O corpo kedsjano e a hipnose coletiva

3
3247

Evidentemente, todos os humanoides são irresponsáveis. Em nossa passada reunião dissemos o que era a força hipnótica e sustentamos que os agregados psíquicos são o resultado, ou melhor, a consequência do Abominável Órgão Kundartiguador. Dissemos, também, que a Consciência se encontra engarrafada no Ego e que se processa em função de seu próprio condicionamento.

Bem, se o Ego é o resultado das más consequências do Abominável Órgão Kundartiguador, isso significa que a Consciência está hipnotizada pela força hipnótica universal, e que todos os humanoides são vítimas dessa força hipnótica. Mas as pessoas não se dão conta dessa crua realidade, senão só quando tal energia hipnótica flui com maior rapidez e que se pode demonstrá-la de forma concentrada, como nas sessões hipnóticas.

Porém se observarmos em detalhe, minuciosamente, os humanoides, veremos que estão hipnotizados. Que cometem certos erros em suas extravagâncias? Isso é certo! Mas nós atribuímos isso ao caráter, à idiossincrasia psicológica das pessoas, buscamos 50 mil justificativas etc.

Observe um sujeito, comum e corrente, em uma sessão hipnótica, a um sujeito passivo, a um sujeito hipnotizado: fará tudo o que o hipnotizador mandar. Se o hipnotizador lhe disser que se desnude, porque terá de atravessar um rio de um lado ao outro, assim o fará, não importa que esteja rodeado de muita gente. E se o hipnotizador lhe disser que um animal furioso o está atacando, tratará de fugir apavorado. Por quê? Porque ele faz o que o hipnotizador lhe mandar e crê no que o hipnotizador lhe disser.

Agora, se examinarmos na vida prática as pessoas, veremos extravagâncias insólitas, terríveis, porém, para tudo há justificativas.

Eis um hippie, diremos. E daí? Estão na moda os hippies! Extravagâncias que justificamos dizendo “isso é moda”. Que alguém fique fazendo algo fora da “onda”, como se diz, porém, tudo há justificativas. “Um hippie”, diremos. “E daí? Estão na moda!” São extravagâncias que justificamos dizendo “Isso é moda!” Que alguém fique fazendo algo fora da moda, fora da onda, como se diz? “Normal, são caprichos!” Para tudo há justificativas, mas a crua realidade é que todos estão hipnotizados e não o sabem.

A força hipnótica advém, repito, do Abominável Órgão Kundartiguador. Então, há uma força hipnótica universal, e isso é verdade.

O Ego advém do Abominável Órgão Kundartiguador, e como é subjetivo, a Consciência se processa dentro do Ego de forma subjetiva, isso é lógico. Ou seja, ela está hipnotizada, é vítima de uma hipnose: a hipnose produzida pelo Abominável Órgão Kundartiguador.

Assim, pois, tivemos de repetir o que já foi dito em passadas palestras, é necessário que assim seja.

Agora explicaremos a que se deve a falta de responsabilidade de muitas personalidades. Isso já foi estudado na cidade de Gob, capital de Maralpleicie, e também foi observado em Tikliamich. Estou falando de povos que surgiram durante a época da primeira Sub-Raça Raiz, depois da Segunda Catástrofe Transapalniana, que alterou fundamentalmente a capa geológica de nosso mundo Terra. Então, fizeram-se estudos profundos sobre os atos irresponsáveis dos hipnotizados humanoides.

Desafortunadamente, depois que países, como Maralpleicie e Tikliamich, foram destruídos pelas areias do Deserto de Gob, desapareceu aquela ciência que explicava, por exemplo, o porquê das lutas, o porquê da mútua destruição dos organismos humanos, ou seja, das guerras.

Quando Mismech quis ressuscitar essa antiga ciência, foi terrivelmente criticado, antes que tivesse de codificá-la, de refazê-la, o que praticamente destruiu seu trabalho. É que os críticos, os agnósticos, os velhacos do intelecto, que se encontram em estado de hipnose profunda, não podem jamais aceitar sistemas ou métodos que saiam do círculo em que estão metidos. Quando algum gênio quer romper com tal círculo, “dão um sarrafo nele”, como se diz por aí, eles o destroem. Mismech pressentiu que existia uma dupla consciência no ser humano, a verdadeira e a falsa. Ele quis estudar esse processo da hipnose coletiva, mas não era mais possível, seus experimentos foram destruídos.

Bem, meus caros amigos, temos de reconhecer o estado em que os humanoides se encontram. O mais grave é que creem que já são humanos e assombra ver nas telas de tevê como se vangloriam da palavra “homem”. Dizem: “O homem chegou à Lua”. Porém, que homem?, eu me pergunto. “O homem está conquistando o Polo Norte.” Porém, qual e onde está o homem?

