Runas: A dança cósmica dos Deuses

Runas: A dança cósmica dos Deuses

- emMagia Cósmica
11607
19

As Runas Sagradas podem ser manipuladas de diversas formas para nosso benefício. Podemos usar os signos rúnicos de forma “mântica”, ou seja, com a finalidade de predição, exatamente como o tarô. Também podemos utilizar os sinais rúnicos com finalidades diversas, como a cura, mentalizando certas runas nas partes enfermas do corpo.

E finalmente, e esta é a justificativa deste texto gnóstico, podemos posicionar nosso corpo físico de tal forma que este se assemelhe a qualquer runa. Esta postura física que se assemelha ao desenho rúnico faz com que sintamos os benefícios energéticos da runa correspondente.

Pela Lei das Correspondências, se usamos nosso corpo físico para tomar a forma de uma runa qualquer, nossa estrutura interior, com seus chacras, nadis e Centros Psíquicos, irá absorver a energia cósmica correspondente à runa imitada. Mas, antes, façamos um pequeno preâmbulo do que signifique o termo Runa.

Muitas e variadas são as definições da palavra Runa. Suas origens podem ser buscadas no antigo nórdico e anglo-saxão Run, no neo-islandês Runar ou no alemão arcaico Runa. Tais palavras por sua vez, derivam da palavra raiz indo-europeia Ru, que tanto significa Mistério quanto Segredo.

Segundo os historiadores há inscrições rupestres pré-históricas, conhecidas como inscrições de Hallristinger, que foram feitas pelas tribos da era neolítica e da Idade do Bronze na região norte da Itália. Há grande semelhança entre o alfabeto rúnico antigo e a escrita etrusca.

Mitologicamente a criação das Runas é atribuída a Odin, Deus nórdico. Seu nome deriva do escandinavo arcaico Od, significando Vento ou Espírito. Afirma-se que Odin adquiriu o conhecimento secreto por um supremo ato de Autossacrifício. Ele permaneceu suspenso por 9 (nove) dias e 9 (nove) noites empalado pela sua própria lança na Yggdrasil ou Árvore do Mundo, para obter a Sabedoria Proibida (ou seja, o número 9 e o empalamento simbolizam o sacrifício necessário para o despertar da Kundalini).

Afirma-se também que Odin bebeu longamente o sagrado caldo do caldeirão do deus Mimir (a transmutação), para aprender os mistérios da vida e da morte. O caldeirão é um símbolo antigo da Grande Deusa Mãe (Kundalini). Todos estes mitos indicam claramente um profundo simbolismo ao qual devemos meditar profundamente.

Segundo a tradição gnóstica, as runas são um alfabeto entregue nos primórdios da raça humana sobre a Terra. Mais precisamente na 1ª Raça Raiz (Raça Polar), há muitos milhões de anos. Esse alfabeto foi trazido desde os mundos internos, as dimensões superiores da natureza para nosso benefício.

A sabedoria das Runas é realmente sagrada e o V.M. Samael a entrega decifrada e até experimentada. As Runas foram a linguagem sagrada dos primitivos Iniciados das primeiras raças humanas, cujo alfabeto constava originalmente de 22 caracteres ou letras com mágicos poderes esotéricos, 15 dos quais o VM Samael nos entrega decifrados e praticáveis.

Cada letra é uma Runa e esta é um símbolo hierático de divinos ensinamentos secretos. O discípulo poderá dispor seu corpo físico em determinada posição e assim assemelhá-lo aos símbolos rúnicos para executar práticas que despertam e desenvolvem os poderes interiores e mesmo nossa Consciência. A Runa é uma espécie de “Judô Cósmico”, é também um meio de defesa psíquica com conexão cósmica. Essas posturas sagradas cósmicas deram origem, bem mais tarde, às Artes Marciais, como o Caratê, Kung-Fu, Judô etc.

