Musicossofia e astromúsica

2
6571

Os 12 signos do Zodíaco são as 12 notas da oitava musical:

Áries – Dó

Touro – Do#

Gêmeos – Ré

Câncer – Re#

Leão – Mi

Virgem – Fá

Libra – Fa#

Escorpião – Sol

Sagitário – Sol#

Capricórnio – Lá

Aquário – Lá#

Peixes – Si

Os graus dos signos (de 0 a 30) são microafinações. O grau 15º de cada signo corresponde à afinação temperada.

Os planetas não avançam por saltos, senão progressivamente, pelo que se deve afinar suas vozes com exatidão.

As oitavas que correspondem a cada planeta começam em Plutão, o mais lento e distante dos planetas conhecidos (a mais grave: situada na oitava 1ª do piano, e por ordem descendente segundo sua velocidad, até chegar à Lua, o corpo mais rápido e próximo (a mais aguda: 5ª, 6ª e inclusive 7ª oitava, segundo alguns postulados).

O Meio do Céu é o volume mais alto e o Fundo do Céu o mais baixo. (O ascendente e o descendente são os volumes médios.)

O quadrante oriental é o estéreo esquerdo; o ocidental o direito.

Assim, o Fundo do Céu é o Sul (Som de estéreo espacial quadrifônico.)

Cada signo emprega um timbre adaptado a suas características energéticas:

Por exemplo:

Áries é impetuoso e marcial (trombetas, címbalos e contrabaixos).

Escorpião é misterioso e tétrico (sons abissais).

Libra é doce e comedido (sonos de flautas, harpas e suaves violinos).

A partitura começa pelo ascendente, como um relógio, porém em sentido inverso, e termina de novo nele…

Cada grau do círculo é uma parte do compasso de 5/4. Cada cinco graus é um compasso, pelo que o número de compassos de cada círculo (volta da Carta) é 72.

Setenta e dois (72) compassos completam o círculo.

O tempo é larghetto. Cinco segundos por compasso. Portanto, cada volta são 360 segundos.

O Tempo é Ouro

Os acordes que interpretam os planetas surgem de suas relações trigonométricas ou aspectais com os demais, variando suas formas segundo sejam baseados em quadraturas, trígonos, sextis… etc.; guardando total paralelismo con os acordes da música ortodoxa: acordes mayores, menores, diminuídos, ampliados, sextas, séptimas…

************

A Música é alimento do espírito, pois é um insubstituível veículo para o contato da Alma com a Essência da abstração vibrante, a pulsação da vida, o ritmo da divindade do Cosmo, que existe e nos dá o Ser.

Sem embargo, ouvir a tradução sonora das posições planetárias de nosso nascimento é compreender na sublime linguagem da Música muito mais acerca das energias do plano astral e suas contradições, dissonâncias, magníficos e tremendos acordes que levamos dentro sem sabê-lo.

Tudo na Natureza é Yin e Yang; as forças planetárias não poderiam ser menos: pois, segundo sejam nossas cartas natais (externo) e livros do destino (interno), poderemos encontrar, junto a vibraçõess elevadas, acordes tenebrosos; junto a flores, canhões (por exemplo, isto seria Vênus oposto a Marte, Libra oposto a Áries, ou a Essência oposta ao Ego); porém sempre com uma sutilidade tão mística e própria de nosso Ser Interno, que superará qualquer discurso.

As dimensões planetárias e suas gigantescas forças, que mantêm tais bestiais massas flutuando em seus giros de perfeição admirável, estão contidas na Astromúsica, sendo elas a chave de sua Magia Sonora. Parece mentira que tantos milhões de toneladas possam dançar no vazio, como se não fosse nada. Este é o mistério da Astromúsica.

A Astromúsica é terapia de autodescobrimento, pois os acordes planetários de nossa carta astral nos revelam nossas íntimas energias; servindo de complemento a interpretações astrológica e psicológica.

O relaxamento e a meditação estão servidos, pois os sons astromusicais são pausados espaciais.

Recomenda-se a audição de músicas clássicas ligadas ao signo do ouvinte com fones de ouvido corretamente colocados em estéreo (direita-esquerda nos ouvidos corretos), comodamente sentados ou deitados na direção leste ou norte (Meio do Céu).

************

Há notas musicais de diversos tipos dentro de cada um de nós:

a. A nota particular de nossa vida cotidiana, resultado de nossos alimentos, do ar e das impressões.

b. A nota particular para partir deste para o mundo dos mortos ao sermos desencarnados.

c. As 7 notas musicais de nossos 7 chacras, as 7 igrejas, a que ressoa em nossa coluna vertebral, com a transmutação sexual completa e definida.

d. A nota musical psicológica que reflete nosso estado interior de acordo com o trabalho que estamos deenvolvendo na morte do Ego, e que observamos na Escada Maravilhosa do Nível de Ser.

e. A nota fundamental de nosso Ser Interior Profundo, que é a “Síntese Musical” de todas as notas das diversas Partes do Ser.

Em certa ocasião, um irmão Ggóstico nos instruía dizendo-nos que cada um tem uma nota musical que lhe é característica e particular.

E que dependia do estado psicológico e, por consequência de seu Nível de Ser a manifestação desta nota em cada um de nós, para saber realmente como se encontra nossa situação interna ou interior.

Essa pequena introdução nos serve para também afirmar que podemos mudar a nota.

Uma nota Dó caracteriza as pessoas identificadas com tudo o que as rodeia, com o cotidiano, com tudo o que lhe provoque reação. E quanto mais reações nos provoque algo ou nos mova, é porque em nosso interior, no fundo mesmo onde nem nós mesmos nos imaginamos, há uma besta furibunda, um Ego ao qual há que quitar-lhe sua força e deixar de dar o alimento que lhe goste: Sair pela tangente sem mais nem menos, como faz o homem cem por cento instintivo.

À medida que avançam na escala musical (…Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si), as pessoas vão sendo diferenciadas com um tom menos grave ou mais agudo, com uma beleza peculiar, fazendo também com que subam os bemóis e os sustenidos etc.

Muitos de nós também ignoramos que na hora da morte há uma nota musical característica que ao tocá-la os Anjos da Morte podem nos desencarnar, portanto, é nesse momento que se corta nosso Antakárana ou Cordão de Prata.

Cada mulher e cada homem são uma estrela, e também são uma harmonia de notas, as quais serão gratas ou não, na medida em que tivermos feito grandes mudanças e notáveis progressos. As notas musicais também se encontram em nosso APARATO DIGESTIVO, o qual vai processando o ar, a comida e as impressões quando nos relacionamos com os demais em nosso diário viver.

Nos processos do sistema digestivo, o alimento vai formando os Hidrogênios Psíquicos. À medida que o Hidrogênio vai se tornando de melhor qualidade com a Transformação das Impressões e os Choques Conscientes da nossa energia sexual transmutada, os hidrogênios vão passando para uma oitava superior e se transmutando em Hidrogênio Si-12, o qual é o “alimento predileto” da Devota Devi Kundalini, a serpente ígnea de nossos mágicos poderes.

Ela, a Cobra Sagrada, nos permite tocar com destreza a Lira de nossa coluna vertebral.

O Antakharana nos conecta com a Música das Esferas
O Anthakarana nos conecta com a Música das Esferas

Dessa forma, um homem equilibrado, trabalhando entusiasmadamente na Morte do Eu, transformando suas impressões, alimentando sabiamente a Serpente dos Mágicos Poderes, despertando-a com os vapores divinais crísticos, pode conduzir-nos para nos converter em Notas Musicais Solares, em um Artista da Sagrada Música das Esferas: donde as ideias arquetípicas dão origem às Sagradas Causas da Existência de Todo o Vivente.

Por isso, há que se CAMBIAR A NOTA nas circunstâncias da Vida:

Se por exemplo alguém envia para você algo desagradável, transforme essa situação em algo doce e suave.

Se, por exemplo, alguém provoca em você repulsa, ira, protestos etc., receba-o com um gesto de doçura ou ternura.

Se alguém não compreende sua postura, desative sua reação porque você não encontrará sua nota discordante, solta e baixa, senão uma nota superior, o olhará com doçura, com compreensão e tolerância.

Há que cultivar também a Nota Superior, a nota musical do AMOR.

Já nos foi dito que o Amor Transcende Tudo porque é uma Nota Superior, um sentimento superior.

Qualquer gesto que demonstre amor, ternura, perdão, compreensão, respeito, veracidade, cordura e, sobretudo, mística devoção pode semear uma nota distinta, um Câmbio de Nota Superior.

Trabalhar com esta chave é também Morrer nos Defeitos, é tirar os alimentos do Ego Animal.

Todos os dias, com entusiástica disciplina, sem descanso, como nunca antes o fizemos, a perseverança é o prêmio do Sábio.

Existem também notas musicais em nossos chacras, os quais são na realidade o que dão o Coro Angelical de nossas Igrejas Íntimas toda vez que estivermos trabalhando na Morte, no Novo Nascimento e no Sacrifício pela Humanidade.

Livros de consulta do Mestre Samael: Didática do Autoconhecimento, O Colar de Buda e Mensagem de Natal 1965-66.

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá. Fiz gnose por alguns meses na cidade de Mafra – SC. E ná época (1999) o instrutor colocava uns cds com músicas que pareciam ser som de estrelas (ou de astros?). Poderia passar alguns nomes de cds ou compositores/grupos que tocam esses sons?
    Grato

    Muito interessante seu site e seus textos.
    Parabéns.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui