O mantra dos invencíveis

26
7831

O Venerável Mestre Samael Aun Weor, grande líder da Gnosis (ou Gnose) ensina algo maravilhoso sobre um dos mais impressionantes mantras que o praticante de Meditação precisa aprender e vivenciar:

O mantra que vou lhes dar é muito simples:

Gate, gate, paragate, parassamgate, bodhi suaha.

Pronuncia-se esse mantra assim:

Gaaateee… Gaaateee… Paaaraaagaaateee… Parassssamgaaateee… Booodhiii-suaaahaaa…

Em nossos corações tem de ficar gravado. Esse mantra é pronunciado suavemente, profundamente, e no coração. Pode também ser usado como verbo silencioso, porque há dois tipos de verbo, o verbo articulado e o verbo silencioso. O verbo silencioso é poderoso.

Este mantra abre o Olho de Dagma. Este mantra, profundo, um dia os levará a experimentar o Vazio Iluminador, na ausência do Ego. Então saberão o que é o Sunyata, então vocês entenderão o que é o Prajñaparamita.
Perseverança é o que se necessita, com este mantra vocês poderão chegar muito longe. Convém experimentar a Grande Realidade alguma vez, isso nos enche de ânimo para lutar contra nós mesmos. Esta é a vantagem do Sunyata, esta é a maior vantagem que existe com relação à experiência do Real.

E para aproveitar a meditação e o mantra devidamente, vamos entrar por um momento em meditação com o mantra. Portanto, rogo a todos os irmãos entrar em meditação. Relaxamos o corpo completamente e depois nos entregamos totalmente a nosso Deus Interior Profundo, sem pensar em nada, unicamente recitando o mantra completo, com a mente e o coração.

A meditação deve ser profunda, muito profunda, os olhos fechados, o corpo relaxado, completamente entregues a nosso Deus interior. Não se deve admitir nenhum pensamento nestes instantes, a entrega a nosso Deus deve ser total, somente o mantra deve ressoar em nossos corações. Apaguem as luzes, relaxem o corpo. Relaxamento completo e entrega total a nosso Deus Interior Profundo. Não pensem em nada, por nada, por nada…

Recitarei o mantra, eu o repetirei muitas vezes para que não esqueçam:

Gaaateee… Gaaateee… Paaaraaagaaateee… Parassamgaaateee… Booodhiii-suaaahaaa…

Continuem repetindo em seus corações, não pensem em nada… Entreguemo-nos a nosso Deus…
Sintam-se como um cadáver, como um defunto…

Observem como as pessoas que se dizem intelectuais são cheias de estranhas manias, alguns deixam o cabelo desalinhado, se coçam espantosamente, fazem mil palhaçadas; claro, é produto de uma mente mais ou menos deteriorada, destruída pelo batalhar das antíteses.

Se a todo conceito colocamos uma objeção, nossa mente termina brigando sozinha. Como consequência, vêm as enfermidades ao cérebro, as anomalias psicológicas, os estados depressivos da mente, o nervosismo, que destroem órgãos muito delicados como o fígado, o pâncreas, o baço etc. Mas se nós aprendemos a não ficar fazendo objeções, e deixar que cada qual pense como quiser, que diga o que quiser, terminarão as lutas dentro do intelecto e em seu lugar virá uma Paz verdadeira.

A mente das pobres pessoas briga o tempo todo. Briga consigo mesma espantosamente, e isso nos conduz por um caminho muito perigoso, que leva a enfermidades do cérebro e de todos os órgãos, destruição da mente, porque muitas células são queimadas inutilmente. Há que viver em santa paz, sem fazer objeções, que cada qual diga o que quiser e pense o que quiser. Nós não devemos fazer objeções, assim andaremos como deve ser, conscientemente.

Temos de aprender a viver. Infelizmente, não sabemos viver, estamos metidos dentro da Lei do Pêndulo. Mas reconheço aqui, conversando com vocês, que não é coisa fácil não colocar objeções. Saímos daqui, pegamos nosso carrinho e logo adiante alguém vem e nos dá uma fechada. Se não dizemos nada, pelo menos tocamos a buzina em sinal de protesto. Ainda que seja buzinando, protestamos.

Se alguém nos diz algo, em um momento que abandonamos a guarda, é certo que protestamos, fazendo objeções. É muito difícil, espantosamente difícil, não fazer objeções. No mundo oriental já se refletiu muito sobre este assunto, e também no mundo ocidental. Eu creio que há vezes em que é necessário apelar a um poder superior a nós mesmos, se é que queremos liberar-nos desta questão das objeções.

Em certa ocasião, lá pelas terras do mundo oriental, um monge budista ia caminhando, em um inverso espantoso, cheio de gelo e de neve, de animais selvagens. Claro que isto proporcionava sofrimentos ao pobre monge, que, naturalmente, protestava e colocava objeções. Mas o pobre teve sorte. Quando estava quase desmaiando, lhe apareceu em meditação Amitaba (Amitaba é, em verdade, o Deus Interno de Gautama, o Buda Sakyamuni) e lhe entregou um mantra para que pudesse manter-se forte e não fazer objeções, uma ajuda para que ele não ficasse protestando toda hora, contra si mesmo, contra a neve, contra o mundo.

Esse mantra é utilíssimo, vou vocalizar bem para que vocês o guardem na memória e para que fique também gravado nas fitas que vocês trazem em seus gravadores:

Gaaatteee… Gaaatteee… Gaaatteee…

É melhor soletrar: G – A – T – E. Entendo que este mantra permitiu àquele monge budista abrir o Olho de Dagma, e isso é interessante, se relaciona com a iluminação interior profunda e com o Vazio Iluminador…

Houve necessidade dessa ajuda, porque não é tão fácil deixar de colocar objeções. Um momento em que a pessoa se descuida da guarda, já está colocando objeções a tudo, à vida, ao dinheiro, à inflação, ao frio, ao calor etc. Muitos protestam porque está fazendo frio, ou porque está fazendo calor, protestam porque não têm dinheiro, protestam porque um mosquito lhes picou, protestam por tudo.

Em realidade e de verdade, quando alguém vive fazendo objeções, se prejudica horrivelmente, porque o que ganha por um lado dissolvendo o Ego, está perdendo por outro lado, com as objeções. Se alguém está lutando por não sentir ira, mas está fazendo objeções, pois o demônio da ira volta a tomar força.

Se está lutando terrivelmente para eliminar o demônio do orgulho, se coloca objeções à má situação, a isto ou aquilo, volta a fortalecer esse demônio. Se está fazendo um esforço para acabar com a abominável luxúria, mas se em um dado instante coloca objeções, “porque a mulher não quer ter relações sexuais com ele”, ou a mulher, “porque o homem não a procura”, e cinquenta mil objeções deste tipo, pois está fortalecendo o demônio da luxúria.

Assim, se de um lado estamos lutando por eliminar os agregados psíquicos e por outro os estamos fortalecendo, simplesmente estancamos. Portanto, se vocês querem, em realidade e de verdade, eliminar os agregados psíquicos, têm de acabar com essa questão das Objeções. Se não procedem assim, estancam-se inevitavelmente, não vão progredir de maneira alguma. Quero que compreendam isso de uma vez.

Samael Aun Weor

26 COMENTÁRIOS

  1. BOA TARDE, PESSOAL, TUDO BEM?
    ESSE MANTRAM, SE É QUE EU ENTENDI, POD E DEVE SER USADO, NÃO SOMENTE NA PRÁTICA DE MEDITAÇÃO, COMO TAMBÉM DURANTE O DIA, DE INSTANTE A INSTANTE, PARA PARARMOS COM AS OBJEÇÕES, ESTOU CERTO? OBREIGADO.

  2. Pratico o budismo e também nos foi ensinado nestes anos de pratica sobre a força e poder do mantra´´ namu myoho rengue kyo“ me fale mas se possivel o critério usado para designar funções dos mantras. asem mais para o momento

    • Os critérios para definir a importância dos mantras e seu uso são a Consciência desperta, a Clarividência e os ensinamentos entregues pelos próprios mestres da Fraternidade Branca, como o VM Samael Aun Weor, Arnold Krumm-Heller, Jorge Adoum, Sivananda e muitos outros.

  3. Em diversos livros da Gnose, que consulto eventualmente, tomo conhecimento de muitos Mantras. Então pergunto : e a pronúncia correta dos mesmos. Existe alguma publicação que nos oriente sobre isso ??? Aguardo retorno. Muito grato.

  4. às vezes quando fico triste ou quando a depressão quer se abater sobre mim, pronuncio esse maravilhoso mantra, o efeito é milagroso, é como se eu pegasse com a mão a tristeza/depressão e tirasse de mim. è Divino é Sagrado.

  5. Muito bom. Textos bastante ilustrativos. Sabe que sou Consultor de Feng Shui para o nosso Hemisfério e tenho visto este mantra só entre os ‘especiais’. Só os mais elevados que falam sobre ele. Obrigado e incrível.
    Estava sem trabalho e assim que os fluxos anuais se mudaram, agora domingo passado, e junto com este mantra os trabalhos deram um ‘up’ rapidamente.

  6. muito legal, adorei, e, para mim que estou tentando manter-me em chave sol a todo momento, vai ser bom, para que eu fique mantralizando mentalmente, obrigada.

    • É o mesmo que Terceiro Olho, Olho da Clarividência, porém, em uma oitava superior, onde um Mestre de Mistérios Maiores possui.
      Como sabemos, há vários níveis de vidência/clarividência, desde os flashes que todos temos em alguns momentos da vida, até as pesquisas com relação ao espaço-tempo, que só um Iluminado possui (esse Mestre possui o Olho de Dagma ou Dangma).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui