Integração psicológica e educação

Integração psicológica e educação

- emEducação Integral
2390
1

Um dos maiores desejos da psicologia é chegar à integração total.

Se o eu fosse individual, o problema da integração psicológica seria resolvido com suma facilidade, mas, para a desgraça do mundo, o eu existe dentro de cada pessoa de forma pluralizada.

O Eu Pluralizado é a causa fundamental de todas as nossas íntimas contradições.

Se pudéssemos nos ver de corpo inteiro num espelho, tal como somos psicologicamente, com todas as nossas íntimas contradições, chegaríamos à penosa conclusão de que não temos ainda verdadeira individualidade.

O organismo humano é uma máquina maravilhosa controlada pelo eu pluralizado, que é estudado a fundo pela psicologia revolucionária.

Vou ler o jornal, diz o eu intelectual. Não, quero ir à festa, exclama o eu emocional. Ao diabo com a festa, grunhe o eu do movimento, melhor é dar um passeio. Eu não quero passear, grita o eu do instinto de conservação, tenho fome e vou comer.

Cada um dos pequenos eus que constituem o Ego quer mandar, ser o patrão, o senhor.

À luz da psicologia revolucionária, podemos compreender que o eu é legião e que o organismo é uma máquina.

Os pequenos eus brigam entre si, lutam pela supremacia, cada um quer ser o chefe, o amo, o senhor.

Isto explica o lamentável estado de desintegração psicológica em que vive o pobre animal intelectual equivocadamente chamado homem.

É preciso compreender o que significa a palavra desintegrar em psicologia. Desintegrar é desbaratar, dispersar, desgarrar, contradizer etc.

A principal causa da desintegração psicológica é a inveja que costuma se manifestar, às vezes, de forma sutil e deliciosa.

 

Não pode haver Integração Psicológica enquanto existir a Multiplicidade Psicológica em nosso interior
Não pode haver Integração Psicológica enquanto existir a Multiplicidade Psicológica em nosso interior

A inveja é polifacética e existem milhares de razões para a justificar. A inveja é a mola secreta de toda a maquinaria social. Os imbecis adoram justificar a inveja.

O rico inveja o rico e quer ser mais rico. Os pobres invejam os ricos e também querem ser ricos. O escritor inveja o escritor e quer escrever melhor. O que tem muita experiência inveja o que tem mais experiência e deseja ter mais do que ele.

As pessoas não se contentam em ter pão, agasalho e refúgio. A inveja do automóvel alheio, da casa alheia, da roupa do vizinho, do muito dinheiro do amigo ou do inimigo etc., é a mola secreta que produz desejos de melhorar, de adquirir coisas e mais coisas, vestidos, roupas, virtudes etc., para não sermos menos que os outros.

O mais trágico de tudo isso é que o processo acumulativo de experiências, virtudes, coisas, dinheiro etc., robustece o eu pluralizado, intensificando-se dentro de nós mesmos as contradições íntimas, as espantosas dilacerações, as cruéis batalhas em nosso foro interno etc.

Tudo isso é dor. Nada disso pode trazer verdadeiro contentamento ao coração aflito. Tudo isso produz aumento de crueldade em nossa psique, multiplicação da dor, descontentamento cada vez mais e mais profundo.

integracao2-gnosisonline

O eu pluralizado sempre encontra justificativas até para os piores delitos e a esse processo de invejar, adquirir, acumular, conseguir, ainda que seja às custas do trabalho alheio, chama de evolução, progresso, avanço etc.

As pessoas têm a consciência adormecida e não se dão conta de que são invejosas, cruéis, cobiçosas e ciumentas.

Quando, por algum motivo, chegam a se dar conta de tudo isto, terminam se justificando, buscando evasivas, condenando, mas não compreendem.

A inveja é difícil de ser descoberta, devido ao fato concreto de que a mente humana é invejosa. A estrutura da mente se baseia na inveja e na aquisição.

