sexta-feira, setembro 24, 2021

Deuses Penates, Lares ou Prajapatis

Home Fóruns Deuses Penates, Lares ou Prajapatis

  • Este tópico está vazio.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29307
    imported_Ali
    Participante

    No Papiro Nebseni, explicado pelo VM Samael, lemos a última exortação do defunto (que morreu em si mesmo):

    42 – Ó tu, espírito que sais do mundo inferior e levas ante ti teu braço cortado. Eu jamais desdenhei os deuses da minha cidade.

    Aí o Mestre Samael explica, com sua sabedoria maravilhosa:

    Essas divindades inefáveis, anjos protetores das povoações, espíritos familiares, etc, merecem nossa admiração e respeito. Eles são os Deuses Penates dos antigos tempos. Cada cidade, povo, metrópole ou aldeia, tem seu reitor espiritual, seu Prajapati. Não existe família que não tenha seu próprio regente espiritual. O Ego despreza os pastores da alma.

    Quem ou o que são esses Deuses familiares, os Manes, Lares, Penates, Prajapátis e Lemures?

    Do livro Magia das Runas, de SAW, lê-se:

    Conta a legenda dos séculos que o respeitável pai de Enéas, antes de abandonar Tróia, teve de entrar no templo de Ceres, a Mãe Cósmica, para recolher com a mais profunda devoção e terror divino seus deuses Penates.

    O herói general Enéas não pôde tocar nas sagradas esculturas dos santos e venerados Deuses, pois tinha combatido e matado a muitos homens. Precisava antes purificar-se com a água pura da vida para obter o direito de tocar essas efígies terrivelmente divinas.

    Um sopor de incontáveis séculos pesa sobre os antigos mistérios e os Deuses Penates continuam existindo nos Universos Paralelos.

    Os hierofantes podem conversar com esses Deuses Penates, regentes das cidades, povos, aldeias e lugares, nos mundos supra-sensíveis das dimensões superiores do espaço. O bendito Patrono de um povo é o seu Deus Penate ou Santo Anjo da Guarda. O Reitor Secreto de qualquer cidade é sua deidade especial. O Espírito protetor de qualquer família é seu diretor espiritual.

    Todos os Gênios ou Jinas misteriosos das raças, famílias, nações, tribos, clãs… constituem os Deuses Penates dos tempos antigos que continuam existindo nos mundos superiores. Muitas vezes temos conversado com esses Deuses Penates, regentes de antigas cidades clássicas, sendo que alguns padecem o indizível, pagando terríveis dívidas cármicas.

    Ulisses, vigiando a rica presa de guerra, as taças de ouro, as pedras preciosas de incalculável valor, clamava na trágica noite por Creusa, sua esposa. Assim, cumpriu-se a vontade dos Santos Seres, ardeu Tróia e morreu Creusa, porém Enéas junto com o seu velho pai, seu filho e muita gente, fugiu para as terras do Lácio, levando seus Deuses Penates.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.