Arcano 3 – A Imperatriz

0
434

Descrição e símbolos

 Na parte central aparece uma mulher coroada com 12 estrelas (1 + 2 = 3), sentada sobre a Pedra Cúbica e com o cetro dos reis na mão direita. Sobre sua cabeça uma mitra com a Cobra Sagrada. Um abutre voa em sua direção. Nas Águas da Vida, a Lua crescente.

A Imperatriz é a Luz Divina, a Luz em si mesma, é a Mãe Divina, corresponde àquela parte do Gênesis que diz:

“Deus disse: Faça-se a Lua e a Luz foi feita”, desde o primeiro dia da Criação.

Analisando-se mais profundamente, descobre-se um aspecto muito interessante: o número 1 é o Pai que está em Segredo, a Mônada, e d’Ele nasce a Mãe Divina Kundalini, a Díade. Esta se desdobra no número 3, que é o Pai, a Mãe e o Filho, e este é o Espírito Divino e Imortal de cada ser vivo. E os três – Osíris o Pai, Ísis a Mãe e Hórus o Filho –, constituem o que o Livro Sagrado dos maias, o Popol Vuh, chama de “o Coração do Céu”. Por sua vez, o Filho se desdobra na Alma anímica que cada um leva dentro de si.

O Zohar, o livro hebreu mais antigo e o fundamento da Cabala e do Antigo Testamento, insiste nos três Elementos Princípios que compõem o mundo, esses elementos são:

                        SCHIN = Fogo. MEM = Água.   ALEPH = Ar.

Nesses três elementos principais está a síntese perfeita de tudo o que é, dos quatro Elementos manifestados.

O poderoso mantra IAO resume o poder mágico do triângulo de Elementos Princípios.

 I: Ignis = Fogo. A: Áqua = Água. O: Origo = Princípio, Espírito, Ar.

Em todas as Escolas de Mistérios não podem faltar esses mantras. Aí vemos o esoterismo do Santo Três. O IAO é o mantra fundamental do Maithuna, é na Nona Esfera onde deve ressoar. Quem quiser fazer subir pelo canal medular a Alma do Mundo deve trabalhar com o Enxofre (o fogo), com o Mercúrio (a água) e com o Sal (a terra filosófica).

Os três elementos principais são as três letras hebraicas que correspondem aos três elementos princípios dentro da Grande Obra da Natureza, assim elaboram o Ouro Vivo. Aquele que não fabrica o Ouro Espiritual não é Esoterista. O Homem é o Arcano número 1 do Tarô, a força positiva; a Mulher é o Arcano número 2, a força negativa, e a Alma Cristificada é o resultado da união sexual de ambos. O segredo é o Arcano AZF, que transforma a Lua em Sol e representa os três aspectos: positivo, negativo e neutro (Rajás, Sátwa e Tamás).

As 12 estrelas representam os 12 signos zodiacais, as 12 portas da Cidade Santa, os 12 mundos do Sistema Solar de ORS, os 12 Apóstolos, os 12 trabalhos de Hércules (1 + 2 = 3).

A mitra tem forma de recipiente hermético esperando receber do alto o alimento superior da Sabedoria Divina que chega através da Consciência Superlativa do Ser. A Cobra Sagrada indica Maestria e que tem poder e domínio sobre a Natureza.

O báculo do poder é o domínio da Natureza, a força, o poder e a fecundação.

O Abutre Sagrado representa o Espírito Santo, o Terceiro Logos, cuja força é totalmente criadora. O Traje é Solar, tudo indica que é a Alma Cristificada, produto dos Arcanos 1 e 2. A Alma revestida com o Traje da Luz.

A Pedra Filosofal, sentada sobre a Pedra Cúbica já trabalhada perfeitamente, indicando que realizou a Grande Obra. A Lua, nas Águas da Vida, sob seus pés, indicando que tem que estar sobre a Lua para convertê-la em Sol.

Atributo da Deidade: O signaculum é um atributo de Zakariel, regente de Júpiter, representa o Poder na Criação, o domínio do Criado, o domínio da Natureza para poder criar.

Fonema Egípcio: esta é a letra G e também o som de uma espécie de G muito gutural que quase soa como K, indica Gênesis, princípio, gestação, receptáculo, vaso para libações.

