sábado, setembro 18, 2021

CONSCIÊNCIA DESPERTA NA PRÁTICA

Home Fóruns CONSCIÊNCIA DESPERTA NA PRÁTICA

  • Este tópico está vazio.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29652
    imported_Ali
    Participante

    Amigos, saudações. Gostaria de postar alguns ensinamentos do VM Samael Aun Weor sobre a Consciência. Retiro esses ensinamentos principalmente do maravilhoso livro CURSO ESOTÉRICO DE CABALA, pouco valorizado e lido. Nesta magnífica obra o Mestre insiste que batamos forte em nossa consciência (aquela que está livre do Ego, ou seja, os 3% de consciência livre, porém não trabalhada, não desperta para o seu real trabalho). É certo que temos somente uns 3% de consciência livre, mas não é garantido que ela está ativa, trabalhando para a liberação dos outros 97%. Com os conceitos e práticas aqui expostos, perceberemos o quão é vital e necessário despertar esses 3% e tomarmos consciência desse universo hipnotizante que nos cerca, nos fascina e nos leva a mais e mais adormecimento e preguiça profunda.

    Quanto mais vivenciarmos o que aqui é exposto pelo Avatar, mais iremos sentir (eu digo sentir literalmente, na prática) como estamos hipnotizados, envoltos numa energia agonizante, profundamente penetrante, e que insiste por incrível que pareça em nos manter nesse estado horrível. Não é à toa que o Mestre Gurdjieff chamada esse estado de O TERROR DA SITUAÇÃO.

    O primeiro texto, como sugestão para meditarmos muito seriamente, é:


    CONSCIÊNCIA LUNAR

    A consciência lunar dorme profundamente. Ela é o produto da infiel memória.
    O ser humano tem consciência apenas daquilo que recorda e ninguém pode ter consciência de coisas que não recorda.
    O Adão do pecado é memória, é consciência lunar e é o próprio Eu reencarnante. Os clarividentes afirmam que está constituído pelos átomos do Inimigo Secreto, sendo um remanescente tenebroso de nosso passado lunar (a larva do umbral).
    Os discípulos gnósticos devem compreender que esse tipo de consciência lunar significa algo diferente “de ser consciente e de alguém que seja consciente disso”. A consciência lunar está submetida a toda classe de limitações, qualificações, reações, restrições… Trata-se de um produto da matéria, o resultado da hereditariedade, da raça, da família, dos hábitos, costumes, preconceitos, desejos, medos, apetites etc.
    O Adão do pecado com sua consciência lunar reencarna-se “diz que” para ganhar experiência na escola da vida. As experiências complicam e robustecem o Adão do pecado. A humanidade inocente do Éden agora transformou-se na humanidade terrível e perversa da bomba atômica e da bomba de hidrogênio.
    O menino inocente com as experiências se converte no ancião astuto, desconfiado, malicioso, avarento e medroso. Isto é a consciência lunar. O diabo é diabo e não se aperfeiçoa jamais. A grande Mestra H. P. Blavatsky disse: “Fortalece a tua alma contra as armadilhas do Eu e fá-la merecedora do nome Alma Diamante”.

    CONSCIÊNCIA SOLAR

    Existem mudanças na consciência e mudanças de consciência. Todo desenvolvimento da consciência provoca mudanças nela. As mudanças na consciência são superficiais e inúteis. Necessitamos uma mudança de consciência. Quando dissolvemos a consciência lunar, nasce em nós a consciência solar. O Adão do pecado precisa morrer para que nasça em nós o Adão Cristo. Quando libertamos a matéria eletrônica (solar) encerrada nos átomos seminais, empunhamos a espada flamígera.
    Perseu desce à Forja Acesa de Vulcano para decapitar o Adão do pecado (a Medusa) com sua espada flamejante. João Batista é decapitado e Cristo crucificado para salvar o mundo.
    O degolamento dos meninos inocentes (os Iniciados) é repetição da Iniciação. Então nasce em nós a consciência solar, a qual contém em si mesma o conhecedor, o conhecimento e a coisa conhecida. Três em um e um em três.
    A consciência solar é onipresente e onipenetrante. Ela liberta o ser humano da roda fatal dos séculos.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.