Copan – A escadaria dos hieróglifos

Copan – A escadaria dos hieróglifos

- emAntropologia
3093
1

Esta escadaria é um livro aberto que nos indica o Caminho difícil e estreito que temos que percorrer para chegarmos a grande luz. Também indica-nos os profundos níveis do subconsciente.

No centro da escadaria ressaltam maravilhosamente sete centros em estreita concordância com os 7 centros magnéticos da espinha dorsal do ser humano. Isto é claro, são as 7 igrejas do Apocalípse de São João.

Esta escultura é uma clara alusão aos 12 Trabalhos de Hércules. Os 12 Trabalhos de Hércules, protótipo do homem autêntico, indicam, assinalam, a via secreta que nos conduzirá aos graus de Mestre Perfeito e Grande Eleito.

1º Trabalho: Captura e morte do Leão de Nemeia, a força dos instintos e paixões descontroladas que a tudo devasta e devora.

2º Trabalho: Destruição da Hidra de Lerna. Monstro simbólico de origem imortal, dotado de nove cabeças ameaçadoras que se regeneram cada vez que são destruídas, ameaçando os rebanhos assim como as colheitas.Pode-se interpretar esta Hidra polifacética como a imagem alegórica personificando claramente a mente com todos os seus defeitos psicológicos.

3º Trabalho: Captura da Corça Cerenita e do Javali de Erimanto. Na cerva de patas de bronze e chifres de ouro podemos ver uma alusão a alma humana, o Manas Superior de Teosofia e no terrível Javali, sem igual em sua perversidade, o símbolo de todas as baixas paixões animais.

4º Trabalho: A Limpeza extraordinária dos famosos estábulos de Áugias, rei de Elida, cuja filha, conhecedora das virtudes das plantas manipulava com elas mágicos filtros, vivas representações simbólicas de nosso subconsciente onde se alojam inumeráveis rebanhos, verdadeira multidão de agregados psíquicos bestiais, que constituem o ego.

5º Trabalho: Caça e Destruição das Aves antropófagas, tenebrosos habitantes das lagunas de Estinfal que matavam os homens com suas bronzeadas plumas, lançando-as contra suas indefesas vítimas como se fossem mortíferas flechas.

6º Trabalho: Captura do Touro de Creta.

7º Trabalho: Captura das Eguas de Diómedes que matavam e comiam os náufragos que alcançavam as costas do povo guerreiro dos Bistônicos, alusão aos infra-humanos elementos passionários ocultos em nossos abismos inconscientes, simbolizando as bestas situadas junto as águas espermáticas do primeiro instante, dispostas sempre a devorarem os fracassados.

8º Trabalho: A caverna onde deu morte ao Ladrão Caco, o mal ladrão, escondido da tenebrosa cova da infraconsciência humana, saqueador pérfido do centro sexual do organismo para satisfação de brutais paixões animais.

9º Trabalho: Conquista do Cristo de Hipólita, Rainha das Amazonas, alusão ao aspecto psíquico feminino de nossa própria natureza inferior.

10º Trabalho: Conquista do Rebanho de Gerion, matando o seu possuidor a quem enfrentou após vencer os guardiães os cães Ortros e Eurition.

11º Trabalho: Apoderar-se das maçãs das Hespérides, as ninfas filhas de Héspero, vivíssima representação do Planeta Vênus, o luzeiro delicioso do amor, evidentemente, esta façanha tem íntima relação com os relatos bíblicos dos frutos da árvore da ciência do bem e do mal, no Jardim Edênico.

12º Trabalho: Tirar de seu domínio plutônico e cão tricípite que o aguardava (mais informações, veja olivro As Três Montanhas, de Samael Aun Weor).
Os 7 Chacras: As Igrejas do Apocalipse

Estas igrejas são: Começando da base para cima, ou seja, do cóccix à cabeça.

