Educação, saúde e os 3 cérebros

4
3685

A Psicologia Revolucionária da Nova Era afirma que a máquina orgânica do animal intelectual falsamente chamado homem existe em forma tricentrada ou tricerebrada.

O primeiro cérebro está encerrado na caixa craniana. O segundo cérebro corresponde concretamente à espinha dorsal, com sua medula central e todos os seus ramos nervosos. O terceiro cérebro não reside em um local definido e nem é um órgão determinado. Realmente, o terceiro cérebro está constituído pelos plexos nervosos simpáticos e em geral por todos os centros nervosos específicos do organismo humano.

O primeiro cérebro é o centro pensante. O segundo cérebro é o centro do movimento geralmente denominado de centro motor. O terceiro cérebro é o centro emocional.

Está completamente demonstrado na prática que todo abuso do cérebro pensante produz gasto excessivo de energia intelectual. Portanto, é lógico afirmar sem temor de dúvidas que os manicômios são verdadeiros cemitérios de mortos intelectuais.

Os esportes harmoniosos e equilibrados são úteis para o cérebro motor, porém, o abuso do esporte significa gasto excessivo de energias motrizes, e o resultado costuma ser desastroso.

Não é absurdo afirmar que existem mortos do cérebro motor. Tais mortos são conhecidos como inválidos, hemiplégicos, paraplégicos, paralíticos etc.

O sentido estético, a mística, o êxtase e a música superior são necessários para o cultivo do centro emocional, porém, o abuso de tal cérebro produz o desgaste inútil e o desperdício das energias emocionais. Abusam do cérebro emocional os existencialistas da nova onda, os fanáticos do rock, os pseudoartistas sensuais da arte moderna, os doentes passionais da sensualidade etc.

Ainda que pareça incrível, a morte certamente se processa aos terços em cada pessoa. Já está comprovado até a saciedade que toda enfermidade tem sua base em algum dos três cérebros.

3 mentes2

A Grande Lei depositou sabiamente em cada um dos três cérebros do animal intelectual determinado capital de valores vitais. Economizar esse capital significa de fato alongar a vida; malgastar esse capital produz a morte.

Arcaicas tradições que chegaram até nós desde a noite aterradora dos séculos afirmam que a média da vida humana no antigo continente Mu, situado no Oceano Pacífico, oscilava entre 12 e 15 séculos.

Com o passar dos séculos através de todas as idades, o uso equivocado dos três cérebros foi encurtando a vida pouco a pouco.

No país ensolarado de Khem, lá no velho Egito dos faraós, a média de vida humana alcançava apenas 140 anos.

Atualmente, nestes tempos modernos de gasolina e celuloide, nesta época de existencialismo e de rebeldes do rock, a média da vida humana, segundo algumas companhias de seguros, é de apenas 50 anos.

Os senhores marxistas-leninistas da União Soviética, fanfarrões e mentirosos como sempre, andam dizendo por aí que inventaram soros especiais para alongar a vida, porém o velhinho Kruschev ainda não tem 80 anos e tem de pedir permissão a um pé para levantar o outro.

Na Ásia Central existe uma comunidade religiosa composta de anciães que nem se lembram mais de sua juventude. A média de vida desses anciões oscila entre 400 e 500 anos.

Todo o segredo da longa vida desses monges asiáticos consiste no sábio uso dos três cérebros.

O funcionamento equilibrado e harmonioso dos três cérebros significa economia dos valores vitais e, como consequência lógica, vem o prolongamento da vida.
Existe uma lei cósmica conhecida como IGUALAÇÃO DAS VIBRAÇÕES DE MUITAS FONTES. Os monges do citado monastério sabem utilizar essa lei mediante o uso dos três cérebros.

A pedagogia extemporânea conduz os alunos e alunas ao abuso do cérebro pensante e os resultados a psiquiatria já conhece.

O cultivo inteligente dos três cérebros é Educação Fundamental. Nas antigas escolas de Mistérios da Babilônia, Grécia, Índia, Pérsia, Egito etc., os alunos e alunas recebiam informação integral e direta para os seus três cérebros, mediante o preceito, a dança, a música etc., inteligentemente combinados.

Os teatros dos tempos antigos formavam parte da escola. O drama, a comédia e a tragédia, combinados com a mímica especial, a música, o ensinamento oral etc., serviam para dar informação aos três cérebros de cada indivíduo.

A PNL é baseada na antiquíssima doutrina dos 3 Cérebros. E os Arquétipos dos 3 Deuses / das 3 Deusas também
A PNL é baseada na antiquíssima doutrina dos 3 Cérebros. E os Arquétipos dos 3 Deuses / das 3 Deusas também

Então os estudantes não abusavam do cérebro pensante e sabiam usar com inteligência e de forma equilibrada os seus três cérebros.

As danças dos Mistérios de Elêusis na Grécia, o teatro na Babilônia e a escultura na Grécia foram sempre utilizados para transmitir conhecimentos aos discípulos e discípulas.

Agora, nesta época degenerada do rock, os alunos e alunas, confusos e desorientados, andam pela tenebrosa senda do abuso mental.

Atualmente, não existem verdadeiros sistemas criadores para o harmonioso cultivo dos três cérebros.

Os professores e professoras de escolas, colégios e universidades só se dirigem à memória infiel dos aborrecidos estudantes, que esperam com ansiedade a hora de sair da aula.

É urgente, é indispensável, saber combinar intelecto, movimento e emoção com o propósito de levar informação integral aos três cérebros dos estudantes.

É absurdo informar a um só cérebro. O primeiro cérebro não é o único órgão de cognição. É criminoso abusar do cérebro pensante dos alunos e alunas.

A Educação Fundamental deverá conduzir os estudantes pelo caminho do desenvolvimento harmonioso.

A Psicologia Revolucionária ensina claramente que os três cérebros têm três tipos de associações independentes, totalmente distintas. Esses três tipos de associações evocam diferentes impulsos do Ser.

Isso nos dá de fato três personalidades diferentes, que não possuem nada em comum, nem em sua natureza nem em suas manifestações.

A Psicologia Revolucionária da Nova Era ensina que em cada pessoa existem três aspectos psicológicos diferentes. Com uma parte da essência psíquica desejamos uma coisa, com a outra parte desejamos algo diferente e graças à terceira parte fazemos algo totalmente oposto.

Em um instante de suprema dor, talvez a perda de um ente querido ou qualquer outra catástrofe íntima, a personalidade emocional chega até o desespero, enquanto a personalidade intelectual se pergunta o porquê de toda essa tragédia; e a personalidade do movimento só quer fugir da cena.

Essas três personalidades distintas, diferentes e muitas vezes até contraditórias, devem ser inteligentemente cultivadas e instruídas com métodos e sistemas especiais em todas as escolas, colégios e universidades.

Do ponto de vista psicológico, é absurdo educar exclusivamente a personalidade intelectual.

O homem tem três personalidades que necessitam urgentemente da Educação Fundamental.

Samael Aun Weor, Educação da Consciência

3 mentes

4 COMENTÁRIOS

  1. Agradeço humildemente aos mestres por reforçarem esta matéria e por este aprendizado, assim pude de uma certa forma aprender porque nestes meus anos de vida, quando estava anteriormente na faculdade, minha mente travava e em certas matérias, como por exemplo, informática, que pouco me causava inspiração, sentido a ansiedade sobrecarregar minha unidade mental, afetando o emocional com crise de choros, e também ocasionando uma certa estafa fisica. Nesta época até desisti do curso, retornando em tempos futuros!!Imagino leigamente que cada genoma humano, hereditariamente absorvido de cada ser gerado, pelos seus ancestrais, devem possuir características diferentes em habilidades na administração das 3 funções, e também na absorção de moléstias de todo tipo!! Agora quando o tempo de vida humano, o tema parece simples, mas ao meu ver é muito complexo!! sugerem que na famosa “idade do ouro” nossos corpos da maneira que foram, possuiam uma maior proximidade ao “Ser Criador” ou “Seres Criadores”, aumentando desta forma seu tempo de duração!! Acho estas metamorfoses muito interessantes!! por que?? o tempo é infinito, um começo e um fim são diferentes em cada dimensão, quantas civilizações foram criadas e destruidas pela depuração da espécie?? acredito que os “Seres” possuem estes arquivos em seus “dossiês” Fico imaginando um “modelo planetário quase perfeito” Atualmente vivemos até no máximo 120 anos, de que valeu sobrecarregar o polo mental sonhando com altas profissões que oferecem o máximo monetário capitalismo, como desenvolveríamos a bola de ferro dos teosóficos ou o planeta verde dos Incas, se não houve uma cultura geral baseada nestes estudos!! só nós na minoria quebrando a cabeça rss. Somos 7 bilhões de pessoas sem controle de natalidade, sem uma perfeita noção de equidade, se nosso povo foi se degenerando, o que os “Criadores” esperam de nós?? vocês relataram que os anciões asiáticos chegam a viver de 400 a 500 anos, mas os mesmos ficam só meditando ou procuram ser úteis como Chico Xavier, que converteu toda sua fama a serviço dos pobres, a Madre de Calcutá, a Madre Dulce etc. estou falando na parte material pode aliviar um pouco o emocional e físico carente devido a infeliz pobreza , mas os monges possuem também grandes atributos espirituais que auxiliam em uma menor parte iniciada, tudo bem, é valido!! Ao meu ver, precisamos de modelos uteis, e se não for possível, que os “Criadores” nos renovem em um novo corpo material, emocional ou mental, e esta será a verdadeira evolução que sonhamos!! A estruta homo sapiens é delicada rss somos metade deuses e metade animais!! qual escolheremos??? rsss isso não importa no meu caso, quero o sentido de viver!!! amém!!! se tive muitos pontos negativos acima em minha composição, por favor peço auxilio aos mais sábios!!

  2. ” Economizar esse capital significa de fato alongar a vida; malgastar esse capital”

    Este malgastar esse capital tem muito que se lhe diga. Está aqui colocado como se o ser humano,ou animal intelectual, fosse dono e senhor das suas acções. E não é assim.
    O ser humano não é livre.
    É um ser condicionado por forças, energias superiores, é uma marioneta, tem pouquíssima liberdade.
    Ele é condicionado, pelas forças, energias que o cercam, e é empurrado de um lado para o outro.
    É uma caixa de ressonância, das acções e vontades desses seres.
    Por isso não lhe pode ser atribuído a responsabilidade por esse gasto energético, mas antes é uma vítima que está sujeita á drenagem energética por esses seres, que depois o conduzem ao desiquilíbrio e posteriormente á doença.

Deixe uma resposta para PAULO ROBERTO DA SILVA JUNIOR Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui