terça-feira, setembro 21, 2021

PRANAYAMA – COMO PRATICAR

Home Fóruns PRANAYAMA – COMO PRATICAR

  • Este tópico está vazio.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29621
    imported_Ali
    Participante

    O Mestre Samael dizia que Ele se encarnou uma única vez no Egito Antigo, e como mestre, uma das práticas principais que ele e outros mestres egípcios passavam aos iniciantes, ou chelas, era a da respiração alternada. Na Índia essa prática era conhecida como SUKHA PURVAKA PRANAYAMA. E na Gnose Samaeliana é chamada simplesmente de Pranayama Egípcio.

    Como é praticado esse Pranayama Egípcio? Resumindo de forma bem didática, a prática é feita assim:

    Inspire profundamente pela narina esquerda, depois retenha a respiração pelo tempo que puder e sem fazer força (por exemplo, por uns 5 segundos inicialmente), e a seguir expire lentamente pela narina direita. Em seguida, inspire pela narina direita, retenha a respiração ao máximo que puder fazê-lo confortavelmente, e depois expire pela narina esquerda. E para controlar melhor essa respiração pelas narinas, use os dedos da mão direita para abrir/tapar as narinas.

    O Mestre Samael, depois de ter ensinado o Pranayama Egípcio (ou P.E.), agregou mantras muito especiais, que devem ser mantralizados MENTALMENTE, enquanto se realiza o Pranayama Egípcio. Esses mantras são:

    TON-SAH-HAM… TOM-RAH-RAM…

    Como se concilia o P.E. com esses mantras especiais? Dá-se da seguinte maneira: a cada sequência da respiração alternada, mentalize uma das sílabas, assim:

    TON – no momento da inspiração pela narina esquerda

    SAH – no momento em que se retém o ar, imaginando que a energia criadora, na forma de luz claríssima branca, sobe pela espinha dorsal

    HAM – no momento em que se solta o ar para fora dos pulmões pela narina direita e se imagina, ao mesmo tempo, essa luz descendo até o coração, e do coração para todo o corpo

    TON – no momento da inspiração pela narina direita

    RAH – no momento em que se retém o ar, imaginando que a energia criadora, na forma de luz claríssima branca, sobe pela espinha dorsal

    HAM – no momento em que se solta o ar para fora dos pulmões pela narina esquerda e se imagina, ao mesmo tempo, essa luz descendo até o coração, e do coração para todo o corpo

    Para os que têm facilidade de utilizar a Concentração aliada com a Imaginação Dirigida (ou Criativa), pode-se durante o Pranayama e os mantras acima citados, visualizar luz prateada no mantra SAH e luz dourada no mantra RAH. E que os canais de transporte IDÁ e PÍNGALA estão cheios de luz, cura, força, saúde, proteção, castidade etc. etc. etc.

    No entanto, o VM Samael enfatiza que o estudante gnóstico deve orar intensamente à sua Divina Mãe para que Ela canalize corretamente a energia criadora para onde deve ser canalizada… sempre…

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.