sábado, setembro 18, 2021

Enzima natural pode ajudar a reduzir dependência de cocaína

Home Fóruns Enzima natural pode ajudar a reduzir dependência de cocaína

  • Este tópico está vazio.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29775
    imported_Ali
    Participante

    Caros amigos, o problema das drogas deve ser enfrentado de forma urgente urgentíssima, pois está terminando de degenerar o que resta de nossa sociedade de “menos impuro”, que são a juventude e a infância.

    Infelizmente, a medicina oficial desconhece por completo que a questão da cura das drogadicções passa pelo conhecimento da Anatomia Oculta do ser humano, particularmente em relação aos corpos ETÉRICO e ASTRAL.

    Os videntes observam que as células energéticas desses dois corpos inferiores são destruídas pelos eflúvios vitais que saem da cocaína, do crack, do LSD etc. Alguns são destrutivos a curtíssimo e curto prazo, como é o caso do crack e da cocaína, e outros são a longo prazo, como o LSD e a maconha (ou marijuana).

    De qualquer forma, estou colando, abaixo, uma descoberta que “pode” ajudar os narcodependentes. Queira Deus que seja verdade:

    Enzima natural pode ajudar a reduzir dependência de cocaína

    A inibição de uma enzima produzida de forma natural pelo corpo humano, a ALDH-2, poderia ajudar no tratamento da dependência de cocaína, segundo estudo publicado nesta semana pela revista “Nature Medicine”.

    Apesar da grande quantidade de estudos realizados sobre dependência de drogas, ainda não existe um tratamento efetivo contra o vício em cocaína.

    A enzima ALDH-2 (aldeído desidrogenase-2) é conhecida por sua capacidade de reduzir o nível de acetaldeído, uma molécula que é acumulada com o consumo de álcool.

    Um grupo de pesquisadores americanos demonstrou agora que um inibidor de ALDH-2 faz com que os ratos consumam menos cocaína.

    O inibidor atua indiretamente reduzindo a produção e libertação de dopamina, uma molécula fundamental para os efeitos da cocaína e de outras substâncias.

    Além de reduzir o consumo de cocaína, o inibidor ajuda a prevenir futuras recaídas após um período de melhora.

    As recaídas costumam causar problemas de saúde tão sérios como a dependência original, e por isso os pesquisadores recomendam seguir investigando o potencial terapêutico do inibidor de ALDH-2 para tentar descobrir um possível tratamento efetivo da dependência de cocaína.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.