A inveja começa nos bancos escolares. Invejamos a maior inteligência dos nossos condiscípulos, as melhores notas, as melhores roupas, os melhores vestidos, os melhores sapatos, a melhor bicicleta, os bonitos patins, a atraente bola etc.

Os professores e professoras chamados a formar a personalidade dos alunos e alunas precisam compreender o que são os infinitos processos da inveja e estabelecer dentro da psique de seus estudantes o cimento adequado para a compreensão.

integracao3-gnosisonline

A mente, invejosa por natureza, só pensa em função do mais. Eu posso explicar melhor, eu tenho mais conhecimentos, eu sou mais inteligente, eu tenho mais virtudes, sou mais santo, tenho mais perfeições, mais evolução etc.

Todo o funcionamento da mente se baseia no mais. O mais é a mola íntima e secreta da inveja.

O mais é o processo comparativo da mente. Todo processo comparativo é abominável. Exemplo: Eu sou mais inteligente do que você. Fulano de tal é mais virtuoso do que você. Fulano de tal é melhor que você, mais sábio, mais bondoso, mais bonito etc.

O mais cria o tempo. O eu pluralizado precisa de tempo para ser melhor que o vizinho; para mostrar à família que é genial e que pode chegar a ser alguém na vida, para mostrar aos seus inimigos ou àqueles que inveja que é mais inteligente, mais poderoso, mais forte etc.

O pensamento comparativo baseia-se na inveja e produz isso que se chama descontentamento, amargura, desassossego…

Infelizmente, as pessoas vão de um oposto ao outro, de um extremo ao outro, não sabem caminhar pelo meio. Muitos lutam contra o descontentamento, a inveja, a cobiça, os ciúmes, mas a luta contra o descontentamento não traz jamais o verdadeiro contentamento do coração.

É urgente compreender que o verdadeiro contentamento do coração tranquilo não se compra nem se vende. Ele só nasce em nós com inteira naturalidade e de forma espontânea quando compreendemos a fundo as próprias causas do descontentamento: ciúmes, inveja, cobiça etc.

integracao4-gnosisonline

Aqueles que querem conseguir dinheiro, boa posição social, virtudes, satisfações de toda espécie etc., com o propósito de alcançar o verdadeiro contentamento estão totalmente equivocados, porque tudo isso se baseia na inveja, e o caminho da inveja não pode jamais conduzir ao porto do coração tranquilo e contente.

A mente engarrafada no eu pluralizado faz da inveja uma virtude e até se dá ao luxo de dar-lhe nomes magníficos: progresso, evolução espiritual, desejo de superação, luta pela dignificação etc.

Tudo isso produz desintegração, íntimas contradições, lutas secretas, problemas de difícil solução etc.

É difícil achar na vida alguém que seja verdadeiramente íntegro, no sentido mais completo da palavra.

É totalmente impossível conseguir a integração total enquanto existir dentro de nós mesmos o eu pluralizado.

É urgente compreender que dentro de cada pessoa existem três fatores básicos: O primeiro é a personalidade. O segundo é o eu pluralizado e o terceiro é o material psíquico, isto é, a própria essência da pessoa.

O eu pluralizado gasta estupidamente o material psicológico em explosões atômicas de inveja, ciúmes, cobiça etc. É necessário dissolver o eu pluralizado com o propósito de acumular dentro o material psíquico para estabelecer em nosso interior um centro permanente de consciência.

Quem não possui um Centro Permanente de Consciência não pode ser íntegro. Só o centro permanente de consciência nos dá verdadeira individualidade. Só o centro permanente de consciência nos faz íntegros.

