sexta-feira, setembro 24, 2021

A DUPLA DIVINA E A SUPERLONGEVIDADE

Home Fóruns A DUPLA DIVINA E A SUPERLONGEVIDADE

  • Este tópico está vazio.
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #29287
    Ciclope
    Participante

    Entendo como corréto investigar tudo que alguém chamado de méstre diz e não apenas crer cegamente, porque crer só não adianta, não é saber com a experimentação que é a fé. E assim como SAW disce a sua esposa ao encarnar o íntimo “o que aconteceu? sinto-me duplo”, é bastante dificil saber se quando um denominado mestre fala ou atua se é o méstre interno ou se é seu bodsatwa, pois todo mestre(a) é uma “Dupla Divina” e o bodsatwa esta sujeito a cair em diferentes erros, inclusive até no de falar em nome ou como se fosse os córpos e partes superiores de seu ser, pois nem mesmo ele mesmo as vezes tem certeza de quem é que esta falando ou atuando! e o Méstre(a) intérno nem sempre esta ali presente no bodsatwa, Contam os dicípulos do mestre Rabolú que quando Rabolú estava presente e falava a voz era bem diferente de quando Joaquim falava por exêmplo. O mestre(a) interno geralmente tem de espressar através e com a influência e participação de seu bodsatwa como uma dupla divina, e não apenas o mestre interno exceto desdobrado de seu bodsatwa e fazendo-se presente diante do investigador nos mundos internos ou em raras excessões como a mensionada por SAW no livro escrito especialmente ou especifificamente para os brasileiros segundo SAW chamado de TEMPO ESPAÇO E CONSCIÊNCIA, onde ele relata de um encontro que ele teve com um mestre não identificado no México parece, na entrada de um ano novo, onde conta que o mestre interno daquele iniciado levou seu corpo físico até ele ao que parece em jinas como se fosse uma marionete com a consciência do seu bodsatwa adormecida falando-lhe e felicitando-lhe e dizendo-lhe para que tivesse êxito em seus trabalhos esotéricos, porem como se fosse um sonânbulo ou seja apenas o mestre interno estava se espressando com a consciência de seu bodsatwa adormecida. Para seguir o caminho reto da auto-realização ou da direita como tambem se diz, não ha outra alternativa se não alcansar a superlongevidade através da ressurreição e imortalização do corpo físico do contrario nuca se chega a auto-realização, pois a roda fatal do sansara-vale de lágimas se sustenta no caminho da esquerda, das férias celestiais do nirvana, onde com seus periodos de atividade e descanço se fica girando no sofrimento de nascimentos e mortes, como disce SAW e Rabolú, e Jesus ao dizer “quem crê em mim e vive (vivenciando, experimentando o ensinamento) ainda que esteja morto viverá(a ressureição) e quem vive e crê em mim jamais morrera(a superlongevidade ou imortalização esotérica física) e do seu ventre brotarão rios de água viva que saltam para a vida eterna”.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.