Os 12 sais astrológicos

38
2851
Incensos

Os antigos diziam que “sangue vida” e, sem um sangue perfeito é impossível gozar de boa saúde. O influxo dos astros está impresso em nosso sangue; como um jugo, “o homem leva o Destino atado a seu colo”, diz a tradição islâmica referindo-se à veia jugular. Este artigo para o site GnosisOnline aborda a astrologia sob um ponto de vista simbólico e esotérico que relaciona os 12 signos com os 12 sais bioquímicos chamados de Sais de Schüssler.

A enfermidade não é uma entidade em si mesma, senão una deficiência de algum dos componentes bioquímicos que são a base da química da vida. Com uma simplicidade assombrosa podemos saber, em base ao Mapa Astral, quais são essas deficiências. O melhor método de cura consistirá, pois, em proporcionar ao sangue aquilo que lhe falta.

ZODÍACO: Do grego Zodiakos. Circulo da vida, faixa da esfera celeste que tem a eclíptica em seu meio, onde os planetas, o Sol e Lua parecem transitar. Esses astros, pelo movimento, aparentam ter “vida”, caminhando em um fundo de Estrelas Fixas, paradas ou “mortas”. Na mitologia, deuses e heróis depois de mortos são transladados ao céu, em forma de constelações, onde permanecem imóveis. Isso nos leva a crer que a origem do nome Zodíaco possivelmente seja anterior ao nome das constelações contidas nessa faixa da esfera celeste. Essas constelações, com amplitudes angulares diferentes umas das outras, tem os mesmos nomes que os signos do zodíaco, mas são elementos distintos.

Os signos, distribuídos sobre a eclíptica, cada um abrangendo um ângulo de 30 graus, são em número de 12, perfazendo o circulo, em determinada ordem. Se o começo do primeiro signo coincidir com o “ponto gama”, como acontece em questões astronômicas e nos estudos astrológicos ocidentais, o Zodíaco é chamado de trópico.

Se a origem estiver em ponto não perfeitamente definido da eclíptica, deslocado em termos de hoje de quase 30 graus, no sentido contrário ao da ordem natural dos signos, o zodíaco é chamado de sideral. Esses dois zodíacos diferentes, o trópico e o sideral, coincidiram há cerca de 2 mil anos.

Depois disso, pela precessão dos equinócios, se deslocaram. Atualmente o signo de Áries do zodíaco trópico praticamente coincide com o signo de Peixes do zodíaco sideral. No zodíaco sideral há coincidências, não apenas com os nomes de constelações zodiacais, mas também de partes dessas constelações com partes dos signos homônimos. Essas constelações seccionam a faixa do Zodíaco, cada uma delas de forma diferente.

Ou seja, cada uma abrange maior ou menor porção dessa faixa. O número dessas constelações não importa, pode ser maior, menor ou igual a 12. Esse número de constelações zodiacais, que alguns acreditam ser diferente de 12, nada tem a ver com o número dos signos do zodíaco trópico ou sideral.

O Número 12

O ciclo anual do Sol, dividido em quatro partes, pelos equinócios e solstícios, se correlaciona com as antigas “quadruplicidades”, constitutivas de tudo o que foi ou é criado: Fogo, Água, Ar e Terra. Por sua vez, cada uma dessas partes, como diferentes unidades, atende ao principio das “triplicidades” (como as Trindades Divinas ou religiosas, os 3 Poderes do Estado, as 3 partes dos organismos vivos, as 3 dimensões do espaço).

Ou seja, cada uma dessas 4 partes tem em si outras 3. No total formam o 12. O 3 e o 4, quando multiplicados originam o 12, quando somados, surge o cabalístico 7, número das cores do arco-íris, das notas musicais, dos dias da semana (associado aos antigos planetas ou aos dias da criação). Alem das divisões do 12 por 3 e por 4, a divisão por 2, relativa às “dualidades” ou complementaridades, permite observar elementos relativos ao 6, como a divisão da circunferência pelo raio e a forma hexagonal celular, a mais econômica nas estruturas compositivas, presente com freqüência na natureza.

Cristo, ao escolher seus apóstolos, usou o número 12.

