O sacrifício de ser mãe

0
589

Na Doutrina Secreta de Anahuac rende-se culto às mulheres que morrem no parto.

É inquestionável que elas são autênticas mártires; foi-nos dito em nahuatl que elas vão ao Tlalocán, e não ao Mictlan, como pensam alguns. Ou seja: elas vão direto ao Paraíso de Tlaloc.

Ainda que vocês possam pensar que essa é uma doutrina dos nossos antepassados, e que atualmente somos todos “muito cristãos”, e que agora não podemos mais nos voltar para o passado, a crua realidade dos fatos é que tal afirmação dos Adeptos Nahuas, Zapotecas ou Toltecas, está alicerçada sobre bases muito sérias.

Então, por exemplo, com que direito podemos nos atrever a refutar a doutrina de nossos antepassados astecas, se somos provenientes deles? Ou, por acaso, acreditamos que os espanhóis eram muito mais sábios que nossos antepassados de Anahuac? Bem sabemos que não eram!

Além disso, eles vieram para destruir uma cultura… em praça pública queimaram todos os códices antigos e privaram o mundo de ricos tesouros esotéricos. Felizmente, diversos códices foram preservados, isso permitiu que grandes historiadores mexicanos, grandes antropólogos, reconstruíssem parte da história antiga.

Na teologia asteca, TLAZOLTEOTL é um Anjo do Mundo Etérico que ajuda intensamente as mulheres no parto

O Paraíso ou Tlalocán é uma realidade. Foi dito em forma enfática em tempos passados que as mulheres que morriam no parto iam para o Paraíso de Tlaloc. Elas mereciam, visto que haviam dado sua vida à Grande Natureza, morriam no cumprimento desse grande sacrifício, que é o de ser mãe, tendo cumprido com sua missão, a de haverem nascido para essa Santa Predestinação.

Trecho do capítulo 2 “A Santa Predestinação”, da obra gnóstica O Enigma Feminino – A Mulher e Seus Mistérios Espirituais – VM Samael Aun Weor

(Magia Crística Asteca) Os mistérios do sexo encerram a chave de todo poder. Tudo o que vem à vida é filho do sexo. Entre os astecas verificava-se a dança das 12 Cihuateteos pelas mulheres mortas no parto, em torno do Quetzalcóatl Vermelho e do Quetzalcóatl Negro. Cihuapipiltin é Mestre auxiliar dessas pobres mulheres parturientes. Mulheres, invocai-o quando necessiteis e recebereis ajuda imediata!

Na Angelologia asteca existe outra Deusa do Parto, chamada Tlazolteotl. Estas Deusas e Deuses são Anjos do Cristo, puros e perfeitos. Tlazolteotl, a Deusa do Parto, é uma Grande Mestra da Loja Branca que, quando é visto clarividentemente, parece um belíssimo adolescente cheio de vida.

O Mestre Tlazolteotl usa sempre um belo manto azul e seu rosto resplandece com a rosada cor da aurora. Tlazolteotl é Chefe de um grupo de Anjos que trabalham intensamente ajudando as mulheres durante o parto. Tlazolteotl controla as Águas da Vida Universal.

Tlazolteotl controla o líquido amniótico dentro do qual se gesta o feto. Tlazolteotl controla os órgãos femininos relacionados com a gravidez e pode, portanto, precipitar as águas, dirigir o mecanismo de certos órgãos e manipular as leis que regem a mecânica do parto natural. Tlazolteotl vive no Éden (plano etérico ou região dos campos magnéticos da natureza).

Toda mãe pode invocar a Mestra Tlazolteotl no momento crítico do parto. “Pedi e se vos dará; batei e abrirse-vos-á”. No Éden, as montanhas são azuis e transparentes como o cristal. A beleza sublime do Éden tem essa mesma cor azul divinal.

Quem quiser penetrar no Éden há de ter recebido o Traje de Bodas da Alma, traje que se denomina Soma Puchicón. Esse traje é um corpo organizado de material etérico. Quando o clarividente examina esse organismo etérico, pode comprovar que é transparente como o cristal. Parece uma bela menina inocente. É necessário saber que o Soma Puchicón está governado pela Lua. Quem possuir esse corpo poderá visitar com ele todos os Departamentos do Reino.

Nós saímos do Éden pela porta do sexo; só através dessa mesma porta estreita, apertada e difícil, poderemos retornar ao Éden. O Éden é o próprio sexo. Os perfumes e as sandálias são símbolos de Yesod. Devemos estudar as duas árvores do Éden: estas se constituem na árvore da ciência do bem e do mal e na árvore da vida (os dez Sefirotes). Ambas as árvores até compartilham suas raízes.

Aqueles que tenham seus órgãos sexuais enfermos devem invocar Tlazolteotl para que os ajudem.

CIHUATETEO, na Angelologia asteca, é a Deusa do Parto. Mas é uma designação de um grupo de Mestras que ajudam as mãe nos partos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.