sábado, setembro 18, 2021

Livro de Urãntia: Origem e revelações

Home Fóruns Livro de Urãntia: Origem e revelações

  • Este tópico contém 1 resposta, 2 vozes e foi atualizado pela última vez 3 anos, 9 meses atrás por Anonymous.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29302
    Anonymous
    Participante

    O Livro de Urântia

    O livro diz que Urântia é o nome que no universo se da ao planeta TerraO Livro de Urântia é uma obra literária, composta por 197 documentos escritos em Inglês arcaico, traduzido recentemente para mais idiomas e que serve como base ideológica de alguns movimentos religiosos e filosóficos.

    Alguns leitores acreditam que ele contém uma síntese do trabalho de mais de 1000 autores que escreveram nos campos da ciência, religião, história, sociologia e teologia desde o final do século XIX até a metade do século XX.

    O livro diz-se compilado por um corpo de seres supra-humanos como assistentes editoriais, o texto fornece uma surpreendente perspectiva das origens, história e destino humanos, constituindo um grupo de revelações para a humanidade.

    A identidade dos narradores do livro é desconhecida e nunca foi reclamada, existindo por este motivo muitas teorias a respeito da sua edição e autenticidade.

    Embora seja uma fonte de inspiração e conhecimento para muitos líderes religiosos e instituições estabelecidas, religiosas ou não, não surgiu até hoje religião formal de seus ensinamentos. Grupos de estudo, fundações, sociedades, continuam surgindo, pois o livro é uma inspiração a debates para todos aqueles que tomam conhecimento de seu conteúdo.

    Estrutura do livro:

    O livro Urantia possui 2097 páginas e divide-se em 4 partes, a saber:

    Prólogo – apresenta-se como guia para as palavras e conceitos religiosos e filosóficos presentes ao longo da obra.
    Parte I – O Universo Central e os Superuniversos
    Parte II – O Universo Local
    Parte III – A História de Urântia
    Parte IV – A Vida e os Ensinamentos de Jesus

    Parte I:O Universo Central e os Superuniversos

    São 31 capítulos que descrevem a natureza da realidade Suprema e a organização astronômica-cosmológica do universo. A Trindade do Paraíso junto com a Ilha do Paraíso – o centro material e gravitacional do universo – descrita como fonte de toda energia, matéria, vida e personalidade. Um universo de hierarquia organizada, evoluindo como um processo relativo à Trindade do Paraíso. O conjunto da criação é descrito como incluindo milhões de planetas habitados em todas as etapas de evolução biológica, intelectual, social e espiritual.

    Parte II – O Universo Local

    São 25 capítulos que comentam a respeito do nosso Universo Local. Fala da história da matéria, da energia, constelações, dos Espíritos Ministrantes do universo local, das Hostes Seráficas, da rebelião de Lúcifer, dos problemas da rebelião, das esferas de Luz e de Vida e do crescimento do homem alcançado através de sua lealdade a Deus e do serviço abnegado aos nossos semelhantes. O plano divino para a criação, o desenvolvimento e o governo dos universos locais.

    Parte III – A História de Urântia

    Trata da História de Urântia, o planeta terra, que há 1 bilhão de anos atingiu o seu tamanho atual em um universo local chamado Nebadon. São 63 capítulos que compreendem a história do desenvolvimento geológico, do estabelecimento da vida, estabelecendo o palco para a história do homem, das civilizações, governos e instituições. Nessa parte é também discutido o conceito de Trindade. O desenvolvimento da civilização, da cultura, do governo, da religião, da família e de outras instituições sociais é descrito a partir do ponto de vista dos observadores supra-humanos. A história é contada de tal maneira que os arquétipos subjacentes à civilização religiosa humana ganham nova vida, fortalecendo as fundações sobre as quais um maior desenvolvimento cultural pode ocorrer. Uma descrição do destino humano, incluindo uma descrição dos mundos que habitaremos imediatamente após a morte.