Fonema Místico: Representa a Alma que luta por conquistar sua herança perdida. É uma letra relacionada com o ímpeto guerreiro de Marte.

Sefirote Binah: Binah é o Espírito Santo, o Terceiro Logos, o Shiva dos hindus, que se manifesta como potência sexual em tudo o que é, foi e será. O Espírito Santo é a força sexual que se expressa nos órgãos criadores de todas as espécies que vivem, força maravilhosa sem a qual o Universo não poderia existir.

A Divina Mulher é uma Virgem Inefável, esta Divina Mãe está simbolizada entre os astecas por uma Virgem misteriosa que tem em sua garganta uma misteriosa boca; é a garganta, que é o útero, onde se gesta as palavras, os Deuses criam com a laringe.

“No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Este era no princípio com Deus. Todas as coisas por Ele foram feitas e, sem Ele, nada do que foi feito teria sido feito. Nele estava a Vida e a Vida era a Luz dos homens”.

O Verbo fez fecundas as Águas da Vida e o Universo em seu estado germinal surgiu esplêndido na Aurora. O Espírito Santo fecundou a Grande Mãe e nasceu o Cristo. O Segundo Logos é sempre filho da Virgem Mãe. Ela é sempre virgem antes, durante e depois do parto. Ela é Ísis, Maria, Adônia, Isoberta, Reia, Cibele etc. Ela é o caos primitivo, a substância primordial, a matéria-prima da Grande Obra.

O Cristo Cósmico é o Exército da Grande Palavra. Ele nasce sempre nos mundos e é crucificado em cada um deles para que todos os seres tenham vida e a tenham em abundância. O Espírito Santo é o fazedor da Luz: “Deus disse: faça-se a Luz e a Luz foi feita”.

A energia criadora do Terceiro Logos elabora os elementos químicos da Terra com toda sua complexidade de formas.Quando esta energia criadora se retirar do centro da Terra, nosso mundo se converterá em um cadáver. Assim é como os mundos morrem.

O hidrogênio, o carbono, o nitrogênio e o oxigênio são os quatro elementos básicos com os quais o Terceiro Logos trabalha. Os elementos químicos estão dispostos na ordem de seus pesos atômicos. O mais leve é o hidrogênio, cujo peso atômico 1, e o Urânio, cujo peso atômico é 238,5 e é o mais pesado dos elementos conhecidos.

Os elétrons constituem uma ponte entre o Espírito e a Matéria. O hidrogênio em si mesmo é o elemento mais rarefeito que se conhece, a primeira manifestação da Serpente. Todo elemento, todo alimento, todo organismo se sintetiza em determinado tipo de hidrogênio. A energia sexual corresponde ao hidrogênio-12 e sua nota musical é o SI.

A energia do Terceiro Logos expressa-se por meio dos órgãos sexuais e por meio da laringe criadora. Estes são os dois instrumentos pelos quais a poderosa Energia Criadora do Terceiro Logos flui.

A Mãe e o Espírito Santo nos dão Poder e Sabedoria. Os símbolos da Virgem são: a Yoni, o Cálice e a Túnica da Ocultação. Seu nome cabalístico é Aralim, sua região a dos Tronos e seu atributo é a Inteligência.

DESEJA ADQUIRIR O AUTÊNTICO TARÔ EGÍPCIO? CLIQUE AQUI

Letra Hebraica: Ghimel, “G”, quer dizer: camelo, plenitude. O vocábulo significa “esplendor e organismo em função”, isto é, a função do dinamismo vivente em seu trabalho de viver. Tem seu equivalente no Arcano 3, A Imperatriz.

Valor numérico: 3

Letra: C

Planeta: Júpiter

Cor: púrpura

Nota musical: SI

Elemento alquímico: Fusão dos ingredientes e o poder de Ideação da Mente. Desperta no ser humano a aptidão para identificar-se com o oculto e o manifestado.

Arcano 3

É a Imperatriz no ato de fazer manifesta sua potestade. Símbolo do dinamismo vivente cifrado na letra Ghimel. Representa a Natureza Divina, o organismo em função, a conjunção de forças que tendem a um mesmo fim. A Matriz Universal em sua função Criadora, o Verbo em função. É a Luz Divina, e a Luz em si mesma é a Mãe Divina. Corresponde àquela parte do Gênesis que diz: “Deus disse faça-se a Luz e a Luz foi feita”, desde o primeiro dia da criação. Também é o número do Terceiro Logos, que domina em toda forma de criação, é o ritmo do Criador.

A Mãe Celeste no campo material significa Produção Material, e no campo espiritual significa Produção Espiritual. O Cabalista-Alquimista deve aprender a usar o Enxofre, o Mercúrio e o Sal. O Mercúrio serve para preparar a Água Lustral. No fundo de um recipiente de cobre cheio de água (que não seja um tacho), acrescentam-se mercúrio e um espelho. Serve para despertar a clarividência. Nostradamus fazia as adivinhações com cobre e mercúrio.

O Sal tem suas virtudes. Em um recipiente, misturando-se Sal com álcool e ateando fogo, serve para invocar os Mestres da Medicina – como Adonai, Hipócrates, Galeno, Paracelso – quando se necessita curar algum enfermo.

O Ternário é muito importante, é a palavra, a plenitude, a fecundidade, a natureza, a geração nos três mundos. O Arcano 3 da Cabala é essa Mulher vestida de Sol, com a Lua a seus pés e coroada com 12 Estrelas. O símbolo da Rainha do Céu é a Imperatriz do Tarô, uma misteriosa mulher coroada, sentada e com o cetro do mando, em cujo extremo aparece o globo do mundo. Ela é a Urânia-Vênus dos gregos, a Alma Cristificada, a Mãe Celeste.

A Mãe Divina, o Arcano 3, é a Mãe Particular de cada um de nós, é a Mãe de nosso Ser que deve pisotear a Lua, o Ego Lua, para que resplandeçam sobre sua cabeça as 12 Estrelas.

Para criar, necessitam-se de três forças primárias que vêm de cima, do Pai, e existem em toda a criação: força Positiva, Negativa e Neutra. Segundo o Zohar, a Alma tem três aspectos: Nephesh, a Alma animal; Ruach, a Alma pensante, emocional; e Neshamah, a Alma espiritual. O substractum desses três aspectos da Alma são os sefirotes.

Nephesh

Deve-se distinguir entre corpo astral e corpos lunares. Estes últimos movem-se durante a noite e depois da morte; a estes corpos se tem chamado corpo astral, mas não são os legítimos. Quem quiser dar-se ao luxo de tê-los deve realizar o trabalho do Maithuna, onde se fabrica o H-SI-12 (Hidrogênio; SI = nota musical; 12 = 12 Leis), que vibra em nosso organismo com a escala musical. E se a prática é intensiva, cristaliza-se no corpo astral solar. Ao Iniciado cabe baixar aos Mundos Infernos durante 40 dias e cabe recapitular todas as maldades e dramas espantosos de passadas reencarnações. Pouco a pouco vai saindo dessas tenebrosas regiões, mas antes de sair, as três Almas – Nephesh, Ruach e Neshamah –, são submetidas a provas. Quão interessante é ver a Alma animal submetida às provas, o mesmo para a Alma pensante e a Essência, que também é submetida às provas. A Bíblia diz: “Nephesh, Nephesh, o sangue com sangue se paga”. Através das palavras hebraicas encontra-se a Sabedoria.

Ruach

É a Alma pensante, emocional, que está contida nos corpos lunares de desejos.

Neshamah

O que há de Alma contida entre os princípios antes mencionados é submetido a provas muito difíceis. Quando o Iniciado triunfa, ascende depois ao mundo causal para entrevistar-se com Sanat Kumarah, um Venerável Ancião nomeado em antiquíssimas religiões, um dos quatro Tronos dos quais a Bíblia fala. Três se foram e permaneceu somente um, que empunha a Vara de Aarão. O Cetro do Reis é inefável, tem relação com Satwa, Rajas e Tamas, as três gunas em equilíbrio. Sanat Kumarah dá a Iniciação Esotérica do corpo astral solar.

O número 3, como princípio absoluto universal, representa o princípio da Natureza em função, transmutação e manifestação. Pitágoras chama a Tríade de Mãe da Música, Mestra da Geometria, Razão da Virtude e Síntese do Intelecto.

Como princípio de formação no ser humano, é formado por dois semicírculos que, ao se unirem, formam o círculo completo, símbolo da Alma, o princípio que reúne em si mesmo o oculto e o manifestado, o passado e o porvir em um eterno presente.

Pitágoras diz que a formação do homem é determinada por três princípios: o paterno, que lhe dá a matéria branca, o materno que dá vermelha e o divino que lhe dá a Alma, a Inteligência e a Respiração. Como força atuante nas relações mundanas é a “Senhora da Casa”, diziam os pitagóricos.

Como tal, concede energia e extensão aos números com que se associam, promete ideação acertada, obstáculos a vencer e satisfações à medida que se vai vencendo, dando simultaneamente: providência, previsão e decisão.

Relaciona na Criação: o princípio da transmutação, manifestação e renovação.

No Universal: Júpiter

Signo zodiacal: Gêmeos

Nota musical: MI

Metal: Estanho

Essência: Tuberosa

Pedra: Água-marinha

Substância química: Potássio clorídrico

Elemento geométrico: Triângulo

No Ser Humano: Plexo esplênico, fígado, tensão muscular

Ideias: Expansão, moderação, ânimo gozoso, ideação e comunhão de pensamento. O estudante que se identifica com a Tríade conhece o mistério da família.

Atributo modelador: Júpiter em Sagitário.

Sagitário é o trono de Júpiter. As forças de Júpiter manifestam-se no despertar da Consciência. As forças de Júpiter sabiamente dirigidas ajudam a magnetizar o sangue, que é o veículo da Essência e que nos ajudam a despertar, podendo assim estudar as Memórias da Natureza.

A metade animal de Sagitário nos recorda o Ego que devemos eliminar, e a metade humana o Homem Espiritual que dirige sua flecha, seu anseio, para o Pai, para Júpiter, IO-PITER (a Mãe e o Pai). Há de se expressar tudo com harmonia, beleza e perfeição.

Espiritual: representa o conhecimento do oculto e o manifestado, o passado e o futuro, fazendo-se realidade no presente.

Mental: é a ideação, geração, manifestação, o espiritual, o mental e o físico.

Físico: Propende à expansão, multiplicação e concreção das ideias, desejos e atos que expressam a vida interior.

Axioma transcendental: “Tecendo está teu tear, telas para teu uso e telas que não hás de usar”.

O tear é a própria vida; aí estão tecidos os dramas, as comédias e as tragédias que devemos viver, de acordo com o destino que nós mesmos traçamos com nossas boas ou más ações (Carma). Esta existência não é mais do que a repetição (Recorrência) da existência anterior, com suas consequências boas ou más. Os dramas são para as pessoas más ou piores, as tragédias para os perversos e as comédias para os palhaços. Em cada uma das cenas recorrentes da vida, existem em nosso interior os comprometidos atores que têm de representá-las, mas se os eliminarmos, já não haverá quem as represente, e portanto os dramas, as comédias ou as tragédias acabarão em nossas vidas.

O axioma diz que há telas para nosso uso e outras que não devemos usar, isto é, as diversas circunstâncias recorrentes da vida podem servir-nos para despertar e ascender, ou para repetir os erros do passado, afundando-nos mais na inconsciência.

Devemos aprender a aproveitar as recorrências favoráveis e rejeitar, através do estado de alerta ou recordação de si, aquelas que nos prejudicam. Também é necessário desenvolver a Vontade Consciente, o pensamento inteligente e as emoções superiores, para poder originar novas ações.

Quando estamos alertas, podemos ver as recorrências de antemão, e se são prejudiciais, pedir à Mãe Divina que elimine os atores que as representam e que nos afaste do perigo.

Despertando a Consciência e fazendo boas obras deixamos em branco as páginas do Livro da Vida e teremos com o que pagar para sairmos bem nos negócios.

Elemento de predição: “Promete ideação, produção, riquezas e abundâncias de bens materiais e espirituais; obstáculos a vencer e satisfações à medida que se vencem”.

FONTE: Tarô e Cabala – Samael Aun Weor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.