sexta-feira, setembro 24, 2021

O MITO DE SÍSIFO

Home Fóruns O MITO DE SÍSIFO

  • Este tópico está vazio.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29750
    imported_Ali
    Participante

    O MITO DE SÍSIFOUma fábula grega relata que aquele colosso, Sísifo, levando uma grande pedra nas costas, tentara muitas vezes alcançar o elevado cume da montanha. No entanto, toda vez que se aproximava de seu cume, fracassava, deixando escapar a pedra, a qual caía no profundo abismo.

    Este simbolismo é maravilhoso, pode referir-se a diversas situações psicológicas de qualquer pessoa, no entanto, em seu aspecto psicossexual, é também algo maravilhoso.

    Este mito relaciona-se ao trabalho da Alquimia Sexual e o derrame do Vaso de Hermes, mesmo após anos e anos de intensas práticas tântricas.

    O casal alquimista que fica um bom tempo sem derramar a Água Mercurial, mas que ao final desse mesmo tempo a derrama, parece-se ao Sísifo da fábula, violando as Leis dos 8 Kabires, e convertendo-se em Tântrico Cinzento.

    Conta a lenda que o nobre Sísifo ofendeu Zeus (o Cristo Triunfante) e este o condenou a levar montanha acima uma rocha de mármore. Porém, essa rocha, quase no topo, escapava das mãos do infeliz ofensor e rolava montanha abaixo. E Sísifo, por ordem do Deus dos Deuses, descia a montanha para novamente escalar com ela o morro acima, lá no fundo do Hades.

    Eis por que se diz que a vida do ser humano (aliás, do animal racional) não possui os elementos da verdadeira Liberdade, atributo tão somente dos Deuses. O ser humano tem o direito à escolha, mais nada. Por isso nossa vida, tal qual se encontra, nunca será livre no sentido mais amplo deste termo. Ou seja, nossa vida é uma vida de Sísifo, quer dizer, uma vida sem sentido, estafante, monótona, condicionada, mecânica, robotizada.

    Bem, o sentido psicossexual, o Iniciado gnóstico tem de se conscientizar de que não pode “dar uma derramadazinha básica”… “umazinha só.”

    Para subir, para transmutar e levar para dentro e para cima a nossa energia criadora, requerem-se muitos esforços, sacrifícios, disciplinas, hábitos saudáveis, práticas etc. Sobe-se muito pouco, mas por quê? Porque a “lei da gravidade” nos impele para baixo, impele que tenhamos desejos constantes do “para baixo e para fora”… Já “para dentro e para cima” é um ato de consciência, vontade, imaginação e superesforços íntimos…

    Portanto, aquele que depois de bastante tempo ousar derramar o Vaso Hermético, vai perder muito mesmo, quem sabe consiga recuperar somente na próxima encarnação.

    O VM Samael explica que certa vez esteve com Jesus no mundo astral, e ali Jesus passou um ensinamento para que Samael difundisse para todo o mundo gnóstico.

    Disse Jesus aos gnósticos contemporâneos:

    “O DISCÍPULO DEVE EVITAR A QUEDA. POIS O DISCÍPULO QUE CAIR TERÁ DE LUTAR MUITO PARA RECUPERAR O PERDIDO”.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.