A música e os 4 elementos

14
914
Samael Aun Weor

“Se alguém deseja conhecer se o reino é bem governado, se sua moral é boa ou ruim, a qualidade de sua música irá fornecer a resposta.” (Confúcio)

Podemos fazer uma correlação entre o Universo fenomênico e uma orquestra sinfônica. O mundo é formado, sob o ponto de vista esotérico-filosófico, por 4 elementos (ou Reinos elementais), a saber: Terra, Fogo, Água e Ar, coroados por uma quintessência, o 5º Elemento, chamada de Éter.

Há, além desses cinco, mais dois, chamados de Adhi e Samadhi (o 6º e o 7º elementos). Esses quatro elementos, dentro do universo da música, estão representados pelas quatro classes de instrumentos que se harmonizam. Eis:

Elemento – Instrumentos

Terra Fogo Água Ar
Percussão Metais Cordas, Teclados Sopro

E o 5º Elemento, o Éter? O que vem a ser dentro de uma orquestra? E o 6º e o 7º? Eis a relação maravilhosa e perfeita da Sabedoria Gnóstica dentro do Pilar da Arte, no campo da Música Sagrada:

Éter Adhi Samadhi
Coral Pausa, Silêncio Maestro

O Maestro, ou Regente, com sua batuta (o Báculo, ou Cetro), dentro dessa simbologia toda, viria a ser o Mago do Arcano 1 do Tarô, aquele que rege os Elementos, aquele que os domina de acordo com o Poder da Vontade (Kriya) e do Conhecimento Superior (Jnana, Gnose). Observe os detalhes da carta (Arcano) número 1 do Tarô Egípcio.

As 3 Forças Primárias que deram origem ao Universo, tanto no Macro como no Microuniverso, estão representadas pelas 3 estruturas musicais, a saber:

Ritmo Força Positiva, o Santo Afirmar
Melodia Força Negativa, o Santo Negar
Harmonia Força Neutra, o Santo Conciliar

A grande maioria das composições clássicas, especialmente aquelas criadas pelos grandes Compositores-Iniciados, tais como Mozart, Beethoven e Wagner, possui essas três estruturas.

Por isso fazem tão bem ao público, não somente para os ouvidos ou o sistema nervoso, mas também servem de alimento energético para a Alma, ou seja, para os Corpos Internos do Ser.

Infelizmente, nos dias de hoje, a sociedade dita moderna não dá valor ao poder oculto da música e cultiva elementos extremamente prejudiciais.

Algumas classes da mal chamada música rock, os ritmos afro-brasileiros, afro-cubanos etc., são prejudiciais à saúde mental e física e também à Evolução da Alma do ouvinte.

Com essa afirmação não queremos passar por discriminadores da cultura popular. Ao contrário, queremos com isso “separar o joio do trigo”, afirmando que devemos ser mais críticos com tudo aquilo que entra em nosso Mundo Interior.

Não somente disciplinar os alimentos materiais, não somente o oxigênio, mas também os diversos tipos de energia, entre os quais estão as Vibrações Musicais.

Maestro e Sinfônica representam um Iniciado dominando os 5 Elementos da Natureza
Incensos
  • Maria

    Olá, entre as músicas clássicas, quais as que são prejudiciais? Gosto muito de Carmina Burana, mas já houví dizer que é uma música profana e não se deveria ouvir, assim como as músicas de Paganini. Pode me esclarescer? Obrigada

  • lllLeonardo

    Seria o rock,prejudicial,devido aaoexesso de determinados elementos,oque viria a desequilibrar os nossos centros,que devem receber quantidades equilibradas,de cada tipo de vibraÇão?

  • lllLeonardo

    Poderia se dizer,que a musica boa para a alma,eh aquela composta com proporcoes mais ou menos equivaalentes de cada tipo de elemento,e que determinados estilos musicais,ccomo o rock,acabam desequilibrando os centros,devido ao fato de possuirem um determinado elemento em exesso,contido em suas composicoes???

  • Erick Ornellas

    E Jimmy Page com sua composição “Starway to heaven”?

  • Leila Cristina

    Olá, lá em cima no texto diz que os instrumento do elemento fogo são os metais, como assim, não entendi, são as guitarras? é o estilo rock/metal?