Esses símios que andam no mundo com figura de humanoides são, por acaso, homens? Serão humanoides, porém não homens. Serão mamíferos intelectuais, porém humanos, jamais!

Então, qual é a condição para se chegar a ser homem? Advirto a vocês que estou falando com termos bastante claros. Vocês me toleram aqui, porém quem sabe se eu falar em outra parte não me tolerem demasiadamente e me deem “tomatadas”… Porém, todos aqui, numa boa, compartem… Estamos falando, como se diz, “com a coração na mão”. Sem embargo, apesar de tudo, nos deixa a pensar aquilo que na Universidade Autônoma do México os professores dizem com toda certeza: “Nós somos mamíferos racionais!” Bem, já é alguma coisa, não?

Porém, isso sim, não tiram a palavra “homem”. Eles dizem: “O homem é um mamífero racional”, eles ainda se creem homens, e sem embargo, dizem que são mamíferos racionais. E como ficamos, são mamíferos racionais ou são homens? Eles confundem alhos com bugalhos, lamentavelmente, e isso é muito triste.

Para ser Homem, deve-se fazer, primeiramente, um inventário de si mesmos, eliminar o que temos de inumanos (de animais, melhor dizendo) e criar dentro de nós os fatores humanos. Porém, arrogamo-nos o título de “Homens”, assim porque sim, pois é absurdo em 100%. Para ser Homem, ademais de ter eliminado os elementos inumanos, há que se criar os Corpos Existenciais Superiores do Ser.

Urge, antes de tudo, compreender como se deve criar tais corpos, qual é o sistema, o método, o procedimento a seguir. Nisso devemos ser cuidadosos, analíticos, e ir a fundo nessa questão.

No aspecto da Alquimia, fala-se do Mercúrio da Filosofia Secreta. Porém, qual é esse Mercúrio? É, repito, e ouçam isso, a alma metálica do esperma sagrado. Quantos aspectos o Mercúrio tem? Três! Quais são? Primeiro, o mineral bruto, o azougue em bruto. Qual é o azougue em bruto, o Mercúrio mineral? Falando em termos rigorosamente alquimistas, eu diria: o caos metálico!

Esse caos está em tudo. Sabemos que nosso Cosmo saiu do caos, qualquer planeta tem seu caos, de onde brota, e o organismo humano nasce também do caos. Porém, qual caos? Pois, o esperma sagrado, que como muito bem diz Philippus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim (aureola Paracelso), “nele se acha a Ens Virtutis do fogo”.

De tal esperma metálico devem sair os Corpos Existenciais Superiores do Ser. Repito: tem três aspectos. Primeiro, a parte caótica, o mineral bruto, que é o esperma bruto. Segundo, a alma metálica de tal esperma, resultado das transmutações sexuais. Terceiro, aquele esperma, ou aquele Mercúrio, já fecundado pelo fogo sagrado, pelo Enxofre, que é o fogo.

Porém, se afirmássemos em termos de nossa erudição contemporânea, é óbvio que o esperma (ao se transforma em energia) passa por muitas mudanças. Essa energia, subindo pelos canais de Idá e Píngala, é o segundo aspecto do esperma, e quando as correntes solares e lunares de tal Mercúrio se fundem com o fogo para subir pelo canal de Sushumna, o canal medular espinhal, temos o terceiro aspecto do mercúrio: um Mercúrio fecundado pelo Enxofre.

Quero que vocês saibam me compreender. Pensem no primeiro, nas secreções sexuais, pensem nesse vidro líquido, flexível, maleável. Segundo, no resultado de sua transmutação, ou seja, na energia criadora subindo pelos cordões de Idá e Píngala até o cérebro (esse é o segundo aspecto do Mercúrio). Pensem no terceiro aspecto: no polo positivo e negativo de tal Mercúrio, fundindo-se mesclados na base da espinha dorsal, integrados com o fogo sagrado e solar da Kundalini, subindo pelo canal medular espinhal para abrir o 7 Selos do Apocalipse de São João.

Eis aí o terceiro aspecto do Mercúrio. É óbvio que esse terceiro aspecto do Mercúrio, devidamente fecundado pelo Enxofre, que é o fogo, vem a dar origem aos Corpos Existenciais Superiores do Ser.

O primeiro corpo que se forma (com aquele Mercúrio fecundado pelo Enxofre) é o Corpo Kedsjano. Esse é um corpo maravilhoso, normalmente se fala dele como Corpo Sideral, também o chamam de Eidolón, ou o Astral. São diversos os nomes que dão a ele. Agora, tal corpo é exatamente uma réplica do corpo físico. Se alguém desencarna, depois de ter criado o Corpo Kedsjano, poderá ver-se nessas regiões como uma personalidade imortal, ou seja, que criou uma nova personalidade de tipo imortal.