Devemos lembrar que o ser humano é um trio de matéria, energia e consciência. Nossos dedos são como antenas (isto nos lembra o Teorema do Poder das Pontas, segundo a Radiônica) para captação de energia cósmica. Existem vórtices energéticos (chacras secundários) nas mãos (chacras palmares), nas plantas dos pés e nos joelhos (chacras devocionais). Trabalhando com as Runas ativamos esses vórtices e nos capacitamos a receber auxílio oriundo do Cosmos e da própria Mãe Terra.

Não devemos esquecer que tudo no Cosmos vibra, é energia, é som, é vida. A Sábia combinação dos movimentos físicos com os mantras cria condições internas de Ordem Superior, que nos ajudam a despertar nossa Consciência.

Alguns dos benefícios da prática constante e equilibrada da Magia das Runas:

* Captação de Poderosas Energias do Universo para sutilização de nossa Vibração Interna.
* Controle e harmonia do corpo físico através da postura.
* Controle e equilíbrio dos pensamentos e das emoções por meio do som e das posturas.
* Controle e fortalecimento da respiração por meio dos sons mântricos.
* Ampliação de nossa consciência imediata, vivendo o “aqui-agora”.
* Ficar concentrado às mensagens das runas que ressoam desde os Mundos Divinos de nosso Ser, ou seja, desde os Mundos de Yggdrasil.
* Controle da Vontade no sentido de direcioná-la a um determinado objetivo.

 

EXERCÍCIOS MÁGICOS DAS RUNAS

 

FA

Devemos saudar cada novo dia de imensa alegria, quando nos levantamos da cama, devemos elevar os braços para o Cristo-Sol, o Nosso Senhor, de tal forma que o braço esquerdo fique um pouco mais elevado que o direito. Assim, desta forma, nosso corpo físico tomará a forma desta Runa sagrada. As palmas das mãos permanecem diante da luz nessa inefável atitude de quem realmente aspira receber os divinos raios solares. Esta é a sagrada posição da Runa Fa.

Uma vez é assim postados, trabalharemos agora com o Pranayama, respirando pelo nariz e exalando o ar pela boca de maneira rítmica e com muita fé e Imaginação Criadora. Imaginemos que a luz do Cristo Cósmico entra em nós pelos dedos das mãos, circula pelos braços e inunda o nosso organismo, chegando até a Consciência, estimulando-a, despertando-a e chamando-a à atividade.

Também nas noites misteriosas e divinas, pratiquem este Judô Rúnico diante do céu estrelado de Urânia. A posição é a mesma, porém devemos acrescentar a seguinte oração:

Força Maravilhosa do Amor…
Força Maravilhosa do Amor…
Força Maravilhosa do Amor…
Avivai Meus Fogos Internos, para que Minha Consciência Desperte!

A seguir, vocalize os mantras:

FA…FE…FI…FO…FU…

Deve-se alongar o som nas vogais. (Cada sílaba deve ser vocalizada em uma respiração completa, até se expelir todo o ar dos pulmões.)

Esta pequena porém forte oração pode e deve ser feita com todo o coração tantas e quantas vezes desejar.

Planetas: Mercúrio e Sol
Cor: Violeta

IS

Esta runa canaliza o poder de nossa Deusa Interior, conhecida entre os gnósticos como Mãe Divina, Ram-io ou Devi Kundalini Shakti. Os gnósticos afirmam que Deus desdobra-se como Pai e como Mãe. Como Pai é a Sabedoria Divina e como Mãe é o mais puro e inefável Amor. Pratiquemos esta runa para canalizar o Amor e o Poder da Mãe Divina.

Na posição militar de sentido, levantemos os braços para formar uma linha reta com o corpo. Depois de orar e pedir ajuda a Mãe Divina, cantemos o mantram Isis, assim:

Iiiiiiiiiiiiiiiisssssssss…

Alonga-se o som das letras e divide-se a palavra em duas sílabas: Is… Is…

Depois, deitamos, relaxamos o corpo e, cheios de êxtase, nos concentramos e meditamos em nossa Mãe Divina, suplicando-lhe aquilo que mais necessitamos: orientação, inspiração, saúde, força, compreensão para nosso trabalho psicológico íntimo.

Planeta: Lua
Cor: Prata

AR

O VM Samael nos ensina que o mantra desta runa é justamente a palavra sagrada Ário. O mantra Ario prepara os gnósticos para o advento do fogo sagrado. Pratique-o todas as manhãs e ao cantá-lo, dividam-no em três sílabas, ou seja, a cada respiração, uma sílaba:

A… RI… O…

Alongue o som de cada letra. Aconselha-se a empregar dez minutos diários nesta prática. Entre os inúmeros benefícios desta runa mágica, temos a canalização de nossas energias sexuais para o despertar da Consciência; o desbloqueio de nossos nadis e o equilíbrio dos Centros da máquina humana.

Planeta: Urano
Cor: Branco

SIG

Sugere-se selar sempre todos os trabalhos mágicos, orações, invocações, cadeias de cura etc. com esta Runa. Trace-a com a mão direita, estendendo o dedo indicador.

Execute o zig-zag do raio, de cima abaixo, ao mesmo tempo em que imita o som da letra S de maneira
prolongada, como um sibilo doce e aprazível:

Sssssssssssss…

Planeta: Netuno
Cor: Lilás

TYR

As práticas correspondentes à Runa Tyr, ou Tir, consistem em se colocar os braços estendidos de lado, fazendo o corpo tomar a posição da cruz. Em seguida, abaixe e levante as mãos lenta e ritmicamente (estas devem estar meio fechadas, como conchas a colher algo) enquanto se faz ressoar o poderoso mantra Tir, para despertar nossa Consciência.

Os sons das letras I e R são alongados:

Tiiiiiiiiirrrrrrrrrr…

Portanto, canta-se o mantra Tir prolongando bem as letras I e R, não se esquecendo de golpear com o T.

O T, ou Tau, golpeia a consciência procurando o seu despertar. O I trabalha intensamente com o sangue, o veículo da Essência, e o R, além de intensificar a circulação nas veias e vasos sangüíneos, opera maravilhas com as flamas ígneas, intensificando e estimulando o despertar de nossa consciência. Ótimo exercício para quem tem problemas de falta de memória, esquecimento, divagações, desatenções, fantasias e devaneios que a nada levam.

Planeta: Peixes
Cor: Laranja

BAR

Combine inteligentemente os exercícios das Runas Bar com os da Runa Tir. Levante os braços para o alto e abaixe as mãos como se fossem conchas, enquanto canta os mantras Tir e Bar, alternadamente, assim:

Tiiiiiiiiiirrrrrrrrr… Baaaaaaaaarrrrrrrrr… Tiiiiiiiiiirrrrrrrrr… Baaaaaaaaarrrrrrrrr…

Objetivos desta prática: 1. Mesclar sabiamente em nosso Universo Interno as forças mágicas das duas Runas. 2. Despertar a Consciência. 3. Acumular internamente átomos crísticos de altíssima voltagem.

Planeta: Áries
Cor: Vermelho

UR

Esta é outra runa sagrada que conecta nossa Consciência pessoal com a supraconsciência de nossa Mãe Divina. Amando a nossa Mãe Divina e pensando nesse Grande Ventre, onde os mundos são gerados, oremos diariamente assim:

Dentro do Meu Real Ser Interno Reside a Luz Divina.

Rrrrraaaaaammmmmmmm… iiiiiiiiioooooo… É a Mãe de meu Ser, é Devi Kundalini.

Raaaaammmmm iiiiiiiooooo… Ajuda-me…

Raaaaaaaammm iiiiiiooooo… Ilumina-me…

Raaaammmm iiiiiooooo… És minha Mãe Divina, Ísis minha, tu tens o Menino Hórus, meu verdadeiro ser, em teus braços… Preciso morrer em mim mesmo para que minha Essência se perca nele… nele… nele…

Esta oração se faz em frente ao Sol com as mãos levantadas, as pernas levemente abertas e o corpo agachado, como se esperando para receber Luz e mais Luz.

Constelação: Virgem
Cor: Azul

DORN (ou TORN)

Na posição militar de sentido, parado, com o rosto voltado para o Oriente, coloque os braço direito de tal maneira que a mão fique apoiada sobre a cintura ou quadril, descrevendo a forma desta Runa. Cante agora as seguintes sílabas mântricas:

TA… TE… TI… TO… TU…

Pratica-se este exercício todos os dias ao sair do Sol, com o propósito de desenvolvermos a Vontade-Cristo, a força de vontade Solar e Positiva, para que aprendamos com a Consciência a fazer a “Vontade do Pai que está em segredo”.

Planeta: Sol
Constelação: Libra
Cores: Azul e Dourado

OS (ou OLIN)

Ou Runa Olin. Alterne sucessivamente os braços durante as práticas esotéricas com esta Runa. Inicialmente, coloque os braços para baixo, esta é a primeira posição. Depois, coloque-os na cintura como na Runa Dorn ou Torn. Repito que devem examinar cuidadosamente as duas representações gráficas da Runa Os.

Durante esta prática rúnica, combine rítmica e harmoniosamente os movimentos com a respiração. Inale o prana pelo nariz, exalando-o após pela boca, juntamente com o místico som Torn, no qual se alonga a pronúncia de cada letra:

Tooooooorrrrrrrrnnnnnnn…

Ao inalar, imagine as forças sexuais subindo desde as glândulas sexuais por esse par de cordões nervosos simpáticos conhecidos na Índia com os nomes de Idá e Píngala. Esses canais, ou nadis, transportam o poder mais sagrado dentro de nós, que é a energia sexual. As forças sexuais, seguindo por esses nervos ou “tubos”, chegam até o cérebro e continuam até o coração por intermédio de outros canais, entre os quais está o Amrita Nadi.

Ao exalare, imagine que as energias sexuais entram no coração e penetram profundamente, chegando até a consciência para despertá-la. Golpeiem a consciência com força, com THELEMA (vontade), combinado assim as duas Runas.

Depois reze e medite. Suplique ao Pai que está em segredo. Peça a Ele o despertar da consciência. Suplique à Divina Mãe Kundalini, roguem com infinito amor para que Ela faça subir, que faça chegar até o coração e até o mais profundo da consciência as suas energias sexuais.

Amem e rezem. Meditem e supliquem. Se tiverem fé mesmo sendo do tamanho de um grão de mostarda, moverão montanhas. Recorde que o princípio da ignorância está na dúvida. Pedi e se vos dará, batei e se vos abrirá.

Planeta: Plutão
Constelação: Escorpião
Cor: Branco

RITA(ou RAD)

Os mantras fundamentais da Runa Rita são:

RA… RE… RI… RO… RU…

Na Runa Fa tivemos de levantar os braços. Na Runa Ur, abrimos bem as pernas. Na Runa Dorn pusemos um braço na cintura. Na Runa Os mantivemos as pernas abertas e os braços na cintura. Agora na Runa Rita devemos abrir uma perna e um braço. Assim, nessas posições, os irmãos gnósticos ver-se-ão como se fossem os próprios símbolos rúnicos, da maneira como são escritas as letras.

Esta prática rúnica tem o poder de libertar o Juízo Interno. Precisamos despertar o Budhata, a alma, e nos converter em juizes conscientes. A presente Runa possui o poder de despertar a Consciência do Juízo. Recordemos essa voz chamada de Remorso.Os que não o escutam estão muito longe de seu Juiz Interno, comumente são Casos perdidos. Gente assim deve trabalhar intensamente com a Runa Rita para libertar seu Juízo Interno. Precisamos urgentemente aprender a nos guiar pela Voz do Silêncio, pelo Juiz Íntimo.

Planeta: Júpiter
Cor: Verde

KAUM

A misteriosa Runa Kaum representa com inteira exatidão a mulher-sacerdotisa e também a espada flamejante. A Runa Kaum, com seu cabalístico 6, vibra com intensidade dentro da Esfera de Vênus, o planeta do amor.

A Runa Rita influi decididamente nas glândulas endócrinas masculinas e a Runa Kaum exerce sua influência sobre as glândulas femininas.

Os mistérios da Runa Kaum brilham gloriosamente no fundo da Arca, aguardando o momento de serem realizados.

A Runa Kaum serve para a transmutação das Energias Sexuais. Deve ser usada pelos solteiros e casados.

Posição: Corpo ereto, braços formando um ângulo de cerca de 45 graus com o corpo, e cantar o mantra:

KAAAAAAAAAAOOOOOOOOMMMMMMMM…

Planeta: Vênus
Cor: Rosa

HAGAL

Amado discípulo, medite profundamente na Unidade da Vida, no Grande Alaya do Universo, no Mundo Invisível, bem como nos Universos Paralelos da dimensões superiores do espaço. Concentre o pensamento nas Walquírias… nos Deuses do fogo, do ar, das águas e da terra…

Agni é o Deus do fogo. Paralda é o Deus do ar. Varuna é o Deus da água. Gob é o Deus do elemento da terra. Através da meditação, poderá entrar em contato com os Deuses Elementais.

Trace a Runa Hagal sobre um papel em branco e concentre a mente em qualquer um dos quatro principais Deuses dos Elementos. Peça socorro a eles quando for necessário. Chame-os. Invoque-os quando precisar.

Depois de traçado o santo signo, a maravilhosa Runa Hagal, cante os seguintes mantras:

Achaxucanac… Achxuraxan… Achgnoya… Xiraxi… Iguaya… Hiraji…

Constelação: Sagitário
Cor: Todas as sete do espectro

NOT

Em caso de se necessitar a assistência de Anúbis, faz-se urgente negociar com Ele. Abra os braços na forma da Runa Not. Um deles formará um ângulo de 135 graus com o corpo e o outro um ângulo de apenas 45 graus com o corpo. Depois o braço que forma o ângulo de apenas 45 graus passará a formar um de 135 graus, enquanto que o que formava o ângulo de 135 graus formará 45. Assim, sucessivamente, alternam-se os braços.

Durante o exercício cantarão os mantras:

NA… NE… NI… NO… NU…

Mantendo a mente concentrada em Anúbis, o Supremo Chefe do Karma, e suplicando o negócio desejado, pedindo a ajuda urgente.

Observe bem a figura da Runa Not. Imite com os braços o seu signo. Alterne o braço direito e esquerdo durante a movimentação.

Planeta: Saturno

LAF

A prática correspondente a esta Runa consiste em parar defronte ao Sol, de manhã, no momento em que ele sobe pelo Oriente, naquela atitude mística manifestada pela Runa Laf, com as mãos levantadas, e implorar-Lhe auxílio esotérico. Suplique o Despertar da Consciência, a Morte das Trevas Interiores, o aflorar do Fogo Interior…

Esta prática deve ser feita na aurora do dia 27 de cada mês.

Constelação: Touro
Cor: Dourado

GIBUR

Esta Runa é a letra G da Maçonaria. É pena que os M.’. M.’. não hajam compreendido a profunda significação desta misteriosa letra. O G é a cruz swastika, o amén, o maravilhoso final de todas as orações.

G também é o Gott ou God, que significa Deus. Saibam o que é Gibraltar (Giburaltar: o altar da vida divina, a ara de Gibur).

As pessoas esqueceram-se das práticas rúnicas, porém a Runa Cruz ainda não foi esquecida, felizmente. Traçando o símbolo sagrado da swastika com os dedos polegar, índice e médio da mão direita, podemos nos defender das potências tenebrosas. As colunas de Demônios fogem diante da swastika.

Constelação: Escorpião
Cores: Vermelho e Dourado

FONTES DE PESQUISA
Samael Aun Weor: Rosa Ígnea; Tratado de Teurgia e Magia Prática; Logos, Mantra e Teurgia; As Três Montanhas; O Matrimônio Perfeito

 

(Autor: Ali Onaissi – Jornalista, escritor e coordenador do Portal GnosisOnLine)

19 Comments

  1. Boa tarde. Por gentileza, no que diz respeito à runa Naudiz, os mantras devem ser pronunciados de qual das três maneiras?

    NA… NE… NI… NO… NU…

    Naaaaaaa… Neeeeeee… Niiiiiii… Nooooooo… Nuuuuuuu…

    NNNNNAAAAA… NNNNNEEEEE… NNNNNIIIII… NNNNNOOOOO… NNNNNUUUUUU…

    Desde já obrigado.

  2. DESCULPEM, O CORRETO QUE QUIS PERGUNTAR É A RUNA OLIN.

    1. Sim, são dois movimentos…

  3. BOA TARDE. A RUNA TORN, SE ENTENDI, SÃO DOIS MOVIMENTOS, CORRETO, QUAIS SEJAM: BRAÇOS ´PARA BAIXO, DEPOIS. COM AS PERNAS ABERTAS, COMO E V INVERTIDO, E OS DOIS BRAÇOS NA CINTURA, COM NA RUNA DORN. PORÉM, ALTERNANDO MOVIMENTOS ENTRE ESTENDER OS BRAÇOS E COLOCÁ-LOS NA CINTURA, CORRETO ?

  4. Olá Gnosis, eu só tenho a agradecer aos Srs. por esse conhecimento, como é bom aprender!! Muito obrigada.

  5. Olá?!
    Em alguns livros vejo para Anúbis – NI NE NO NU NA e em outras leituras NA NE NI NO NU. Tem alguma diferença?

    1. Cremos, aliás temos certeza, de que se for feita uma prática com toda devoção e concentração, a ordem dos mantras não será prejudicial…

  6. Erbon Araújo

    Olá, parabéns pela publicação!
    Gostaria de saber se existe algum vídeo demonstrando corretamente as posturas..

    Erbon

  7. Olá, como diz na carta do apóstolo Paulo aos Tessalonissenses: “examinai de tudo e retende o bem.” tenho uma dúvida e sei que a GNOSE é pura magia branca que repudia a magia negra e gostaria de sanar uma dúvida pois não tenho ninguém de tanto conhecimento e que eu tenha plena confiança para me responder se Thelema (Aleister Crowley), é magia negra e também a respeito de grato!!! Odismo.

    1. Douglas, a Gnose ensina que a escola esotérica QUE TRABALHA COM A MORTE DO EGO, CASTIDADE E AMOR AO PRÓXIMO É PURA MAGIA BRANCA.
      O resto vai do cinza-claro ao negrume mais profundo.

  8. Lendo sobre a Runa TYR vi essa expressão: “(…) golpear com o T.”, o que significa isso?

    1. Golpear com o “T” significa vocalizar os mantras dessa runa, que despertam nossa consciência e nossa mente de sua LETARGIA…
      (Obviamente, há outro ensinamento, tântrico, mas se deve estudar a Gnose com mais profundidade, leia os textos sobre Tantrismo.)

  9. Muito interessante! Gostaria de saber se existe alguma restrição em faze-las,ou simplesmente ter a vontade e a concentração e fazer.Sei que que o conhecimento tem seu peso,mas não sei se estou preparado para as runas..
    grande abraço

  10. Ali! Fantástico texto! Gostaria de saber se há mais exercícios com as runas restantes, se o Samael acabou deixando em algum livro ou se por experiência você já experimentou…
    abraço

    1. As Runas entregues pelo VM Samael foram ensinadas pela primeira vez, publicamente, pelo vm Krumm-Heller – Huiracocha.
      Porém o mestre Samael escolheu as que são mais úteis no despertar da Consciência e na ampliação de nosso nível vibratório.
      As Runas não ensinadas são para Alta Magia, para poucos…

  11. Célia Nunes Sanches

    um amigo me postou recado no twitter que meu carma eu posso quebra até agora mesmo só querendo, busquei aqui para achar sobre o assunto e postar para ele, pois sou gnóstica e nos ensinamentos não apenas assim como disse o meu amigo. Achei sobre as runas no intuito da runa NOT, mas apenas ensina como fazer. Vou continuar procurando.
    Boa tarde.
    Célia

    1. Célia, a Gnose ensina que as Leis do Carma são administradas por seres divinos profundamente amorosos.
      E também ensina que quanto maior nosso nível de Consciência, mais podemos transcender nossos Carmas.

Comments are closed.

Confira também

Magia da mirra

Myrrha commifora abissynica Quando entramos no departamento elemental