ingressar no Templo da Música das Esferas, nessa região cósmica, certamente foi uma das minhas maiores ditas.

No umbral desse templo, o guardião me ensinou uma das saudações secretas da Fraternidade Oculta. O rosto daquele Guardião parecia um relâmpago. Quando esse homem viveu no mundo, chamou-se Beethoven.

No Mundo Causal encontrei muitos bodhisatvas trabalhando intensamente pela humanidade. Esses homens causais desenvolvem-se maravilhosamente, cada um sob a direção de seu Deus Interno. Só o homem causal conseguiu definitivamente a imortalidade. Essa classe de seres está além do bem e do mal.”

O Mestre Samael também comenta sobre esse grande mestre:

“Ludwig van Beethoven, cujo rosto é um relâmpago, é ninguém menos que o Guardião do Templo da Música.

Suas nove Sinfonias estão em íntima relação com as Esferas da Árvore da Vida da cabala hebraica.

A 3ª Sinfonia, a Heróica, está totalmente matizada com a influência de Binah, a terceira Séfira ou Esfera, que corresponde à Divina Mãe, ou às forças do Espírito Santo, o processo do nascimento e da morte.

É mais evidente em seu segundo movimento lento, escrito em forma de marcha fúnebre, que expressa a missão do dar e do tirar a vida pela ação dos Anjos da Morte, chamados Pascoais, ou pascuala, em algumas regiões da América Latina.

Na 4ª Sinfonia se adverte o uso dos tímbales, que ativam os impulsos do Íntimo no coração, Chesed, o Júpiter Interno.

A Força do Rigor, o Geburah, a quinta Esfera da Cabala, foi expressa por Beethoven em sua 5ª Sinfonia, o Destino batendo à nossa porta.

Tipheret, a Beleza… quem não vivenciou na maravilhosa 6ª Sinfonia dedicada à Natureza… quem escutar a 6ª Sinfonia com verdadeira atenção terá harmonizado as combinações mais sutis de sua própria Natureza. É de uma grande ajuda para transformar nossa mentalidade lunar em uma mentalidade solar.

A apoteose da dança, como disse Wagner da 7ª Sinfonia, unifica nossa compreensão acerca da Esfera de Netzach, ou a Esfera de Vênus, a Deusa do Amor.

A 8ª Sinfonia expressa a Hod, a Esfera da Alta Magia e os processos da mente.

A 9ª Sinfonia, chamada A Coral por suas partes de coros, canta a Ode à Alegria do grande poeta alemão Schiller, exalta os logros que se colhem na Nona Esfera ou o Yesod da Cabala.

Não é coisa de expressar com palavras, senão de escutar com o coração e com uma mentalidade solar unificada.”

E para complementar essas informações entregues pelo VM Samael Aun Weor, transcrevemos um trecho do livro Biomúsica, de Fernando Salazar Bañol, que explica sinteticamente a influência das sinfonias beethovianas em nossas estruturas psicológicas.

As 9 Sinfonias de Beethoven e seu Equivalente Psicológico

“Ludwig van Beethoven, célebre compositor de música erudita, por seu talento extraordinário foi elevado como um dos expoentes máximos dessa arte. Nasceu em 17/12/1770 e morreu em 26/3/1827.

No esoterismo crístico-gnóstico, sabemos que esse grande ser é considerado como um grande Hierarca das regiões musicais celestiais (Esfera de Vênus, Mundo Causal).

Cada uma de suas sinfonias foi idealizada para agir nas estruturas psicológicas mais íntimas do ser humano, enaltecendo os valores intrínsecos superlativos do homem.

1ª Sinfonia
É a da ‘Gênese Psicológica’.
Deve ser escutada para motivar-nos em tudo o que queremos iniciar.

2ª Sinfonia
É a da ‘Revolução Psicológica’.
‘Um complexo monstruoso, um horrível dragão ferido contorcendo-se, que se nega e expirar e, ainda que sangrando no final, segue revolvendo-se e dando golpes com a cauda para todos os lados.’ (Resenha publicada em maio de 1804, no Zeitung Für Die Elegante Wait, de Viena.)

3ª Sinfonia
É a da ‘Busca do Equilíbrio’.
Deve ser ouvida para motivar-nos a sair dos estados de nervosismo excessivo, desânimo, descontrole, ansiedade, pessimismo.