 

Somente por meio da AUTO-OBSERVAÇÃO de nossas atitudes, respostas, reações no dia a dia é que tomamos consciência da Multiplicidade do Ego
Somente por meio da AUTO-OBSERVAÇÃO de nossas atitudes, respostas, reações no dia a dia é que tomamos consciência da Multiplicidade do Ego

1 Comment

  1. MAPA FÍSICO DA SINTONIA GLOBAL

    Humanos com corpos separados mais pertencentes a 1 todo (população do planeta terra +- 6 bilhões de pessoas)
    1 corpo individual com 2 olhos 2 braços e 2 pernas iguais a uma máquina de metal básica –ex pá carregadeira etc
    1 corpo individual com multiplicidade de egos, ligados por 3 centros: físico – emocional – intelectual

    Obs: são 2 hipóteses: o corpo é uma dimensão material, se vc acreditar que após a morte a parte energética (aura), se projeta para uma outra dimensão, então vc acredita também que a mente perispiritual é uma dimensão espiritual. É difícil pensar que esta parte energética encontra um outro corpo (dimensão material) em outro planeta ou dimensão, será possível?? Como se criou o corpo material terrestre? (nomada), lógico quem estudou Teosofia sabe!! O interessante é que este corpo material terrestre precisou da maê para gerar (mundo fenomenal)— concepção – feto – parto – dimensão material (CORPO). E depois: INVOLUÇÃO (envelhecimento só corporal), porque a mente é sempre imutável, só sofre acúmulos de memória – explo . eu Paulo Roberto da Silva Junior, observador hibrido nascido em 1964 – 12/06 – 2 horas da manhã!! Até o presente momento – memória volátil : 50 anos, 9 meses, 15 dias e 10 horas (até terminar o raciocionio)kkkkkkkkk
    Mas vamos ao que interessa: imaginem…planeta terra (bola de ferro) sem nenhuma transformação – planeta verde puro com vegetais depois animais depois nativos – depois evolução de homens e transformação – além disso raças se cruzando por amor ou atração sexual (nossa que confusão)!! Pretos brancos mulatos, cafusos, mamelucos, japoneses etc etc
    Além do que falei, existem vários pormenores, não importa!! Vamos ao resultado ref a matéria apresentada: “Integração psicológica e educação”

    RESULTADO: ESTAMOS EM CORPOS SEPARADOS MAIS SENTIMOS DIVERSAS SENSAÇÕES RELACIONADAS AO OUTRO CORPO (NOSSO PRÓXIMO COMO DIZ A BIBLIA):
    TIPOS DE SENSAÇÕES DUAIS – BOAS OU MÁS
    AMOR – ÓDIO – APOIO – INVEJA – SABEDORIA – OBCESSÃO
    INTELIGÊNCIA – DESINTELIGÊNCIA – ORGASMO – FRIGIDEZ ETC ETC ETC
    EXEMPLO PRÁTICO DE AÇÃO MÁ – HOMICÍDIO: UM BANDIDO DROGADO NUM TIROTEIO COM A POLICIA MATA UMA CRIANÇA ATRAVÉS DE UMA BALA PERDIDA – ESTA CRIANÇA ESTÁ CONTIDA NA POPULAÇÃO DE 6 MILHÕES, PORTANTO ESTE BANDIDO E ESTA CRIANÇA FAZEM PARTE DE UM MESMO CORPO GLOBAL – CONCLUSÃO: ESTE SER “MATOU UM PARTE DO SEU CORPO GLOBAL” – ELE SABE DISSO?? CADÊ A CULTURA? SUA SABEDORIA GLOBAL??
    INVEJA: O VIZINHO COMPROU UM CARRO ZERO, A MULHER VIZINHA DIZ AO MARIDO: O JOSÉ COMPROU UM CARRO ZERO, EU TAMBÉM QUERO!! O MARIDO DIZ: MAIS EU NÃO TENHO CONDIÇÕES DE COMPRAR MAIS POSSO PARABENIZA-LÔ PORQUE ELE É MEU IRMÃO DO MESMO CORPO GLOBAL, SE ELE ESTÁ CONTENTE, POSSIVELMENTE ESTAREI CONTENTE TAMBÉM!!! AI NESTE CASO, QUEM FICOU DESCONTENTE QUEM FOIII??? A “MULHER”
    OBS: MUITO INTERESSANTE E ENGRAÇADO!!! E… COMPLICADO!!!

Comments are closed.

Confira também

Xadrez: origens esotéricas

O xadrez é um jogo antiquíssimo, tem muitos