Quem tiver formado o Corpo Kedsjano é imortal no mundo das 24 Leis, ou seja, no Mundo Astral. Já não é esse fantasma, esse espectro formado por agregados psíquicos. Não, ele é uma criatura imortal, alguém que depois da morte está vivo e consciente na Região Molecular. Já não é mais um defunto, comum e corrente como todos, não. Já é alguém que tem um Corpo, um veículo, e que, portanto, é imortal.

O Corpo Astral ou Corpo Kedsjano (pois, esse é seu verdadeiro Homem) tem também sangue. O sangue do Corpo Kedsjano tem um nome, é chamado de Hambledzoid. Assim como nosso corpo físico elabora seu sangue mediante os alimentos que comemos e a água que bebemos, assim também o Corpo Astral elabora seu sangue.

E de que forma o elabora? Acontece que os astros do sistema solar se mesclam e se penetram e compenetram mutuamente, sem se confundirem. A Astroquímica é extraordinária, maravilhosa, formidável. As substâncias elaboradas pela Astroquímica entram em nós através da respiração e por meio dos poros. Tais substâncias vão se converter, dentro do Corpo Kedsjano, nisso que se chama Hambledzoid, ou seja, no sangue de tal veículo, de tal instrumento. Então, o Corpo Astral é um corpo maravilhoso, da carne que não vem de Adão e do sangue que não vem de Adão, que necessita do Hambledzoid para o seu aperfeiçoamento, para sua nutrição, para seu desenvolvimento.

Quem tiver um Corpo Kedsjano pode usá-lo. Na mesma forma que sabemos que temos mãos porque podemos usá-las, assim também quem possuir um Corpo Sideral, o Corpo Kedsjano, pode usá-lo à vontade, viajar com ele através do espaço, atravessar um cristal de um lado a outro sem quebrá-lo ou manchá-lo etc.

Mas, uma vez que tenhamos fabricado o Corpo Kedsjano, necessitaremos fabricar o veículo mental, ou seja, desenvolver em nós a Razão Objetiva. Esse é o Sagrado Askoano. Durante o processo do Sagrado Askoano, o Mercúrio da filosofia secreta coagula na forma extraordinária e maravilhosa do Corpo da Mente.

Sabe-se que já se possui o Veículo Mental, sabe-se que se desenvolveu harmoniosamente todo o Sagrado Askoano quando pode usar tal veículo, quando viaja com ele de Esfera em Esfera, quando pode fazer estudos voluntários no Mundo da Mente. Assim, então, é extraordinário esse Veículo Mental. Esse veículo também necessita de sangue. Poderia dizer que o Hambledzoid, ou substância sanguínea, do Corpo Mental, tem uma oitava mais alta que o Hambledzoid que circula pelas veias do Corpo Kedsjano. E isso, meus caros irmãos, é muito importante.

Quando alguém já criou os Corpos Kedsjanos Astral e Mental, necessita entrar em um desenvolvimento de ordem superior: necessita-se criar a faculdade, digamos, Egoaitoorasiana do Ser, ou seja, fabricar o Corpo da Vontade Consciente, ou, em outros termos, o Corpo Causal.

É óbvio que quem possui a Vontade Egoaitoorasiana do Ser, e não é vítima das circunstâncias, pode determinar circunstâncias à vontade. Tal veículo só pode ser criado mediante o Mercúrio da filosofia secreta. O Veículo da Vontade Consciente, ou seja, da Vontade Egoaitoorasiana do Ser, também tem seu sangue específico, definido, seu Hambledzoid, e isso é algo que devemos compreender. Tal Hambledzoid é o Sagrado Ayesakadana.

Como se forma o Sagrado Ayesakadana ou Hambledzoid do Ser? Vejam vocês que estou falando de vários Hambledzoid. Estou falando, primeiro de tudo, do Hambledzoid que circula pelas veias do Corpo Kedsjano; estou falando do Hambledzoid que circula pelas veias do Corpo da Razão Objetiva, definido pelo Sagrado Askoano.

HIPNOSE COLETIVA

Mas, agora, passei a falar de um novo Hambledzoid, já não é do Corpo Astral, ou do Corpo mental, agora estou falando do Hambledzoid do Ser, que é diferente, não é verdade? Por quê? Porque o Astral não é o Ser, o Mental não é o Ser, o Ser está mais adentro.