    Parte IV – A Vida e os Ensinamentos de Jesus

    Os 77 capítulos, mais de 700 páginas, que ocupam um terço do livro, relatam a vida de Jesus Cristo desde sua infância. Dão 16 vezes mais informações sobre a vida e os ensinamentos de Jesus do que a Bíblia. É o relato mais espiritual sobre Jesus até hoje escrito. Os três primeiros capítulos dão uma introdução, com profundidade literária, e o clímax do livro Urantia é atingido nessa última parte com preceitos, da vida e dos exemplos do Mestre. Esta parte do livro é vista como uma nova Revelação, uma nova face descrita de maneira tocante, de um Deus feito Homem, que em um exemplo de Amor, Fé e Caridade, sem dogmas, mostra à humanidade o caminho da evolução individual, o caminho até Deus.

    A fonte

    O Livro de Urântia é composto por 197 documentos, que se diz terem sido entregues entre 1928 e 1934 a um grupo de 70 pessoas, em Chicago, Illinois. Os autores que escreveram esses documentos tem seus nomes indicados no livro, junto com seus respectivos escritos. Os seres humanos aos quais os escritos foram supostamente entregues em mãos já faleceram e o modo pelo qual os escritos foram escritos ainda não foi plenamente explicado, pelos adeptos da doutrina, e dificilmente o será.

    Descrição das revelações

    Há uma explicação dentro de suas próprias páginas sobre sua origem e de como foi entregue aos seres humanos esses documentos, que constituem a Quinta Revelação de Urantia. Diz-se que foram autorizados por autoridades da alta Deidade e escritos por numerosas personalidades supra-mortais. É chamada de “A Quinta Revelação de Época”, pois houve outras quatro grandes revelações no planeta. São Elas:

    Dalamátia – O livro descreve com pormenor a chegada e o estabelecimento de um Príncipe Planetário em Urantia. Nesta altura fundou-se a cidade-modelo – Dalamátia – e suas escolas começaram a revelar ao mundo a verdade sobre o Pai Universal – Um Deus Único. Foi a primeira revelação organizada da verdade, há cerca de 500 mil anos atrás.

    Adão e Eva –


    Adão e Eva, por Domenichino.

    Adão e Eva chegaram ao nosso mundo há quase 38 mil anos, e se estabeleceram no Jardim do Éden. Os ensinamentos de Adão Eva constituem a segunda revelação do Pai Universal às raças humanas.

    Melquisedeque


    Abraão e Melquesedeque, por Dieric Bouts.

    Maquiventa, um Filho da Ordem dos Melquisedeques, geralmente conhecidos como filhos emergenciais, que aceitou a missão de vir a esse mundo, pois a verdade outrora revelada estava ameaçada de extinção. Maquiventa auto-outorgou-se nesse mundo no ano de 1973 a.C. durante o tempo de Abraão, onde era chamado de Melquisedeque o sábio de Salém. Ele fez renascer na mente humana o conceito de Deus-Pai Único, Criador e Sustentador de todas as coisas.

    Jesus de Nazaré

    O Filho Criador do nosso universo local, nasceu em Belém no ano 7 a.C.. Viveu como um modelo para todos nós, dando o exemplo de vida, até chegar a sua hora de revelar ao mundo a grande verdade de que todos somos filhos de um único Pai, sem distinção de raça, cor, credo ou condição físico-social. Essa foi a quarta revelação da verdade em nosso mundo.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Livro_de_Urantia

    A Comissão de Contato

    Dr. William S. Sadler circa e sua esposa, Dr. Lena Celestia Sadler, em 1914.

    Nesta época, por volta de 1924, o grupo que mais tarde foi chamado de “Comissão de Contato” estava formado basicamente pelos seguintes membros permanentes: Dr. Sadler que tinha 48 anos de idade, Dra. Lena (48), Anna Bell Kellogg (49) – irmã de Lena e o seu marido, Wilfred Custer Kellogg (50). Emma Louise Christensen (36) se tornou um novo membro já que ela foi “adotada” pela família Sadler em 1923.

    O filho, Bill Sadler, Jr não estava na sessão da * “personalidade eletrificante” mas integrou-se à Comissão de Contato mais adiante. A Comissão de Contato era composta pelas pessoas que tinham contato direto com os reveladores através do sujeito adormecido.

    O Forum

    O Forum já estava formado quando a “personalidade eletrificante” fez o desafio ao Dr. Sadler, e ele então sugeriu que os seus membros elaborassem as mais difíceis questões que eles pudessem pensar e as trouxessem no domingo seguinte. Todos concordaram e decidiram iniciar com perguntas a respeito da origem do cosmos, Deidades, criação e diversos assuntos muito distantes do conhecimento da humanidade daqueles tempos. No domingo então, centenas de perguntas haviam sido elaboradas, sendo que eles levaram vários dias para classificá-las e descartar as duplicações.

    E assim aconteceu, e em Dezembro de 1924 os Sadlers estavam preparados para apresentar um formidável número de perguntas em resposta ao professado desafio celeste. Iriam ler as perguntas na primeira sessão que houvesse com o “sujeito adormecido”, aguardando a oportunidade de “desmascarar” as alegadas “altas inteligências”. Dr. Sadler sentiu que estava muito bem preparado, com 181 perguntas escritas da mais profunda magnitude. A primeira destas questões era: “Existe realmente um Deus? E se existe, com o que ele se parece? Todavia, semanas se passaram e nada acontecia, até que numa determinada manhã, às 6 horas, o telefone tocou.

    Os Manuscritos

    Era a esposa do “sujeito adormecido” pedindo que eles fossem, imediatamente, à casa deles, dizendo que o seu marido estava dormindo mas que havia acontecido algo diferente.

    Em poucos minutos os Sadlers já estavam na casa do “sujeito adormecido” e chegando lá, encontraram uma pilha de folhas manuscritas sobre uma escrivaninha na sala de leitura. A sua esposa disse que durante a noite ele havia feito ruídos estranhos e que a acordou. Neste momento ela viu a pilha de papéis sobre a mesa, e não fazia a menor idéia de como aquilo havia aparecido na casa deles. O Dr. Sadler perguntou se ele havia saído da cama durante a noite e ela respondeu que ele ainda estava dormindo e que se ele tivesse saído da cama, provavelmente ela teria percebido.


    Dr Sadler em 1950.

    O Dr. Sadler começou a examinar as quase 500 folhas (mais tarde ele verificou que eram exatamente 472 folhas), e verificou que o manuscrito continha as respostas das 181 perguntas do Forum, que eles iriam fazer à “personalidade eletrificante”. Ele foi ao quarto e o “sujeito adormecido” estava tendo um sono tranquilo naquele momento; momentos depois, acordou facilmente. O Dr. Sadler perguntou sobre o que ele tinha feito durante a noite, se ele tinha escrito aquele manuscrito e o “sujeito adormecido” disse que não havia feito nada durante a noite e que não sabia do que se tratava aquela pilha de papéis. Imediatamente o Dr. Sadler telefonou para sua casa e pediu à Christy para trazer um dispositivo para medir fadiga muscular. Após todos os exames, chegou-se a conclusão que não havia evidência de exaustão ou fadiga muscular e que aquele sujeito, definitivamente, não havia escrito aqueles documentos. O Dr. Sadler pediu permissão então, para levar os documentos para sua casa e analisá-los com mais detalhes. Verifcou que levariam aproximadamente 8 horas para uma pessoa normal escrever todo aquele material numa velocidade altíssima, porém devido à profundidade do conteúdo, ele duvidou que alguém pudesse fazê-lo, e muito menos em 8 horas.

    Como eles eram cientistas, o próximo passo foi analisar a caligrafia através de especialistas. Foram contratados vários e chegou-se a conclusão que aquele manuscrito não tinha sido escrito pelo “sujeito adormecido” nem tampouco por sua esposa.

    Os Sadlers datilografaram os manuscritos e levaram para o encontro do Forum em 18 de Janeiro de 1925. Ele comentou que as perguntas haviam sido respondidas em detalhes e leu a primeira seção, ou “Documento” para o grupo. Nenhum membro do Forum, naquele dia, fazia a mínima idéia de que estava envolvido, naquele momento, num processo de revelação para uma era.

    http://www.urantia.com.br/Encontro2004/como_foram_revelados.htm

    * Personalidade eletrificante: Entidade que através do sujeito adormecido se dizia de um planeta distante.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.