Sufismo e a Tariqah

Sufismo e a Tariqah

- emSufismo, Teologia Gnóstica
1124
5

A Tariqah (Caminho) é um meio de aproximar-se de Allah (Deus), um enfoque que requer uma completa submissão a Ele e aderência da Sharia (Lei Islamica). Sheikh Ahmad At-Tijani (RA) declarou: “Seja o que for que ouvirdes sendo dito, compare com o que é estabelecido na Sharia. Caso se ajuste a ela, tomai-o: Se não é assim, deixai-o”.

A Tariqah (o Caminho) sufi baseada unicamente no Alcorão e no Hadith. O sufismo (Tasawwuf) é a espiritualidade da religião islâmica, seu aspecto esotérico. É a ânsia da alma de conhecer o seu Criador e remonta-se até ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah esteja sobre ele).

Através do Sufismo um crente alcança o Ihsan, que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah esteja sobre ele) descreve em um hadith como “Adorar a Allah como se o estivesse vendo, pois, embora não O veja, certamente Ele te vê.

Uma Tariqah é uma via ou um caminho até Allah. As práticas da Tariqah (Caminho) aumentam, porém em nenhum caso se contrapõem ao que a Sharia (Lei Islâmica) prescreve para cada crente.

Em um hadith qudsi: Allah, Subhana Wa Taálla disse: “Eu era um Tesouro Oculto
e quis ser conhecido.” Em um outro hadith qudsi: “Conhece-Me antes de Me adorar. Se não Me conheces, como podes Me adorar?”

Os sufis são, antes de tudo, muçulmanos que temem a Allah e amam o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) e são devotados a Allah em suas orações, dão caridade e recordam Allah, esforçando-se para conhê-lo.

A Tariqah busca a orientação no Alcorão e no Hadith (ditos do Profeta) e ambos proporcionam a evidência de que existiam aqueles que conheciam mais inclusive que os próprios Profetas (que a paz esteja sobre todos eles). Ao Profeta Mussa (que a paz esteja sobre ele) foi enviado Al-Khidr (a paz esteja sobre ele), tal como vem descrito no Alcorão: “E encontraram-se com um de Nossos servos, que havíamos agraciado com a Nossa Misericórdia e iluminado com a Nossa Ciência”. (18:65)

Um hadith atribuído a Sayidina Omar (RA) e relatado por Muslim indica que o Anjo Jibril (Gabriel em árabe; que a paz esteja sobre Ele) veio ensinar aos companheiros sua religião, quer dizer, servindo-lhes como seu sheikh.

O próprio Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não recebeu a revelação do Glorioso Alcorão diretamente de Allah. Allah – Subhanahu Wa Taálla – revelou o Alcorão e seu Tafsir (significados) ao Profeta através do Arcanjo Jibril (Gabriel, que a paz esteja sobre ele), que atuou como seu sheikh.

Os princípios da Tariqah

1) Pedir perdão a Allah. No Alcorão (57:21) , Allah diz: “Emulai-vos, pois em obterdes a indulgência do vosso Senhor!” E no Alcorão (71:10), Allah disse também: “Implorai o perdão do vosso Senhor, porque Ele é Indulgentíssimo”. No Alcorão (11:3) Allah também disse: “Implorai o perdão de vosso Senhor e voltai-vos a Ele” e no Alcorão(4:110) Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah esteja sobre ele) se dirigiu a nós dizendo: “Vossa enfermidade é o haram (pecado)e o remédio para vossa enfermidade é dizer astaghrfirulLah”.

E temos o exemplo do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah esteja sobre ele), nosso guia mais excelente, que pedia somente perdão 100 vezes por dia, apesar inclusive de Allah ter declarado no Alcorão (48:2): “Para que Allah perdoe as tuas faltas, passadas e futuras, agraciando-te e guiando-te pela senda reta”. Se este é o caso com o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah esteja sobre ele), nós necessitamos certamente buscar muito mais o perdão de Allah.

2) Dizer LA ILAH ILLAh ALLAH (Não há divindade a não ser Deus). Em um hadith, o Profeta disse: “A melhor palavra que é dita, com os profetas anteriores, é “La Ilah Illah Allah”. E, em um outro hadith, disse: “Quem disser La Ilaha Ila Allah entrará no Paraíso”. Em outro hadith menciona-se que o Profeta disse: “O melhor de todos os tipos de recordação de Allah é La Ilaha Ila Allah”.

3) SALATUL AN-NABI: quer dizer: invocar bênçãos sobre o Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). Allah ordenou aos crentes invocar bênçãos sobre o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) no Alcorão (33:56): Em verdade, Alláh e Seus anjos abençoam o Profeta. Oh fiéis, abençoai-o e saudai-o reverentemente!”

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah esteja sobre ele) disse em um hadith: “Quem invocar bênçãos sobre mim, Allah invocará 10 por ele, se ele invocar 10, Allah invocará 100 por ele, se ele invocar 100, Allah invocará 1.000 por ele, se ele invocar 1.000, entrará no Paraíso ombro a ombro comigo”.

A Recordação de Allah

O trabalho espiritual que um sufi está obrigado a fazer em sua viagem até
Allah é o zikr, ou seja, a recordação de Allah. O zikr fornece um vínculo direto do servo até Allah.

No Alcorão (2:152), Allah disse: “Recordai-vos de Mim, que Eu Me recordarei de vós…” No Alcorão (33:41-42), Allah disse: “Ó crentes, mencionai freqüentemente Allah. E glorificai-O, de manhã e à tarde”.

No Alcorão (29:45), Allah disse: “…a oração preserva (o homem) da obscenidade e do ilícito mas, na verdade, a recordação de Allah é a (coisa) mais importante. Sabei que Allah está ciente de tudo quanto fazeis”.