    Se alguém puder me esclarecer, ficarei muito grata, pois estou fazendo meditação dos elementos com música. Então que música/instrumento usaria exatamente para o elemento fogo?

    Meu Email: [email protected]

    Aguardo ansiosa um contato.

    Muito grata
    Leila

    • Os metais a que o texto se refere são os sinos, as campanas, os pratos, os tubos metálicos e todo instrumento metálico percutido…

  • Joselei

    Quando afirma isto: —“Infelizmente, nos dias de hoje, a sociedade dita moderna não dá valor ao poder oculto da música e cultiva elementos extremamente prejudiciais. A mal chamada música rock, os ritmos afro-brasileiros, afro-cubanos etc., são prejudiciais à saúde mental e física e também à Evolução da Alma do ouvinte.
    Com essa afirmação não queremos passar por discriminadores da cultura popular. Ao contrário, queremos com isso “separar o joio do trigo”, afirmando que devemos ser mais críticos com tudo aquilo que entra em nosso Mundo Interior”—.

    Vejo que não há uma mínima idéia de que as manifestações da alma se dá por várias ferramentas. A orquestra com sua organização e sintonização bem equilibrada não é a única a ser levada em consideração, mas também a sua individualidade: A percussão nos bares ainda continua a manifestar as alegrias da música e as mensagens que a alma do músico deseja passar. Ainda, a percussão nos centros espíritas, ou na tribo aborígnenes, ou em algumas áreas da áfrica continua ainda a manifestar a MÚSICA em seu contexto que lhe parece apropriado. Portanto, a música clássica não é o padrão da MÚSICA da alma. O Rock pode ser hipnotizador ou arrebatador de jovens (os idosos ficam de longe), mas esse ritimo ainda diz algo que a clássica a inveja – A ORDEM DA DISTORÇÃO.

    Abraços

    • MUITO DO ROCK É LIXO PARA A ALMA…
      É bom para diversão, passar tempo, matar o tempo, criar estados emocionais distintos do corrente…
      Mas nada tem a ver com a espiritualidade. Não alimenta a Alma, não enriquece o Ser Divino, não pode ser comparado com nenhua melodia tradicional.
      O rock veio a seu tempo e morrerá em seu tempo, como tudo. Nada mais…

      • Renato

        Dizer q o rock eh “lixo pra alma” eh deixar um atestado de ignorância sobre o q eh rock… Primeiro pq o gênero rock eh mto amplo vc n pode soh dizer “rock” tem q especificar o estilo q são vários. Segundo q eu n acredito q uma música q faz bem pra vc irá fazer bem pra mim tbm.. somos criaturas mto diferentes uma das outras.

  • David de Oliveira

    Resumido, porém efetivo.

    • felipe falcao

      graças

  • tudo na vida e alem dela e apenas o que e ou poder ser

  • Nilton Vargas

    Olá. Gostaria de salientar que, embora algumas correlações tenham pleno sentido, outras nem tanto. Faltou, por exemplo, considerar as cordas. Ora, o que seria de uma orquestra sem cordas? Sem Violinos, Violas, Cellos ou Contrabaixos?
    Além disso, considero no mínimo ‘arriscado’ considerar apenas a música de certos autores eruditos e ditos ‘iniciados’ como boa para o organismo/alma. Mesmo porque, muito da música popular de hoje foi inspirada, ao menos em parte da obra desses grandes mestres.
    Em última análise, vale considerar também que, os citados ritmos afro-brasileiros, afro-cubanos, etc têm suas raízes na música africana antiga – que já era usada efetivamente para fins de saúde e ritualística muito antes de Beethoven, Mozart e Wagner pensarem em nascer.

    • Olá, Nilton, obrigado pelas considerações. Nossa real intenção não é fanatizar o leitor do GnosisOnline, afirmando que na música ou se é absolutamente benéfica ou absolutamente prejudicial.
      Enfatizamos unicamente que certas criações dos grandes compositores são um alimento riquíssimo para a Alma dos que querem trilhar a Senda da Iniciação.
      Essas vibrações penetram não somente pelos ouvidos, mas pelos chakras, aumentando nosso nível vibratório e nossa sanidade mental.