sábado, setembro 18, 2021

Relatos

Home Fóruns Relatos

  • Este tópico está vazio.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29637
    Pequeno
    Participante

    Prezados amigos e amigas,

    Sabemos que o ocultista não deve relatar suas experiências internas, a não ser com o objetivo de ensinar o que for permitido (como fez o Mestre Samael) e sem exaltação a si mesmo, se ele não quiser cair em mitomania.
    E como os relatos que vamos colocar aqui são de estudantes Gnósticos que chegou até nós, por serem até primeiras experiências (as quais as vezes contamos), queriamos colocar aqui com o objetivo de reflexão. Mas que fica à análise de quem quiser. Colocarei algumas coisas que recordo deles.
    Obs: alguns relatos são um pouco mais fortes. Então quem não quiser ficar chocado (pode acontecer) ou ache que não está preparado é melhor não ler alguns (colocarei em vermelho). Isso é mais para quem está começando.
    Mas quem já tem idade, conhecimento, experiências e coragem, é bom saber sobre algumas coisas. Pois aqui serve para tirar algumas lições e se preparar para alguma experiência.

    Relato 1:

    Certa vez, um estudante Gnóstico teve a seguinte experiência interna:
    Estava vagando por uma cidade desconhecida. E era noite.
    Repentinamente, despertou a Consciência.
    E para aproveitar, pois ele sabia que poderia adormecer novamente ou retornar ao corpo físico, começou a voar pela cidade.
    Logo teve a idéia, pois ele tinha lido sobre ir em corpo astral para outros planetas, de visitar o planeta Vênus. O Mestre Samael escreve sobre uma pessoa que foi levada a Vênus.
    Então pediu para seu Ser (Pai), que lhe levasse para Vênus.
    Então sentiu um forte impulso de mergulhar no solo, próximo a uma casa e à calçada.
    Viu-se atravessando como um túvel, porém estava escuro, como atravessando um túnel no meio da terra.
    Depois soube que para ir para Vênus, ele teria que ir ao Templo coração da Terra e dali se transportar para o Templo coração de Vênus. É assim que a Loja Branca realiza essa passagem pelos planetas. Mas no começo ele nem sabia porque estava mergulhando no interior da Terra.
    Mas para a sua surpresa, por falta de preparo, conhecimento, e capacidade, ele caiu em um fosso.
    Como se o final do tunel o levasse para uma sala retangular, como um esgoto.
    Lembra que tinha lodo, uma gosma verde, tudo sujo.
    O chão era coberto de pedaços de pessoas.
    Um lugar assustador. E uma má impressão.
    Logo adiante, no outro canto, havia um demônio com aparência assustadora. Cornos grandes. Algo nada agradável de se topar.
    Ele viu o estudante Gnóstico e disse ameaçando-o:
    “Você não vai mais sair daqui”. E veio em direção dele.
    E ele sem saber o que fazer e com medo.
    Orou para o Ser dele. E o demônio disse: “Seu Pai não vai te ajudar agora.”
    E lembrou da oração Belilin e o cantou.
    Na hora o demônio parou e disse: “Esse pode ajuda-lo”.
    E o estudante começou a retornar de onde veio. O demônio ainda tentou prejudica-lo, lançando sobre ele uma energia negra, algo parecido com isso.
    E logo ele acordou na cama, com o coração disparado.

    Neste relato, creio que o Ser dele poderia ter permitido que tivesse essa experiência, até para poder comprovar o poder da oração do Belilin.

    Relato 2:

    Outro caso que soube foi de uma filha de um estudante Gnóstico mais antigo.
    Ele ensinou para ela o Belilin. E antes de dormir ela cantava.
    Certo dia, ela falou naturalmente para o pai:
    “Eu vi um anjo”.
    Disse que no quarto dela tinha um enorme anjo, que estava próximo à porta.

    Relato 3:

    Ainda com criança. Uma filha de um estudante Gnóstico.
    Eles tinham um gato preto.
    Um dia ela brincando em casa, disse para o pai:
    “Vi o gato(não me lembro o nome dele) passando pela porta. Mas ele era grandão…”

    Relato 4:

    Uma pessoa disse que teve uma experiência de despertar no astral.
    Estava em uma cidade , frente a uma rua onde estava passando um caminhão (como desses de mudança, porém menor).
    Ela pôde perceber quando o motorista olhou para essa pessoa com cara de sonâmbulo, pálido.
    E meio que sem saber o que fazer, lhe fez um sinal de positivo.
    O motorista também acenou positivamente.
    Acordou e comprovou como as pessoas vivem adormecidas, fazendo as mesmas coisas que faziam em vida.