No Alcorão (73:8), Allah disse: “Porém recorda-te do teu Senhor e consagra-te integralmente a Ele”. No Alcorão (3:191), Allah disse: “Que mencionam Allah, estando em pé,sentados, ou deitados…”

No Alcorão (13:28), Allah disse: “Que são crentes e cujos corações sossegam com a recordação de Allah. Certamente a recordação de Allah…”

Além disso, em um hadith qudsi, Allah disse: “…E o servo Meu continuará buscando a Minha complacência mediante atos voluntários, até que Eu o ame. Quando o amar, serei como o seu ouvido com o qual ouve, como suas vistas com as quais vê, como suas mãos com as quais lida, como suas pernas com as quais caminha”.

Claramente, a importância do zikr como uma forma de adoração está firmemente estabelecida no Alcorão e nos Ahadith. Alláh (Deus) possui 99 Nomes e Atributos Divinos… muitos desses nomes são praticado no Zikr em grupo.

As Condições para Tornar-se um Associado da Tariqah

1) Uma vez que tomes a Tariqah, não a abandones. Permanece nela durante toda tua vida porque é um compromisso entre tu e Allah. No Alcorão, Allah diz: “Cumpri o pacto com Allah, se houverdes feito, e não perjureis depois de haverdes jurado solenemente, uma vez que haveis tomado a Allah por garantia, porque Allah sabe tudo quanto fazeis”. (16:91).

Por sua parte o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Um pouco de forma continuada é melhor que muita interrompida”.

2) Observar as orações diárias.

3) Ser bom com os pais, sejam eles muçulmanos ou não. No Alcorão, Allah diz: “E encomendamos ao homem a benevolência para com os seus pais. Sua mãe o carrega, entre dores e dores, e a sua desmama é aos dois anos, (lhe dizemos): Agradece a Mim e aos teus pais”. (31:14)

4) Fazer o zikr requerido consistente no ASTAGHFIRULLAH, SALATU ALA NABI e LA ILAH ILLA ALLAH.

Todos são bem-vindos! A Tariqah não possui qualquer restrição quanto a sexo ou idade. Qualquer muçulmano ou não muçulmano cujo coração almeja conhecer Allah e adorá-Lo como Ele deseja ser adorado e que está disposto a realizar um trabalho espiritual e fazer o zikr, homem ou mulher, será bem recebido. Allah Subhanahu wa Taala disse no Alcorão: “Aqueles que obedecem a Allah e ao Mensageiro contar-se-ão entre os agraciados por Allah. Profetas, verazes, mártires e virtuosos . Que excelentes companheiros serão!” (4:69)

O Autêntico Significado do Tasawwuf (Sufismo)

Tasawuf (Sufismo) significa adotar todas as formas de atuação que são meritórias e louváveis, e deixar as outras formas que não são. Significa, em suma, adotar o caráter do Alcorão e Comportamento Profético (Sunnah). Deve entregar-se completamente a Allah, O Exaltado, em tudo o que Ele deseja e exatamente na forma em que Ele deseja. Um poeta disse em certa ocasião: “O Sufismo não é usar roupas de lã ou velhas e sim é… o bom comportamento e as boas maneiras (adab)”.

Tasawuf significa a busca e lapidação para a pureza, até ficar sem manchas, é seguir a verdade contida no Alcorão.

Posts relacionados

  • Alyy

    Essa apresentação de sufismo é da tariqa tijaniyyah aliás as regras e tudo, somente tiraram o nome tijaniyyah e colocaram “sufismo”

    • Miguel Matias

      Cara Alyy, se somos todos aspirantes do caminho não sei porquê essa sua atitude.Ou não sabe que todas as ordens sufis estão conectadas entre si espiritualmente e não raras vezes incorporam ensinamentos de outras ordens.Afinal Alyy, através de Abu Bakr (ra) e Aly (ra) é que chegamos ao Profeta Muhammad (saw) e dele para Allah (swt)

      • Alyy

        Caro Miguel, cada tariqa tem as suas regras e estas quantidas no texto não são regras gerais de todas os caminhos espirituais e apesar de todos os shuyukh sufis remontarem até o Profeta (SAW nem todos estão quantidos na mesma silsalah, podemos ver que na silsalah da naqshbandi consta determinados shuyukh enquanto da qadiriyya outros, existem tariqa que são tabarruk e que não possuem shaykhs vivos enquanto outras são tariq Us-Sirr que possuem Shaykh vivo e estas são as quais conferem um meio efetivo de Realização, uma tariqah autêntica segue primeiramente a sharia’ nesses preceitos toda a via que é verdadeira é igual, mas uma tariqa é como uma caravana, enquanto uma vem do Egito a outra vem da direção do Turcomenistão, ambas se encontrarão em Makka pois o objetivo é o mesmo, no entanto, Allah elevou um acima de outros o que distingue em graus e na prática de uma para a outra, espero que tenha entendido a minha explicação. um forte abraço.

  • nousvate

    Em toda ação há um plano, em todo plano há uma estratégia,em toda estratégia há uma inteligência,em toda inteligência há princípios,em todos princípios há realidades,em todas realidades há uma razão que as define a si mesma,do inicio ao fim, todas as ações busca uma única coisa, alimentar-se de sua existência e sub-existir dentro do espaço que as define suas verdades

    • Então em toda a ação há uma forma (plano e estratégia) um conteúdo (inteligência e princípios) e um espaço tempo (razão e realidades) e seu objetivo, uma afirmação.

      Agir pois, o menos possível, aceitando o caminho invisível da fé e da profunda confiança.

Confira também

O fogo sexual e a espiritualidade

A transmutação sexual da “ens seminis” em energia