Éfeso: O chacra Muládhara, situado exatamente na base da coluna espinhal, na raiz de nossos órgãos genitais, entre o ânus e os órgãos genitais. Desperta-se este centro quando o homem e a mulher unem-se sem ejaculação do sêmen, ou seja, com a prática da magia sexual. Este chacra é fundamental porque nutre energeticamente aos outros centros.

A Kundalini encontra-se encerrada nesse centro e emana 4 nadis semelhantes às pétalas do lótus. Os 7 planos de consciência cósmica estão submetidos a este centro magnético, ou Igreja de Éfeso e o mantram deste chacra é Bhur.

Os mantras DIS, DAS, DOS da magia sexual libertam a Kundalini.

No centro de Éfeso situa-se a Raiz do bem e do mal. Muitos se dizem apóstolos e não o são porque são fornicários. O chacra Muládhara relaciona-se com Pritvi e quem liberta este centro totalmente adquire o elixir da longa vida conservando seu corpo físico por milhões de anos. A Kundalini dá-nos o conhecimento do passado, do presente e do futuro.

Esmirna: Chacra Swadishtana, conforme o iogue vai emancipando sua consciência superlativa, adquire também múltiplos poderes, SIDDHIS. Nos mundos internos, a palavra tempo é sinônimo de graus esotéricos de consciência. Neste chacra reside o TATWA Apas. O gênio elemental da água, Varuna, relaciona-se com ele, resplandece com o fogo do Kundalini. Tem 6 pétalas maravilhosas. Seu mantram é Bhuvar; quem liberta este centro aprende a trabalhar com as criaturas elementais das águas, conhece as diferentes entidades astrais. Conquista-se a morte com o despertar deste chacra, situado dois dedos abaixo do plexo solar.

Pérgamo: No epicastro um pouquinho acima do umbigo. O chacra Manipura, com este centro entram em atividade os plexos hepático e esplênico. Dez nadis emanam deste centro. É cor de fogo resplandecente, o tatwa tejas relaciona-se com ele. Mantra Ram-Sua, invoca-se Agni para que nos ajude a despertá-lo. Este chacra é o centro telepático ou cérebro das emoções. As ondas mentais das pessoas que pensam em nós, chegam ao plexo solar, e imediatamente ao nosso cérebro. Assim é pois, uma antena. A glândula pineal é o centro emissor.

Por este centro recolhemos toda energia ou forças solares nutridoras de todos os plexos do organismo humano. Com o despertar do chacra Manipura adquire-se o domínio do fogo.

Tiátira: Chacra Anahata, região do coração, cor vermelho vivo. Dentro desse centro existe um espaço hexagonal. Este chacra relaciona-se com Vayú, tatwa do ar. Mantra: Ssssssssss. Quando aprende-se a meditar neste centro tornamo-nos senhores absolutos do ar e podemos dissipar os furacões e governamos os ventos à nossa vontade. Flutuar no ar é mais fácil do que tomar um copo de água, é simples, basta que o discípulo aprenda adentrar no plano astral com o corpo físico.

Prática: Adormeça o discípulo ligeiramente, depois levante-se de seu leito suavemente, mas imitando os sonâmbulos, conservando o sono como um precioso tesouro. Caminhando cheio de fé como se fosse um sonâmbulo, saltará com a intenção de flutuar dentro do ambiente circundante. Se o discípulo conseguir flutuar no ar é porque seu corpo físico está dentro do plano astral, então poderá dirigir-se à qualquer ponto da terra através do espaço infinito. Assim o corpo físico pode voar pelo plano astral, ficando sujeito às leis do plano astral mas sem perder suas características. O importante é ter fé, paciência e tenacidade.

Sardis: Situada na região da laringe criadora. É o Chacra Vishuda, relaciona-se com o Tatwa Akasha, elemento etérico. Cor de tatwa: azul intenso. Tem 6 formosas pétalas, parece uma lua cheia. Quando se medita nele podemos sustentar-nos com o corpo físico ainda mesmo durante a noite cósmica. Quem meditar neste centro poderá conhecer o mais elevado esoterismo de todos os livros sagrados, alcançar o estado grandioso de Trikala Jnana. Em outras palavras, pode conhecer o passado, presente e futuro.

O mantram Han, o yogue usa em plena meditação. Os poderes são flores da alma, desabrocham quando nos purificamos. Para cada passo dado em direção ao desenvolvimento dos chacras, devemos dar mil passos em direção à santidade.

Com os exercícios esotéricos apenas preparamos nosso jardim, para que o aroma da santidade faça florescer nossos maravilhosos chacras. O chacra Vishuda relaciona-se com o Verbo Criador. O mais difícil na vida é aprender a refrear a língua. Às vezes falar é um delito e outras vezes calar é outro delito.

Existem silêncios delituosos, existem palavras infames.

Filadélfia: Chacra Ajna. Situado entre as sobrancelhas. Mantra: OM. Este chacra é o da clarividência ou visão psíquica. O plexo deste chacra é uma flor de lótus emanada da glândula pituitária. Esta glândula é o pajem e porta-luz da glândula pineal onde está a coroa dos santos, o lótus de mil pétalas, o olho de Dagma, o Olho da Intuição.

Ensinamos os mantras e práticas dos chacras da coluna espinhal mas não devemos esquecer que os plexos também têm os seus mantras, o poderoso mantra Feuindagj faz vibrar todos os plexos, é muito importante prolongarmos o som.

As vogais I-E-O-U-A vocalizam-se na seguinte forma:

I… PLEXO FRONTAL.

E… PLEXO LARÍNGEO.

O … PLEXO CARDÍACO.

U… PLEXO SOLAR.

A … PLEXO PULMONAR.

Quem aprende a meditar no chacra Ajna adquire os 8 poderes maiores e os 32 poderes menores. A clarividência psíquica é uma porta aberta ante ti mas não é necessário adquirires a potência, guardes a palavra Senhor, para que não caias em tentação.

Laodicéia: Chacra Sahasrara. Chamado A Coroa dos Santos. A morada de Shiva. Corresponde à glândula pineal. A Coroa dos Santos tem 12 estrelas, que são as 12 faculdades da alma. No cérebro existem 24 átomos angélicos que representam os 12 signos zodiacais; que resplandecem maravilhosamente, abrazadoramente quando Devi Kundalini, abre este centro; ele possui mil pétalas.

Os 24 anciãos atômicos representam a sabedoria, dos 24 anciãos do zodíaco. Os 24 anciãos do zodíaco estão vestidos com roupas brancas, sentados no trono de nosso cérebro. Na raiz do nariz está o átomo do Pai. É o átomo da vontade. As 7 serpentes sobem por meio da vontade, dominando o impulso animal.

Na glândula pituitária está o átomo do Filho, cujo expoente do coração, é o átomo NOUS (O filho do homem).

Na glândula pineal dentro do chacra Sahasrara, resplandece o átomo angélico do Espírito Santo.

O átomo do Pai governa ou controla o cordão ganglionar Píngala, do lado direito, por onde ascendem os átomos solares, força positiva. O átomo Filho governa o canal Sushumna, por onde ascendem as forças negativas. O átomo do Espírito Santo governa o canal Idá por onde ascende as forças neutras. Por isso relaciona-se com nossas forças sexuais e com os raios da lua, intimamente relacionados com a reprodução das raças.

Cada um dos 7 chacras da medula espinhal, é governado por um átomo angélico.

Os 7 tronos são as 7 notas da Palavra Perdida, que ressoam nas 7 Igrejas de nossa medula espinhal.

Mistérios de Copan
A Escadaria dos Hieróglifos
Campo de Bola Cerimonial
Templo das Meditações
A Runa Gibur
O Deus Morcego

Posts relacionados

1 Comment

  1. José Oswaldo Gonçalves

    Achei interessante a matéria sobre os chacras,
    embora estivesse procurando o significado da palavra Nous.

Comments are closed.

Confira também

Aquário – De 20 de janeiro a 17 de fevereiro

Descubra os mistérios do Signo de Aquário, suas regências, relações e seu tipo astrológico.