4ª Sinfonia
É a ‘Sinfonia do Amor’.
Motiva a sair dos estados de irritação, egoísmo, vingança e ódio.

5ª Sinfonia
É a do ‘Destino do Homem’.
Estimula a traçar as estruturas do que queremos ser na vida, ou seja, a criar nosso destino.

6ª Sinfonia
É a da ‘Heurística’.
Motiva-nos a toda ação criadora, a todo movimento que tenda a solucionar problemas.

7ª Sinfonia
A da ‘Exploração do Subconsciente’.
Para motivar a nossa autoanálise, nosso estudo axiológico.

8ª Sinfonia
É a da ‘Emancipação Psicológica’.
Deve-se escutá-la para motivar-nos à mudança, à transformação, à transvalorização.

9ª Sinfonia
É a da ‘Sublimação’.
Para motivar-nos a escalar os degraus dos sentimentos místicos, de espiritualidade, de devoção.”

A 10ª Sinfonia de Beethoven

O direito de o público conhecer o que poderia ter sido uma obra de um grande compositor foi o principal argumento do musicólogo inglês Barry Cooper para defender o trabalho de reconstrução de um trecho da 10ª Sinfonia de Beethoven.

Cooper explicou o processo de pesquisa que o levou a terminar o primeiro movimento da obra a partir de anotações originais do compositor em uma mesa redonda dentro da programação de cursos de verão da Universidade Complutense de Madri, na cidade de San Lorenzo del Escorial (a 50 quilômetros da capital).

A principal discussão do evento foi a validade do trabalho de finalização de uma obra inacabada do gênio Ludwig van Beethoven.

Cooper, pesquisador e professor da Universidade de Aberdeen (Inglaterra) identificou pela primeira vez as anotações correspondentes ao que poderia ter sido o 1º Movimento da 10ª Sinfonia de Beethoven.

Levantamos então uma questão: se Beethoven tivesse vivido mais alguns anos, teríamos recebido de presente não 10, mas talvez 12 Sinfonias?

Explicando assim os 12 Trabalhos de Hércules numa linguagem musical?

  • Jacques da Rosa

    Beethoven foi “Batizado” no dia 17 de dezembro de 1770, mas os historiadores da Música consideram que ele nasceu provavelmente um dia antes disso, ou seja, no dia 16 de dezembro de 1770.
    Nota: é Importante verificar fontes antes de ir publicando datas e fatos sem ou de pouca exatidão histórica.

    • Jacques, com todo respeito, mas nos parece que este texto está repleto de ensinamentos profundamente esotéricos, e seria melhor se você percebesse a importancia de tal texto…

    • debora

      Jacques, acho que você que não deveria ser tanta importância a esse pequeno fato, pois vejamos que no mundo natural não existe datas de calendário, é pura bobice. Num esoterismo, espiritualismo, naturalismos não temos este apegos a datas. O tempo é o rei, e nso uma base de calendários fracos.. Errados.. Paz, luz.

  • Trimegisto

    Se bethoven e o guardiao do templo da musica , sera que existe algum tipo de oraçao dedicada a ele?

    • Beethoven é o Guardião do Templo da Música, este Mestre porta em cada mão uma espada. Na direita uma espada dourada e na esquerda, uma prateada.
      Pode-se invocar o Ser Interno daquele que se chamou Ludvig van Beethoven chamando-o EM NOME DO CRISTO, PELO PODER DO CRISTO E PELA MAJESTADE DO CRISTO, e em seguida meditando-se intensa e devotadamente nesse Mestre…

  • Fábio

    Uma abordagem também interessante seria expor a frequência de 440hz, que são as das nossa músicas atuais e a frequência 432hz, que conforme pesquisa no google, tem efeitos mais poderosos na nossa consciência.

  • nousvate

    Tem coisa que nosso cérebro não e capta enao assimila mas nossos espírito sim, a muisica nos emsina sem que nossos cérebro seja usado, música superior e uma liguem do espírito,espiritual, divinal, magistral, quem compõem uma música das esferas cria o mosaico da criação

  • nousvate

    Se Dante Alighieri fosse um músico ele teria escrito os trabalhos Hércules em sua grande obras.com certeza betoven tivesse vivido mais ele teria sim escrito os trabalhos de Hércules, essa realidade se encontra no mundo astral já em obras par quem quiser ver e sentir reviver, toda a nossa historia desde doinicioesta escrito registro do universo, enforma maisclassica descrever essa historia e por meio da linguagens musicais.

  • Identifico-me com a pessoa e a obra de Ludwig van Beethoven,num nível muito intenso,muito grandioso e misterioso. Sou pessoa de mentalidade holística esoterista,professora de idiomas,numeróloga e compus,ao longo de 22 anos, uma música captada mediunicamente,música imensa,para orquestração eletro-acústica avançada,música considerada ergosônica,energizadora para multidões e multidimensões,o que não aconteceu,pois fatores probatórios kármicos ainda nãio foram encerrados totalmente,nesta minha existência.Quero aqui consignar que,realmente,sei e sinto que o Ser que se chamou Ludwig van Beethoven,compositor genial e gênio sensitivo,é um dos maiores seres que este mundo teve a honra de receber,na dimensão euclidiana da reencarnação terrena.É para mim um mistério, onde realmente está tal Ser – poderia ter reencarnado como mulher? Se é,realmente,Guardião em alguma dimensão superior,teria ligação com os guardiães siderais e com os policiais-guardiães astrais – também respeitáveis,denominados exus,na Umbanda? Durante o tempo em que estudei música,tive centenas de sonhos com Beethoven,alguns dos quais,estou certa, foram contatos astrais/mentais.Deus abençoe nosso progresso consciencial evolutivo,sempre!!! Façamos por onde,para,também nós,atingirmos tão alto nível evolutivo!!!

    • marcelo

      muito interessante oq escreveu!

      • leonardo

        synture, eu sei que astralmente falando existem muito mais notas musicais, não sou uma pessoa que consigo sair em astral com consciência plena, mas estudo muito sobre o assuntos, sei que no astral existem muito mais notas musicais e maneiras sublimes de escreve-las, mas vc conseguiu trazer um pouo dessa música para o físico? se conseguiu, gostaria muito de ouvir, tb sou músico e vivo em busca de uma música celestial.
        [email protected]

  • K

    Existe alguma escritura, livro, texto que afirme que Beethoven era ocultista? Que ele era um gênio, sem dúvida, é o meu compositor clássico favorito. Mas de tudo que eu já li sobre a vida dele, aparentemente nada diz que ele teve algum contato “sério” com quaisquer ordens, ou até mesmo com a Maçonaria…

    • Pesquise nos arquivos indicados por instrutores maçons, há diversas tradições que não são conhecidas do público em geral.

  • Tércio Pablo Uliveira de Ortiz

    O universo criado começou atravez do dó e foi o ré que me troxe o mi para fá pois a partir do sol eu fui lá aé o si regresando ao dó para que tivesse merito dos dóns. Paz e luz e tudo que reflita o amor do…

  • Afrânio?

    Descobri: FBBEAADGGCFFBEADDGC que é a sequência de acordes mais poderosa de todos os tempos, e sozinho me fechei em meu universo privado. Eu guardo a forma correta de onde e como aplicar essa composição em qualquer plano ou dimensão da existência ou transcedental à ela! A música não depende do tempo, da matéria instrumental,nem da hierarquia intelectual de um mísero ser limitado às leis de um só plano dimensional,ou melhor dizendo, de um só TOM; mas se manifesta relativamente em tudo:nas cores, nas vibrações dos sentimentos, etc… NÃO É imotivadamente QUE A RAZÃO DA ESCALA DE NOTAS SUPREMAS É 7 E A COMPOSIÇÃO SIMPLES DE CADA ACORDE É 3

  • nousvate

    preferir os perigos da liberdade e ser livres que que viver em paz e ser escravos as escolha de um homem traça seu destino.

  • Gostaria de saber se posso comprar livros sem o cartao de crédito pelo correio por favor responda-me quanto antes puder! Obrigado

  • gnosi me perdoem enchi de comentarios nao sei mexer em computador

  • Em qual link consigo conprar os livros eu sou (eu sou jorge adoum) e (os mistérios maiores) e (kundaliny yoga) o livro amarelo
    Obrigado

  • Vicente

    Excelente matéria! Sugiro colocar os links das musicas pro pessoal ouvir, ou youtube, ou para baixar…

  • Ana Elizabeth

    Artigo maravilhoso! Beethoven era mesmo um gênio…

  • rose

    Achei 10!!