    Relato 5:

    A pessoa estava em astral frente a um casal.
    A mulher começou a insinuar para ele. E o homem do casal, meio que irritado com a atitude da mulher.
    Mas quando viram que o estudante Gnóstico não iria cair na tentação, os dois começaram a tentar fazer com que ele caísse.
    Quando não conseguiram, mostraram a cara verdadeira. Viraram monstros, com dentes afiados.
    O estudante Gnóstico só deu tempo de lembrar da Mãe Divina:
    “Mãe me ajuda”
    Acordou e não caiu sexualmente.

    Relato 6:

    Como um estudante descrente dos ensinamentos Gnóstico comprovou a existência do ego:
    Estava sonhando que fugia de alguém e subiu ao telhado de uma casa.
    De lá avistou algumas pessoas desconhecidas que vinham passando pela rua.
    Em um ato instintivo, pulou em cima deles, atacando-os.
    Quando estava no ar, caindo em direção deles, mostrou uma enorme lingua.
    Nesse instante despertou rapidamente a Consciência, para poder por um momento auto-observar-se e perceber que aquilo não era ele.
    Acordou. E não teve mais dúvidas que o ego que o Mestre Samael ensina é uma realidade.

    Relato 7:

    Um estudante Gnóstico depois que buscou não perder a energia e estudar mais a fundo a Gnosis, soube da Conjuração dos Sete.
    Em uma experiência astral, viu-se na sala de uma casa de parente onde estava hospedado. Lá tinha um ambiente tenebroso.
    Começou a Conjurar.
    Sentiu como se tivesse caido um peso em suas costas. Como sendo atacado.
    Acordou.
    No outro dia, caiu sexualmente.
    E de tarde ao cochilar um pouco, observou o rosto de um ser tenebroso lhe olhando pela janela.
    Depois percebeu que deveria se proteger mais, fazer defumações, etc.

    Relato 8:

    Certa pessoa ao praticar no começo de seus estudos Gnósticos a chave SOl por uma semana, teve a seguinte experiência:
    Andando por um belo lugar campestre, atravessava a nado um rio, quando ficou frente a uma pedra com o formato de um “fusca”. Se assombrou e para comprovar que estava no astral, imaginou uma escadaria em sua frente e ela se formou. Ficou feliz e começou a voar dizendo: “Cristo é Rei”. E retornou para o corpo.

    Relato 9:

    Outro estudante se assombrou estando ajoelhado frente a uma mulher, como a Nossa Senhora, que estava sentada, tinha cabelos pretos e vestia-se como a Nossa Senhora.
    Ele ajoelhado lhe perguntou: “Posso saber os mistérios da natureza?”
    Ela lhe apontou em um canto uma mulher.
    Essa mulher era cheia de defeitos, não tinha uma mão…
    Ele sentiu uma repugnância por ela.
    Mas se aproximou e viu que ela estava cuidando de alguém em uma cama.
    Ele a olhou e ela olhou para ele.
    Não via mais a imperfeição.
    E sentiu um amor por ela muito grande, que jamais tinha sentido algo em toda a sua vida. Além do mundo físico.
    E acordou.

    Relato 10:

    Uma pessoa lutando contra seus instintos brutais, sexuais, teve uma experiência interna. E tinha energia transmutada.
    Se viu em um lugar a noite.
    Em sua direção estava vindo um monte de lobos ferozes com olhos vermelhos.
    Ele com autoridade gritou o mantra para afastar cachorros.
    Eles pararam e recuaram.
    Outra vez teve que enfrentar corpo a corpo um lobisomem nos mundos internos.

    Relato 11:

    Um grupo de estudantes Gnósticos resolveram ir até um local isolado para fazer um trabalho com os irmãos do espaço (extraterrestres).
    Quando um nave cósmica estava descendo até eles, eles se assustaram e sairam correndo.
    Isso mostra a seriedade que deve-se ter com os trabalhos e práticas.

    Por enquanto deixo esses relatos.
    Quem quiser comentar fique a vontade.
    Abraços.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.