A Alma humana, sim, é o Ser, a Alma Espiritual, ou Budhi, é o Ser. Atman é o Ser. Quando digo o Hambledzoid do Ser, o Sagrado Ayesakadana, estou citando um novo tipo de sangue que se deve criar para alimentar o Corpo da Vontade Sagrada, ou da Vontade Consciente, a Vontade que pode determinar ou definir circunstâncias: a Vontade Egoaitoorasiana.

Com o que tal sangue se forma, tal Hambledzoid do Ser? Com as emanações do Sagrado Sol Absoluto. E como um místico conseguiria atrair essas emanações do Sagrado Absoluto Solar, a seu Corpo Causal? De que forma poderíamos atrair o Sagrado Ayesakadana?

É, simplesmente, por meio da contemplação, da meditação e da oração. Então, tais emanações se transformam no sangue do Causal, no Hambledzoid do Ser.

Uma vez que possuamos os Corpos Físico, Astral, Mental e Causal, ou, falando em termos mais esotéricos, uma vez que tenhamos criado o Corpo Kedsjano, o Veículo da Razão Objetiva e o Corpo da Vontade Consciente, ou Faculdade Egoaitoorasiana, então, o que acontece? O que poderemos encarnar? Pois ao princípio anímico, ou seja, ao Ser em si mesmo, para nos convertermos no que se chamaria, na Cabala, “O Filho do Homem”.

Samael Aun Weor

3 COMENTÁRIOS

  1. Nao tinha visto nada igual aos ensinamentos da Gnose.passei por outras escolas so vi teorias,nada de práticas.
    Samael nos apresenta um montes de ensinos e praticas maravilhosas.
    E só praticar e observar os resultados.
    Tenho muito a agradecer a essa escola maravilhosa, gostaria de trocar ideias com pessoas de minha cidade, Goiânia Go, que como eu estejam interessadas em aprofundadar os conhecimentos.
    Obrigada. [email protected]

  2. O conhecimento é maravilhoso,colocado em prática então.Este site é muito bom,sinto
    uma satisfação imensa em ler os ensinamentos aqui.A gnose eu ja conheço desde 1992,assisti muitas aulas e dou testemunho que muda vidas,mudou a minha.parabéns pelo site.

  3. INTERESSANTE SEMPRE QUANDO ESTUDO GNOSE, SINTO MINHA EVOLUÇÃO ESPIRITUAL FLUINDO PELOS POROS, NESTE TEMA QUANDO NOSSO MESTRE FALA DE HIPNOSE GRUPAL, LEMBRO DO FILME MATRIX 1 – AQUELA CABEÇA MÁQUINA NO MEIO DO FILME E TODOS NÓS ENTUBADOS NESTE CATIVEIRO AH AHAHH, FOI AI QUE PERCEBI QUEM SOMOS!! VI AQUELE GRANDE CÉREBRO E ME VI COMO UM PEQUENO CEREBRO EM CORDÃO,E DAQUELES PERSONAGENS CONSCIENTES ME SENTI UM INFILTRADO SABENDO DE ALGUMAS COISAS, ATÉ PEDI UMA LOIRA LINDA ARIANA DE 1,80MTS COM PELICULAS LOIRAS, NOSSA, QUE FANTASIA MALUCA RSS ME DESCULPEM MESTRES!!COMPLETAMENTE ENTUBADO, LÓGICO QUE NÃO DEU TEMPO DO SR. SAMAEL VER O FILME MAIS TALVEZ ELE QUEIRA DIZER ISSO A NÓS!!
    QUANDO VEJO OS TEMAS SOBRE CORPO LUNAR, CORPO SOLAR, CORPO ASTRAL, E AINDA FALAM SOBRE O APOCALIPSE DE SÃO JOÃO. ESTA MESMA APOCALIPSE EM ALGUMA PARTE QUE NÃO ME LEMBRO QUAL VERSÍCULO DIZ: “JÁ NÃO MAIS PRECISARAM DE SOL, NEM LUA, MAIS NENHUM ASTRO, NEM FEITICEIROS, POIS A LUZ DE DEUS SUPRIRÁ A TODOS!! SÓ NOS RESTA SABER QUEM SERIA ESTES TODOS??? O QUE POSSO DIZER HUMILDEMENTE É QUE O GIGANTE CRIADOR É BÁRBARO, MARAVILHOSO, FANTÁSTICO E NÃO DÁ PONTO SEM NÓ AHHHH NÃO DÁ!!
    ABRAÇOS A TODOS OS SERES DESTE IMENSO UNIVERSO
    DO HUMILDE CONTADOR, CANTOR, MÚSICO!! HOBBY DE ESTUDOS FILOSÓFICOS ETC ETC ETC
    PAULINHO DO SAX DE JAÚ

Deixe uma resposta para PAULO GILBERTO Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui