A busca da nossa realidade

3
2066

Hoje vou realizar uma palestra de ordem esotérica, transcendental. Mas, antes de tudo, é conveniente que saibamos por que estamos reunidos, o que provocou esta reunião… Inquestionavelmente, em vocês existem inquietudes e em mim também existem. Então, vocês estão aqui para me ouvir e eu para lhes falar. Devemos compreender a necessidade de nos entendermos mutuamente, inquirir, buscar e indagar com o propósito de saber, realmente, qual é o objeto da existência.

É indispensável sabermos de onde viemos, para onde vamos, por que estamos aqui e para quê. Viver por viver, comer para existir, trabalhar para comer… não podem ser os únicos objetivos da vida. Sem dúvida, temos de resolver o enigma de nossa existência, temos de entender o sentido da vida…

Nosso Movimento Gnóstico Internacional tem mais de 5 milhões de pessoas que se encontram em todo o Hemisfério Ocidental e logo estaremos conquistando a Europa, o Oriente Médio e a totalidade da Ásia… Estamos formando uma corrente esotérico-cristã que só tem um motivo: a Autorrealização Íntima do Ser…

Assim é que chegou a hora de saber quem somos. O corpo físico não é tudo, ver o corpo humano de quaisquer pessoas não nos torna conhecedores do verdadeiro Ser.

O organismo é composto de órgãos, células, moléculas e átomos. Se fracionarmos o átomo, liberamos energia. Em última síntese, o organismo humano está composto de diferente tipos e subtipos de energias. Einstein disse: “Energia é igual à massa multiplicada pela velocidade da luz ao quadrado”. Como também afirmou: “A massa se transforma em energia, assim como a energia se transforma em massa”. Diríamos, então, que tudo na vida é Energia, determinada por ondulações vibratórias, determinadas frequências oscilatórias…

busca-realidade-gnosisonlineOs cientistas podem conhecer a mecânica de uma célula viva, mas nada sabem sobre o fundo vital. Eles têm fabricado foguetes atômicos, viajam à Lua, bombas nucleares etc., mas até agora não são capazes de elaborar um germe vegetal com a capacidade de germinar. Fazem experiências com inseminação artificial, realizam experiências com o espermatozoide e os óvulos, fazem filhos de incubadoras, bebês de proveta, dessa forma eles podem gerar “filhos de laboratórios”, entretanto, não conseguem resolver o problema da Vida e da Morte.

Eles, os cientistas, fazem enxertos vegetais, nos quais são alterados geneticamente, alterando assim a flora. As frutas de tais experiências não possuem os mesmos valores energéticos das frutas originais. Quando se trata de explorar o organismo humano, eles descobrem a célula viva, mas desconhecem a Força Vital. É claro que o organismo humano tem um nisus formativus, ou seja, um fundo vital orgânico. Quero me referir de forma enfática ao Lingam Sarira dos hindus, o corpo vital, a Condensação Termoeletromagnética.

Os cientistas russos estão estudando o corpo vital. Possuem um aparato extraordinário de percepção óptica, mediante o qual tem sido possível ver e fotografar o corpo vital, eles estudam a relação desse corpo com o organismo físico, como também fora do corpo físico. Eles o denominam Corpo Bioplástico.

Assim é que o corpo físico tem um assento vital, sem o qual não poderia existir. Mas isso não é tudo, além do corpo físico e do seu assento, o corpo vital, está o Ego.

Muito se tem discutido sobre o Ego, inumeráveis teorias antitéticas se combatem entre si, muitos são adoradores do Ego, outros seguidores do Alter Ego, para algumas escolas o Ego é sagrado, para outras é dual. Fala-se do “Eu Superior” e do “Eu Inferior”; dizem que o eu superior tem de dominar o eu inferior etc., e tudo isso é falso!

Para falar com autoridade, necessita-se ter desenvolvido o sentido da Auto-Observação Psicológica, só assim, por experiência direta, pode-se mencionar com clareza o Ego, ao Eu, o mim mesmo. Ler alguma teoria sobre o Ego e logo defender tal ou qual escola defendendo a consciência egoica, de fato é algo não muito inteligente.

Necessitamos saber que esse Ego domina o corpo vital e o corpo físico, lançar teses sem experiência direta é incongruente e ilógico. Podemos usar a lógica dedutiva ou indutiva, os silogismos ou os prossilogismos, qualquer disciplina intelectual do Oriente ou do Ocidente para defender as nossas teses a respeito do Ego, entretanto, isso resulto no fundo falta de inteligência.

Temos de ir mais longe, experimentar, só assim com base na experimentação direta é que podemos lançar axiomas matemáticos com respeito ao Ego. É claro que os melhores psicanalistas, teosofistas etc. têm se equivocado a respeito do Ego, inclusive falam do “Ego subliminar”, lamentavelmente…

O Alter Ego dos psicanalistas, dos grandes espiritualistas, tampouco resiste a uma análise superlativa e transcendental, é só teoria no fundo. Até HPB errou quanto ao Ego, ela o considerou divino. Se tivesse experimentado a realidade do mesmo, não teria defendido tanto a consciência egoica. O que é, entretanto, esse mim mesmo, que carregamos em nosso interior?

Só através da auto-observação psicológica descobriremos o que é: manobras de desejos, recordações, pensamentos, opiniões, conceitos, paixões, volições etc. Tal Ego nem sequer é uma Unitotalidade, Unicidade, ele é pluralizado. Quero dizer, com inteira claridade, que o Ego é múltiplo…

E isso me lembra dos tibetanos; afirmam eles, de forma enfática, que dentro de cada ser humano existem muitos “agregados psíquicos”, que são representados pelos nossos defeitos psicológicos, tais como a Ira, a Cobiça, a Luxúria, a Inveja, o Orgulho, a Avareza e a Gula…

O Evangelho Crístico do Grande Cabir Jesus diz que Jeshuá tirou do corpo de Madalena sete demônios. Claro que se trata dos Sete Pecados Capitais e disso não cabe dúvida alguma. Mas o sete podem ser multiplicados por outros sete e outros sete e mais e mais, pois no fundo nossos defeitos são multifacéticos.busca-realidade3-gnosisonline

Fala-se de sete demônios, mas poderíamos citar milhares de demônios, e tais miríades de demônios formam o nosso Ego, existem os Eus da Ira, da Cobiça, da Luxúria, da Preguiça etc. Todas essas multiplicidades de Eus são pessoas psicológicas dentro de nós mesmos, elas brigam entre si e não obedecem a ordem de nenhuma espécie.

Estamos cheios de muitas contradições na vida, tão logo afirmamos algo, logo em seguida o negamos, não temos um centro de gravidade permanente e isso indica, com toda clareza, que somos uma multiplicidade de elementos indesejáveis. O mais grave de tudo isso é que dentro de cada elemento inumano se acha presa a Consciência.

Os psicólogos antigos, do século retrasado, denominavam “objetivo” tudo aquilo que correspondia ao mundo físico, a experiência sensual, e “subjetivo” todo relacionamento com os processos psíquicos.

Nós, gnósticos, somos diferentes, chamamos de “objetivo” o que é o Real, o Espiritual, o Verdadeiro, e de “subjetivo”, o sensual. Desgraçadamente, todos os elementos indesejáveis que levamos em nossa psique são subjetivos.

A Consciência, a Essência, acha-se presa, embutida, entre todos esses elementos de tipo subjetivo. Agora explicaremos por que as consciências das pessoas se encontram em estado inconsciente, adormecido. As pessoas de modo algum aceitariam que “dormem”. Supõem as multidões que elas estão “despertas”, e quando alguém lhe diz que têm a Consciência adormecida, chegam até a se ofender. Se estivéssemos com a Consciência desperta, poderíamos ver, ouvir e tocar as grandes realidades dos Mundos Superiores, entretanto, as pessoas dormem e têm a Consciência em estado de Sono…

DESPERTAR é indispensável, urgente e inadiável! Todos aqui presentes estão adormecidos, dormem. Todos os que estão aqui presentes jamais viram o mundo como ele é realmente. Vocês sonham com um mundo que não o conhecem, veem-no com a sua Consciência Onírica, mas jamais alguém o tem visto realmente.

Acreditam que conhecem o planeta Terra, mas não o conhecem. Ainda mais, estou seguro de que nem sequer conhecem um só pelo de seu bigode.

Quem aqui conhece a Verdade? Quando perguntaram a Jesus Cristo o que é a Verdade, Ele ficou em silêncio; e assim também com o Buda Gautama Sakyamuni. Quando lhe fizeram a mesma pergunta, deu as costas e se retirou.

A Verdade é o desconhecido de instante a instante, de momento em momento. Só com a morte do Ego é que despertaremos a Consciência e só com a Consciência desperta poderemos experimentar isso que é o Real, que não é do Tempo, que está além do corpo físico, dos afetos e da mente…

Nós não experimentamos a Verdade ainda, nada sabemos sobre os Mistérios da Vida e da Morte. Seria impossível experimentar o Real se antes não libertarmos a Consciência, se antes não a extrairmos dentre todos esses elementos indesejáveis que constituem o nosso Ego. Com a Consciência livre e soberana, saberemos a Verdade, e só então experimentaremos o Real.

Nós vivemos sonhando, não vimos, realmente, como é o tal planeta Terra. Quando a nossa Consciência despertar, veremos que a Terra é muito diferente daquilo que tínhamos visto até então, nós a veremos multidimensional. Conheceremos o corpo vital desta Terra em que vivemos e descobriremos os Mistérios da Vida e da Morte, de tudo o que é, que tem sido e será…

Entraremos em contato com outras Humanidades que vivem junto a nós e que até o presente momento as ignoramos. Não somos os únicos habitantes da Terra, a Humanidade terrestre de modo algum é a única que vive sobre a face da Terra. Convivem conosco outras humanidades. Em dimensões superiores da Natureza há outras raças humanas em estado de Jinas, que desconhecemos.

Nem todos os seres humanos saíram do Jardim do Éden, ainda existem raças humanas que não saíram do Éden e que vivem na Quarta Vertical. Existem gentes felizes, que vivem em estado paradisíaco, gentes do Éden, dos Campos Elíseos, da Terra Prometida, gentes que não saíram jamais do Paraíso, vivem ao nosso lado e, sem dúvida, não as vemos nem as tocamos, mas existem.

busca-realidade2-gnosisonlineVocês, repito, não conhecem o planeta Terra, em sonhos veem um planeta deformado, um planeta pictórico, um Planeta Sonho. Despertar é indispensável! A humanidade comum só possui mais ou menos uns três por cento de Consciência desperta e o restante, 97% adormecida. Se a Humanidade tivesse uns 10% de Consciência desperta, não teríamos guerras.

Quando desintegramos o Ego, quando o reduzimos a pó cósmico, quando chegamos à Aniquilação Budista, a Consciência desperta 100%. Abrem-se ante nós as portas maravilhosas da Terra Prometida, nos conectamos com os Deuses Antigos, citados na mitologia grega, descobriremos verdadeiramente o que é a Religião-Sabedoria.

Isso só será possível se passarmos por uma mudança radical. Assim como estamos hoje, com a Consciência adormecida, em estado de inconsciência total, somos verdadeiros cadáveres viventes, estamos mortos para o Ser e não temos realidade alguma.

Quero dizer a vocês que somos vítimas das circunstâncias e que temos de aprender a iniciar novas circunstâncias. Existimos sobre a face da Terra, exclusivamente com o propósito de servir à economia da Natureza. Cada um de nós é uma “máquina” encarregada de captar determinados tipos e subtipos de energia cósmica. Cada máquina humana transforma os diferentes tipos de energias e as retransmite às crostas do nosso organismo planetário.

Somos máquinas a serviço da economia da natureza. Acreditamos que somos grandes e muito sábios, mas na realidade nós somos máquinas a serviço da Grande Natureza. A humanidade inteira é um órgão da Natureza, um órgão encarregado, precisamente, de assimilar e eliminar determinadas substâncias e forças.

Acreditamos que somos “homens” no sentido mais completo da palavra, mas ainda não o somos. Ser homem é algo muito grande, o homem é o Rei da Criação. Nós, entretanto, nem sequer somos reis de nós mesmos, não aprendemos a dirigir conscientemente nossos processos psíquicos. Temos de começar, se quisermos mudar, por reconhecer o que somos. Ou seja, não somos mais do que “animais intelectuais” condenados à pena de viver sobre a face da Terra…

O Logos, o Sol, está fazendo nestes instantes um grande experimento, Ele o faz nos tubos de ensaios da Natureza, quer criar Homens. Na época de Abraão, o judeu, fez muitas criações. Durante os primeiros oito séculos do cristianismo conseguiu-se criar certa quantidade de Homens. E nestes tempos iniciou-se um novo esforço para criar Homens.

O Sol deposita em nossas glândulas sexuais o germe para o homem. Mas eles podem se perder, não é seguro que eles se desenvolvam. Se quisermos que o Homem nasça em nosso interior, como a mariposa na crisálida, necessitamos cooperar com o Sol. Só assim os germes poderão se desenvolver em nós.

É claro que se necessita de um terreno adequado para o desenvolvimento dos germes no Homem. Se alterarmos o nosso organismo, enxertos glandulares, transplantes orgânicos etc., não será favorável o desenvolvimento do Homem.

Se não cooperarmos com o experimento solar, será impossível que os Germes do Homem se desenvolvam dentro de nosso interior. São os germes para o Corpo Astral, que a humanidade ainda não possui; para o Corpo Mental, que tampouco temos, e do Corpo da Vontade Consciente, que também a humanidade não tem. Sem dúvida, os teosofistas, pseudo-rosa-cruzes, yogues, aquarianistas etc., acreditam que possuem todos esses corpos e mais ainda, acreditam que já possuem o Setenário Teosófico, que são Homens íntegros, Unitotais, que se tornarão Deuses Inefáveis etc., ainda que se embebedam nos bares.

A crua realidade é: ou colaboramos com o Sol ou não colaboramos. Precisamos dissolver o ego animal e criar os Corpos Existenciais Superiores do Ser, só assim nos converteremos em homens no mais completo sentido da palavra.

Para criarmos o Corpo Astral, necessita-se da Sexologia Transcendental, aprender a manejar o Mercúrio da Filosofia Secreta, entrar pelo Caminho da Regeneração Sexual, porque os degenerados do infrassexo, os fornicários, os adúlteros, os homossexuais, as lésbicas etc., são sementes podres, das quais o Homem não poderá jamais sair; dessa classe de criaturas o único que pode sair são larvas…

Ou nos regeneramos ou marchamos pelo caminho involutivo, descendente, aos Mundos Infernos! Estamos diante o dilema do Ser ou Não Ser da Filosofia, estes são momentos nos quais não podemos jogar com palavreados insubstanciais de conversa ambígua. Esses não são momentos para estarmos nos deleitando com Sofismas de Distração. Chegou o instante mais terrível no qual nos encontramos, temos de nos definir: ou nos convertemos em Homens ou involuiremos nas entranhas da Terra. Vocês poderiam me dizer o seguinte: “Com que autoridade você afirma isso, em que se baseia?”

Gostem ou não gostem, acreditem ou não, Eu Sou o Quinto dos Sete, Eu Sou SAMAEL, sou o Sol e Regente de Marte. Não me importa se vocês acreditem ou não. No tempo de Jesus, ninguém aceitou o Grande Cabir, ninguém acreditou que um Mestre teria vindo à Terra, tampouco eu aspiro que vocês acreditem em mim.

A Humanidade odeia os Profetas, portanto, não acredito que vocês me admitam como um profeta, nem nada do estilo. Mas, se digo o que me consta, tenho o valor de lhes dizer. Acreditam ou não, todos os homens na face da Terra não são homens, mas sim bestas, animais, porque comem, dormem e vivem como bestas. Se nós não resolvermos criar os Corpos Existenciais Superiores do Ser, continuaremos sendo bestas.

Se quisermos criar esses Corpos para receber os princípios anímicos e espirituais que nos converterão em Verdadeiros Homens, necessitamos nos regenerar sexualmente, acabar com o vício da fornicação, com a masturbação, com o homossexualismo, com o lesbianismo e com o adultério, só assim e procedendo com energia, poderemos nos REGENERAR.

De que serve que tenhamos a cabeça cheia de teorias se estamos podres pelo adultério e pela fornicação? De que serve que leiamos todas as bibliotecas do mundo se continuamos sendo o que somos?

Chegou a hora da regeneração, isso é fundamental. Transmutar as energias criadoras é básico. Entretanto, existem pessoas que odeiam a transmutação, porque o Ego odeia o que significa regeneração. E o Ego não tem vontade de morrer, isso vai contra o prazer sexual, vai contra a orgia, contra o vício, e isso é o que o Ego mais quer.

Assim, pois, ou nos regeneramos ou pereceremos. Logo chegará à Terra um planeta gigante, me refiro a HERCÓLUBUS. Tal massa produzirá uma revolução total dos eixos da Terra e os mares tragarão os atuais continentes. Os fornicários, os perversos, os adúlteros, terão de entrar nas entranhas da Terra para involuir no tempo.

Somente com a dissolução radical do EGO é que a Luz Divina nasce em nossa vida

Quem ouve estas palavras dirá que não existe AMOR e se equivoca. Sim, existe Amor, o que não existe é a tolerância com o delito, o vício etc. Estamos aqui nesta noite para estudar o que somos e o que devemos ser. Tenho dito que o Ego nada mais é que um monte de diabos em nosso interior, tenho dito sobre a necessidade de aniquilar todos os tipos de defeitos psicológicos, e tenho dito também sobre a necessidade de criar os Corpos, para nos convertermos em Homens.

A Transmutação é a base para a criação desses Corpos. Temos de transmutar o esperma sagrado em energia. Essa energia criadora é o Mercúrio da Filosofia Secreta, o Mercúrio dos Sábios, e com ele poderemos realizar a criação dos Corpos Existenciais Superiores do Ser.

Na Alquimia se fala do Sal, do Enxofre e do Mercúrio. Nós somos o Sal da Terra, e esse Sal deve ser fecundado pelo Mercúrio e pelo Enxofre. O Mercúrio é a Alma Metálica do Esperma, é a Energia Criadora do Terceiro Logos. O Enxofre é o Fogo Divino em nós, o Fohat, a Chama Ígnea que deve se desenvolver na nossa coluna espinhal.

Quando conseguirmos a fusão completa do Sal, do Enxofre e do Mercúrio, mediante a transmutação e sublimação, teremos o material para criar o Corpo Astral, teremos material para criar o Corpo da Mente e teremos o material para criar o Corpo da Vontade Consciente.

AChave é muito simples e não terei inconveniente algum em dá-la aqui, para vocês: CONEXÃO DO LINGAM-YONI SEM A EJACULAÇÃO DO ENS SEMINIS, porque nele está o ENS VIRTUTIS do FOGO. Esse artifício maravilhoso e extraordinário é o Secretum Secretorum dos alquimistas medievais.

Antigamente, no Egito dos Faraós, esse Secretum Secretorum era a Ciência de Hermes e somente era entregue de lábios a ouvido e debaixo de palavra de juramento. Assim eu recebi na Terra dos Faraós. Quem violava o juramento era condenado à pena de morte. Papiros egípcios dizem que se cortava a cabeça, arrancava o coração, queimava o corpo e as cinzas eram lançadas aos quatro ventos.

Muitos não querem que eu lhe dê esse artifício, esse secretum secretorum, porque estou dando de graça. No Egito antigo custava até a vida se esse segredo fosse revelado. Os sábios sempre guardaram esse segredo, eu não o guardo, eu lhes entrego esse segredo…

Se fabricarem o Mercúrio, criarão os Corpos Existenciais Superiores do Ser e poderão então receber os Princípios Anímicos e Espirituais e se converterem em Homem, em Homens de Verdade. Entretanto, é necessário eliminar os elementos indesejáveis que carregam no interior de si mesmos, porque se não eliminarem os defeitos que carregam em seu interior, se converterão num Hanasmussen, com dois centros de gravidade. Advirto isso, porque não tenho vontade de criar essa coisa de Hanasmussen, eu trabalho para criar Homens Solares, verdadeiros e reais, esse é o objetivo da missão que estou cumprindo. Eu vim para criar Homens…

A iluminação baseia-se em três aspectos fundamentais. Necessitamos desenvolver o sentido da Auto-Observação Psicológica. Na vida prática, em relação com as nossas amizades, com as pessoas do trabalho, em casa etc., os defeitos que levamos interiormente afloram espontaneamente, e se nós nos encontramos em estado de alerta-percepção, alerta-novidade, esses defeitos podem ser descobertos.

Defeitos descobertos devem ser analisados, compreendidos…, mas a compreensão não é tudo, necessitamos dissolução, eliminação, de cada um desses defeitos. É inadiável que eliminemos o defeito que tivermos compreendido. A Mente por si mesma não pode eliminar nenhum defeito. Ela pode rotulá-los, com diferentes nomes, justificar ou condenar, mas jamais poderá alterá-los.

Se quisermos a eliminação, faz-se necessário apelar a um poder que seja superior ao da Mente. Afortunadamente, esse poder existe em cada um de nós, em estado latente. Quero me referir a Devi Kundalini, à Serpente Ígnea dos nossos mágicos poderes. Tonantzin, Ísis, Reia, Cibele, Adônia, Isoberta etc., Deus-Mãe… Só implorando ajuda a Devi Kundalini, só suplicando a Ísis, para que elimine da nossa psique o defeito descoberto e compreendido, é que conseguiremos de forma total a desintegração do mesmo. Assim é como devem ser eliminados os nossos defeitos…

Se fabricássemos os Corpos Superiores do Ser e não nos convertêssemos em Homens, se não eliminarmos de nossa psique os defeitos psicológicos, fracassaríamos lamentavelmente. Nós nos converteríamos em abortos da Mãe Cósmica, em fracassos, num Hanasmussen com duplo centro de gravidade.

Um Hanasmussen tem duas personalidades interiores, uma Divina e outra Tenebrosa. Um Hanasmussen deve involuir nas entranhas da Terra até se tornar pó cósmico. O trabalho deve ser completo, temos de trabalhar na Nona Esfera para criar os Corpos Existências Superiores do Ser, e também temos de eliminar o Ego Animal e por último, devemos levantar a tocha bem alta para sacrificarmo-nos pelos demais, para iluminar os caminhos dos outros…

Só assim realizaremos em nosso interior uma transformação total, só assim nascerá em nós o Homem, só assim estaremos verdadeiramente salvos. Mas, olho no olho, o Animal Intelectual acredita que sabe tudo, quando na verdade nada sabe. Falando em estilo socrático, diríamos que “não somente ignora, mas ignora que ignora. Não somente não sabe, como nem sequer sabe que não sabe…”

Uma lenda antiga diz: “Os Deuses criaram os homens da madeira e depois de fazê-los, uniram-nos à Divindade, mas nem todos os homens conseguiram a fusão”. Assim é que, temos de criar Homens, mas é necessário que esses se integrem com a Divindade, porque o Hanasmussen é, precisamente, o resultado de não ter dissolvido o Ego, de não ter conseguido a integração com o Divino. Para se chegar à estatura do super-homem é necessário nos integrarmos com o Real, com a Divindade. O super-homem está além do bem e do mal, é o Cristo Vermelho, revolucionário, rebelde, terrível, está além dos códigos de moral, mais além dos dogmas estúpidos da evolução, mais além de tudo o que se tem escrito nas matérias de Teosofia, Rosa-Cruz barato, Yoga, Espiritismo etc.

O super-homem empunha a Espada da Justiça Cósmica, dirige o curso dos séculos, transforma chumbo em ouro, possui o Elixir da Longa Vida, pode viver com o seu corpo durante milhões de anos, é o Rei da Natureza, do Fogo, do Ar, das Águas e da Terra…

Com que objetivo nós entramos nestes estudos esotéricos, será que é para nos divertirmos? Desgraçadamente, muitas pessoas que existem no pseudoesoterismo e ocultismo baratos que tanto abundam por aí, nessas escolas do tipo Kalkiana, realmente elas buscam a distração, a diversão, porque quando lhes chamam para falar sobre a Sabedoria da Serpente, sobre a Águia, fogem apavoradas, se escondendo atrás de seus volumes…

Assim é que, não se Autorrealizam e somente buscam diversão. Hoje se distraem com uma teoria, amanhã com outra, hoje vão ao cinema, ao circo, amanhã a um bar etc. A Mente está acostumada a vagabundear… É muito difícil ser sério… São raros os que realmente querem ser sérios.

Nós, gnósticos, somos revolucionários, rebeldes, terríveis, vamos contra o dogma da evolução, vamos contra todas as teorias estabelecidas por essas pessoas kalkianas do século 20.

Queremos despertar a nossa Cobra Sagrada, a Víbora Divina em nós. A Cobra terrivelmente sublime, a Kundalini, essa Serpente que se desenvolve na coluna espinhal, essa Serpente que só é despertada através da Magia Sexual, da transmutação da libido sexual, citada por Santo Agostinho. Se isso não é suficiente, os hindus falam sobre a Kundalini, sobre o seu desenvolvimento… mas eu digo, de verdade, que ainda que os yogues digam que “os chakras se abrem com a Kundalini”, inquestionavelmente não se poderá gozar dos poderes dos chakras e dos Poderes Ocultos e Esotéricos se antes não formos escolhidos pela Cobra…

Entre os maias, encontrei um Templo e nele aparece uma grande serpente engolindo um iniciado. Dizem os maias que devemos ser devorados pela Serpente. Sim, a Sabedoria da Serpente é extraordinária…

Necessitamos despertar a Serpente em nós na base da transmutação sexual e sermos devorados pela Serpente. E, mais tarde, a seu tempo, a Águia, o Logos, engolirá a Serpente, aí então nos converteremos em super-homens. Isso vale mais que todas as teorias que se tem escrito no mundo, que todos os milhares de volumes que os puritanos leem em todas as escolas, isso vale mais que as falsas fraternidades…

Necessitamos de verdade despertar a Cobra, sermos devorados pela Cobra, convertermo-nos em Serpentes e, mais tarde, devorados pela Águia… Os Corpos Existenciais Superiores do Ser devem se converter em veículos de Ouro Puro quando se tenta integrar-se com o Divino, como ensina a Alquimia Sexual. Mas para que o corpo astral se converta, por exemplo, num veículo de ouro da melhor qualidade se faz necessário eliminar de si mesmo os elementos indesejáveis da Ira, Cobiça, Luxúria, Avareza, Orgulho, Preguiça e Gula.