A dúzia, composta de 12 unidades, continua a ser utilizada, porque admite como divisores o 2, o 3, o 4 e o 6. Admite 4 divisores, além da unidade e de seu próprio número. Isso não ocorre com nenhum outro número inteiro menor que seu dobro.

O carbono, elemento capaz de formar extensas cadeias de átomos, constituindo dezenas de milhares de compostos orgânicos, tem número atômico 6 e peso atômico próximo de 12. Sua forma mineral monométrica, pura, é o diamante, a mais dura e brilhante das pedras preciosas.

No fim do século 19, o dr. W. H. Schüssler, ao calcinar diferentes tecidos orgânicos, observou que predominantemente restavam sempre 12 sais minerais específicos. Isso o levou a propor um tipo de terapia que leva seu nome.

Ainda com relação ao 6 e ao 12: as partículas subnucleares são atualmente classificadas em 6 léptons e 6 quarks pelas simetrias locais. Elas são elementares, no sentido de que não têm estrutura, ou seja, são “puntiformes”. Suas interações são os chamados bósons vetoriais intermediários, dos quais existem 12, incluindo o fóton das interações eletromagnéticas.

Parece que o 12 está presente não apenas nos signos do Zodíaco, mas em outros importantes elementos constitutivos, desde a formação das partículas subnucleares da matéria, dos compostos orgânicos, em princípios religiosos e no número dos meses dos anos e das horas dos dias e das noites que vivemos.

Sais de Schüssler

  • Kali Phosphoricum
  • Natrum Sulphuricum
  • Kali Muriaticum
  • Calcárea Fluorica
  • Magnesia Phosphorica
  • Kali Sulphuricum
  • Natrum Phosphoricum
  • Calcárea Sulphurica
  • Silicea Terra
  • Calcárea Phosphorica
  • Natrum Muriaticum
  • Ferrum Phosphoricum

Os Sais e sua relação com a Astrologia

O que são os Sais de Schüssler

O dr. Samuel Hahnemann, pai de la Homeopatia, descobriu experimentalmente junto com outros homeopatas, a utilidade dos sais inorgânicos para a recuperação da saúde. Sem embargo, não chegaram a precisar este conhecimento completamente.

Posteriormente, o dr. Wilhelm Heinrich Schüssler (1821-1898), de nacionalidade alemã, formalizou a investigação sobre 12 desses sais, que hoje levam seu nome.

O dr. Schüssler sempre teve um grande interesse na Lei do Mínimo, a qual estabelece que a perda da saúde é devida à falta de certos minerais nas células. Essas insuficiências somente podiam ser observadas nas cinzas dos corpos, pelo que analisou as cinzas de um grande número de pessoas que haviam sido cremadas e descobriu que em todos os seres humanos sempre há ausência ou deficiência de dois sais bioquímicos, pelo menos.

Ao investigar tal acontecimento, Schüssler integrava expedientes clínicos de cada uma das pessoas cujas cinzas analisava. Neles anotava o nome e data de nascimento, assim como as enfermidades que havia padecido no transcurso de sua vida. A experimentação demonstrou que nos pacientes há pelo menos a carência de um sal fundamental, ou base, e de outro secundário ou complementar, o que propicia suas enfermidades.

Como resultado de suas investigações, chegou à conclusão de que se os tecidos não recebem do sangue a quantidade adequada de cada um dos 12 sais bioquímicos estudados, altera-se o movimento molecular dos sais nos tecidos e, conseqüentemente, se desequilibra o funcionamento das células e seu metabolismo, o que produz os fenômenos conhecidos como enfermidades.

É importante destacar que este tipo de padecimentos é muito numerosos e freqüentes. As enfermidades desta natureza desaparecem, até que os tecidos recebem novamente os sais que requerem.
Dizia o dr. Schüssler que “…se no curso de uma enfermidade se atrasa a cura espontânea, então se administram os sais minerais adequados, em forma molecular (potencializadas ou dinamizadas).

Essas moléculas passam ao sangue através da mucosa bucal e desencadeiam no foco da enfermidade um vivo movimento molecular. De novo se põe em marcha o intercâmbio de substâncias entre as células saudáveis e as enfermas, o que faz com que se produza a cura”.

O sistema terapêutico que este brilhante investigador desenvolveu, consiste em preparar 12 remédios, cada um dos quais contém um sal inorgânico, reduzido em alguns casos à potência homeopática sexta decimal (6d) e em outros à terceira decimal (3d), tamanhos quase infinitesimais que facilitam a circulação e assimilação dos sais nas células e tecidos do organismo.

Como se usam os Sais de Schüssler?

O dr. Schüssler observou que subministrando os sais em forma muito diluída a seus pacientes, estes se protegiam preventivamente ou se aliviavam com muita facilidade de suas alterações biológicas ou enfermidades, o qual é lógico, posto que cada um dos Sais Bioquímicos produz reações que lhe permitem ao corpo realizar uma série de funções vitais, pelo que quando há deficiência de alguma delas, se propiciam os padecimentos.

Baseando-se nas leis naturais da Patologia Celular, formalizou um guia terapêutico notável por sua simplicidade, que consiste no emprego dos 12 sais inorgânicos que são fundamentai para o funcionamento adequado das células que constituem o corpo humano.

Mais de um século de experiência intensiva, demonstra que esses remédios produzem os resultados desejados e esperados rapidamente, que são inofensivos e muito freqüentemente originam curas que se consideram espontâneas.

Esses sais não se classificam como medicamentos. São considerados como alimentos, posto que são integrantes do corpo humano.

Há contraindicações?

As concentrações às quais se subministram os sais são extremamente baixas. Não estão contra-indicadas uma com outra, pois somente resolvem as deficiências que o corpo pudesse ter de algum sal. Por exemplo, uma pessoa com deficiência de Kali Muriaticum pode tomar os 12 sais, porém só absorverá Kali Muriaticum e os outros as desprezará. Tampouco têm efeitos colaterais. Pode-se tomar os sais de forma preventiva, e só se aproveitarão os sais que o corpo carecer.

Como preparar os sais para seu consumo

Os sais são tomados diluídos em água ou em glóbulo inerte de uso homeopático. Se forem tomados em água, deve-se agregar 5 gotas de cada sal que se deseja consumir em 1 centímetro de água, de preferência morna.

Se tomar em colheradas, se enche um frasco de 30 cc, e se agregam 60 gotas em total de todos os sais a consumir. Ou seja, se tomamos 1 sal, poremos 60 gotas desse sal.

Si tomamos 2 sales, poremos 30 gotas de cada sal, dando un total de 60 gotas. Si tomamos 3 sais, poremos 20 gotas de cada sal, dando um total de 60 gotas. E etc.

Se os sais são usados de forma preventiva, é recomendável toma-los em forma de colheradas. Os sais devem ser tomados em tempo diferente dos alimentos, ao menos com 5 minutos de separação. É recomendável toma-los 5 minutos antes da comida. Tampoco debe-se de tomá-los imediatamente depois de haver-se escovado os dentes.

Frequência de uso

Em qualquer dos casos (chochitos ou água), normalmente se tomam 3 ou 4 vezes ao dia. Nos casos agudos, ou quando a doença principia, pode-se tomar muito mais freqüentemente, incluso cada 15 minutos. Deve-se tomar continuamente até recuperar a saúde.

As Espécies Salinas

(Por Samael Aun Weor, Alquimia Sexual)

  • Existem duas classes de sais, uma masculina e outra feminina.
  • O Sal Macho danifica o organismo humano quando se usa em excesso.
  • O Sal Fêmea é benéfico e saudável.
  • O sal macho é o sal marinho.
  • O sal fêmea é o sal de pedra, é o sal das salinas das minas.
  • O Alquimista deve preferir o sal fêmea.
  • Existem 12 sais fundamentais, gobernados pelos 12 signos zodiacais.
  • Quando esses 12 sais zodiacais não estão bem equilibrados dentro de nosso organismo humano, então surgem as enfermidades.
  • Os 12 sais zodiacais, em síntese, vêm a dar forma de perfeição aos 12 corpos que os habitantes da NÉVOA DE FOGO usam.
  • Os 12 sais zodiacais convertem o homem em um zodíaco esplendoroso.
  • Tudo o que tenha forma densa ou sutilíssima se deve ao sal.
  • Sem o sal, as formas não poderiam existir.
  • Porém, devemos apreciar o sal em suas quintessências subliminares imperceptíveis para o microscópio, porém, perfeitamente visíveis para o clarividente.

Um estudo profundo sobre os 12 sais zodiacais nos levaria muito longe no campo da terapêutica. Esses 12 sais são:

  1. Fosfato de ferro
  2. Magnásio fosfórico
  3. Calcário fosfórico
  4. Natrão fosfórico
  5. Potássio fosfórico
  6. Cloreto de sódio
  7. Cloreto de potássio
  8. Sulfato de sosa
  9. Sulfato de potássio
  10. Calcárea sulfúrica
  11. Calcárea fluórica
  12. Sílica
Incensos
  • janeidem leite

    Gostaria de saber onde encontrar os sais de schussler na
    Bahia- moro na região sudoeste,Ipiaú, Jequié Conquista são
    referências.
    Janeidem Leite

  • janeidem leite

    Excelente o artigo sobre os sais de Schussler. gostaria de saber qual deles tomar para estimular o bom funcionamento
    do pâncreas; Penso que deve haver algum que sirva a esse fim.
    Janeidem Leite

  • rui sousa

    Boa tarde a todos.

    Alguém sabe onde poderei encomendar os sais de Schussler em Portugal?

    Obrigado,

  • onde posso comprar os sais dr. schussler no brasil?

  • O PENTAGRAMA MUSICAL

    As notas da escala musical (Pentagrama musical) correspondente aos quatro elementos são:

    Fogo – Dó, Si, Sol – para Leão, Sagitário e Áries
    Ar – Mi – para Gêmeos, Aquário e Libra
    Água – Fá – para Câncer, Peixes e escorpião
    Terra – Ré, Lá – para Capricórnio, Touro e Virgem

    Para os dias da semana as notas musicais que entoam todo o universo
    e transmitem vibrações positivas e como segue:

    Domingo – Dó
    Segunda – Fá
    Terça – Sol, Fá
    Quarta – Mi, Lá
    Quinta – Si, Fá
    Sexta – Lá, Mi
    sábado – Ré, Mi

    A NOTA MUSICAL E A COR

    Fogo – Dó, Si, Sol – para Leão, Sagitário e Áries – laranja, azul-claro, amarelo, vermelho

    Ar – Mi – para Gêmeos, Aquário e Libra – verde, marrom, preto

    Água – Fá – para Câncer, Peixes e escorpião – opala, azul-marinho, vermelho- vinho,

    Terra – Ré, Lá – para Capricórnio, Touro e Virgem – cinza, marrom, verde-claro

    Na terapia ou na psicoterapia é aconselhável usar o som e a cor juntas.
    A nota musical também é relaxante, também provoca sonolência, acalma a mente e coloca o paciente em estado caprichoso e fantasioso

  • Rafael Camargo

    Na época do Dr.Schussler, eram apenas 12 sais e agora são 16. Mandei preparar os os 16 sais, um em cada vidro contendo 20 gramas de glóbulos. !3 deles na base de D6 e 3 como D12. E a cada 15 ou 30 minutos, tomava 3 glóbulos de cada um. Pergunta: D6 não antidota o D12? Tomados por mais de 30 dias não geram patogenesia?

  • xiko

    onde posso comprar os sais em Portugal?

  • Celeste

    Muito bom o artigo.
    Como estudante de astrologia, gostaria de saber se existe e qual é a correspondência de cada um dos sais de Shussler com os 12 signos zodiacais. Seria na sequencia de apresentação dos sais, ligando, por exemplo, fosfato de ferro à Áries-Marte,e assim por diante, até Silica à Peixes?
    Grata.

  • Rosi G. Vale

    Observo que mando a recomendação terapêutica para qualquer farmácia homeop´[atica.

    No RJ eu uso muito a fARMÁCIA áTOMO, MAS HOJE COMO TRABALHO NUMA SALA ATRÁS DE UMA FARMÁCIA hOMEOPÁTICA, USO ELA COMO REFERÊNCIA.

  • Muito bom o artigo sobre os sais minerais. Sem dúvida alguma eles são de grande importância para o corpo físico, alguns como o Fosfato de Potássio e o Fosfato de Ferro, são vitais para todo e qualquer ser humano, especialmente em convalescença. Há mais de quinze anos faz parte do tratamento de padrões emocionais que trato por avaliação radiestésica, e dou atenção aos sais minerais, pois é impossível uma mente responder bem a um tratamento se o corpo está debilitado.
    Lena

  • basilio

    Usei medic H batidos juntos, mas não os 12 sais.Deu certo para diversas doenças ,como gastrite,sinusite,enxaqueca,etc.

  • basilio

    Como os sais são alimento, não vejo pq não possam ser consumidos juntos.

    Não sei se os sais podem vir junto com alimentos, pq eles são compostos.Por ex; natrum Sulphuricum é sal com enxofre.na literatura sobre os 12 sais não diz em que alimentos encontra-los e quais as proporções e principalmente se já viriam misturados.

    Estou tomando os sais tds juntos na ch30, sem notar qq efeito, mas não usei ainda com pessoas doentes.Proximamente vou testa-lo em uma pessoa com problemas, inclusive cheio de reumatismo ,coreia e encurtamento de tendões.Breve darei noticias.

    • Filipe Goulart dos Santos

      Atenção, ch30 e ch7 se usa para desintoxicação, ou seja, para eliminar os sais do seu corpo!

  • basilio

    Os 12 sais são alimento e não remedio.O corpo só usa aquilo que precisa.Os desnecessarios são eliminados sem efeitos colaterais, a não ser que se tome um litro.

    Não é só usar os sais para ter boa saude.É preciso evitar alcool,fumo. café, carne de porco,se possivel tb a vermelha, pelo menos que se coma muito pouco, e fazer muito exercicio fisico, abdominais,corrida,etc.Coma muita salada.

    Há uma salada deliciosa que até as crianças comem.Corte o repolho fininho,ponha tomate,cebola,milho verde,ervilha,pimentão,palmito e pedacinhos de maça.Algumas gotas de limão e pouquissimo sal.(Nunca use vinagre e sim limão .)Não esqueça a maça,pq ela dá o contra ponto.
    De nada.

  • basilio

    Sou pratico em homeopatia, e fico em duvida sobre a dinamização e potencialização dos 12 sais minerais.

    Uso todos os sais na ch30,pois é comum que se o use o natrum muriaticum até na ch 2000.

    Da ch 5 até a ch 200 , é considerada baixa media.Os livros homeopatas dizem que pouco importa qual é a potencialização.Como Hanemann usava muito a ch 30, fiquei fã desta ch.

    Eu adquiro os remedios homeopaticos prontos e faço copias.Passei a usar um sistema diferente de preparar os medicamentos.
    Antes eu fazia copia de um por um.Se eram 5 medicamentos para uma doença,eu fazia 5 copias.Depois passei a fazer as copias tudo junto, e obtive excelentes resultados, cura mais rapido e fica mais barato.

    Pego um vidro de 150 ml. ponho 30% alcool e 70% agua destilada,conforme o caso.Se forem os 12 sais,ponho dez gotas de cada um no vidro de 150 ml. e bato tudo junto.No minimo 100 batidas, mas sempre chego a 150.

    A homeopatia recomenda que se use apenas um medicamento por doença, mas quase ninguem faz assim, pq se errar, demora muito a ter resultado.

    Gostaria de saber se outro homeopata usa tb este metodo de mistureba.

    Me baseei no ouro que só tem um tipo de atomo e que é excelente medic. homeopatico.Por outro lado, o tabaco,tem 400 substancias ou mais em sua formula, e tb funciona, assim como milhares de substancias compostas.Ora, os medc. H são aliados , e a união faz a força.Não vejo pq se anulariam,a não ser no caso da camphora ou hortelã.
    Usei em mim mesmo e em pessoas doentes,que se curaram.Como não tenho doença nenhuma,apesar de ter 60 anos,não senti efeito nenhum.

    • Luiz

      Olá Basilio!
      Você conhece algum curso legal sobre o assunto dos 12 sais?
      Agradeço desde já,
      Abs

  • MONIBECA

    Eu tbem quero fazer a terapia com os sais de Schussler, e consultei 2 homeopatas q não fazem uso deles. Podem me indicar onde e como procurar o medico certo e onde comprar os sais? Agradecida

    • No Brasil não conhecemos terapeutas que se utilizem dos Sais… Infelizmente…

      • NO BRASIL PODE ENCONTRAR ESTES TRATAMENTOS ATRAVÉS DA OLIGOTERAPIA QUE SÃO FEITAS IONIZAÇÕES DOS SAIS E PRESCRITOS OUTROS NÃO IONIZAVEIS PARA SUBLINGUAL.E

        • Rosi G. Vale

          Usamos sim no Brasil, vc está enganada. A UFV nos orienta como usar sim. Faça o curso e saberá, ou entre em contato com alguém, de lá…

      • Srs.,
        No nosso Curso Livre sobre Sais de Schüssler e os Chackras explicamos como encontrar e utilizar este produto tão maravilhoso e eficaz.
        Os nossos clientes relatam excelentes resultados com a utilização deles.
        Recomendo!

      • Rosi G. Vale

        Li acima que no Brasil não temos profissionais homeopatas que indiquem, pois eu sou terapeuta naturista e não somente utilizo-o para meu uso, como também recomendo para os meus clientes.

        Fiz pós em terapias naturais e holísticas pela UCB e também fiz um curso de Divulgador da Homeopatia, onde aprendi muito sobre como utilizar a Homeopatia, bem como os Sais de Shusler e outras terapêuticas.

        Caso more no Rio e esteja interessado em conversar mais amiude, entre em contato.

        • katia

          Tbém faço o curso de divulgador da homeopatia pela Universidade de Viçosa.,e estou encantada com os beneficios dos sais.

  • aaaaaaaaaaaaa

    sera que o sol si movimenta , sera que ele gira em torno de algo ? sera que existe um sol maior que esse ?

    • Fernando

      Sim, existe uma estrela em torno da qual o sol orbita. Chama-se Nêmesis. Pode-se dizer, com toda certeza que “Nêmesis é o sol do sol”.

  • Fábio Ferraz

    Por favor, gostaria de saber onde fazer um curso sobre Sais de Schussler no Brasil, de preferência em São Paulo. Grato!

    • Fábio,
      Recomendo o seu aprofundamento nesta área do conhecimento, pois os resultados são excelentes.
      Acredito que o curso ministrado pela Rharomasy sobre Sais de Schüssler e os Chackras consiga mostrar o caminho de como se beneficiar deste excelente recurso.
      Boa Sorte.

  • OLÁ, TUDO BEM. ESSE SITE É EXCELENTE TEMAS PROFUNDOS E VERDADDEIROS. SOBRE OS SAIS O PRÓPRIO VM SAMAEL, E O DR. SCHUSSLER QUE NÃO EXISTEM EFEITOS COLATERAIS. UMA CONSULTA EM UM HOMEOPATA CUSTA EM TORNO DE R$ 180,00. NESSE CASO APESAR DE TUDO NÃO VEJO MOTIVO PARA CONSULTAR UM.

  • Helena
    • Visite médicos homeópatas, por favor.

      • Isabel

        Helena, na España existem fármacias que vendem produtos homeopáticos. Eu vivi muito tempo ao Norte da España em Galicia e lá foi onde conheci os sais de Schussler, me receitou uma homeopata que atendia alguns dias nesta farmácia. Para mim foi ótimo, agora estou no Brasil e estou louca porque aqui acho que não vende! Enfim, vá a uma farmácia que tenha também produtos de homeopatia, seguro que encontras.
        Um abraço.

  • Boris Megert
    • julia

      boris:
      caso encontre-favor me informar onde comprar sais de schussler

      • PROCURE EM ALGUMA FARMÁCIA HOMEOPÁTICA,NOS RESTAURANTES NATURAIS DEVE TER ALGUMA INDICAÇÃO DE FARMÁCIA HOMEOPÁTICA EM S.PAULO.

      • Julia,
        Antes de comprar, aconselho procurar um profissional que pode prescrever com precisão os sais de que seu organismo necessita.
        Havendo o interesse favor entrar em contato.

        Atenciosamente,
        Antonio

  • gostaria de imformações sobre as horas planetarias devido a grande diferença entre a sua e a usada pelos astrologos como hoje é quarta-feira seria regido por mercurio e pelo seus e regido pelo sol desde ja obrigado