Um corpo mental de Ouro Puro, livre de paixões e desejos, é engolido pela Cobra Sagrada… Um corpo de vontade consciente, sem os elementos indesejáveis, é engolido pela Víbora Divina… Quem tem criado os Corpos de Ouro Puro, quem chegou ao estado angélico, quem foi engolido pela Serpente, será devorado pela Águia e se converterá numa Serpente Emplumada, como Quetzalcóatl, como Hermes Trismegisto, o três vezes grande Deus Íbis de Toth, do Egito. Necessitamos nos transformar em Deuses, e isso só é possível mediante a Transmutação Sexual e a eliminação de todos os nossos defeitos, e, por último, mediante o sacrifício por nossos semelhantes…

Lembro-lhes que a eliminação do Ego tem três fatores definidos. Primeiro, temos de descobrir os elementos inumanos que carregamos em nosso interior mediante a auto-observação psicológica; depois temos de compreendê-los, e isso se faz através da Meditação profunda, da autorreflexão do Ser. Quando se medita em seus defeitos, os compreende, quando se apela à reflexão do Ser, então os entende de verdade. Não estou falando de meditações complexas e difíceis, estou falando da Meditação natural.

Quando descobre o defeito do Apego, que sabe que o tem, quando se entrega à Meditação para compreendê-lo, quando medita sobre esse defeito, chega-se à conclusão de que esse defeito é um absurdo e a eliminação é o último estágio.

Disse que temos de apelar a Devi Kundalini, à Serpente Ígnea dos nossos poderes mágicos, se quisermos, de verdade, desintegrar esse defeito que entendemos em todos os níveis da mente. Esses são os três fatores básicos. Por esse caminho destruiremos o Ego, o reduziremos a cinzas, ao pó cósmico, e libertaremos a Consciência, experimentaremos a Verdade e nos tornaremos totalmente Iluminados. Isso é tudo. Recomendo aqui aos presentes que leiam o meu livro intitulado Psicologia Revolucionária. Estou preparando outro livro, que já está quase pronto, refiro-me à obra intitulada A Grande Rebelião.

Samael Aun Weor (Conferência intitulada A Busca da Nossa Realidade)

3 COMENTÁRIOS

  1. Belo texto. Gostei muito. Parabéns! Quero caminahr junto a vocês nessa jornada de luz. Afinal, somos luz. Estamos matéria física para vivermos nessa Terra. Mas, claro,há lugares muito mais fantásticos.
    Não existem apenas sete demônios. Como não existem apenas sete anjos, sete homens, sete mulheres, sete cores, sete maravilhas, etc.
    E nada de grays e ETS cabeçudos, por favor.
    Quero aprender aidna mais com voces, irmãos gnósticos.

    • Grays e ”et’s cabeçudos” existem sim e posso lhe provar com testemunho de algumas pessoas.O que acontece com as pessoas é que são manipulados pelo que veem e ouvem aí a influencia matinal de hollywood que ridiculariza e fantasia os assuntos de importancia real assim como o último ciclo solar dos maia(o 2012) que não convém a destruição do mundo e sim um portal para uma era de evolução e reação do homem.Cujo calendario termina por ser o inicio do ultimo ciclo e não fim dos ciclos,de fato é o inicio do fim dos tempos para eles.Assim como avatar,também illuminati e uma serie de outros filmes.
      Te aconselho a não acreditar em nada do que ouve ou ve sem antes parar para pensar (e comprovar para si mesmo) no que está sendo discutido.

  2. ” Não há maravilhas maiores que nos conhecermos no ângulo e âmbito Espiritual. Chegamos à as conclusões de coisas que pareciam difícieis ou mesmo sem tino. A Gnose nos trás essa coisa de você se encontrar e ficar sendo o que realmente somos.Há muita coisa pra se Ler, pra se aprender, só falta mais tempo rsrs Abç …

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui