Magia das rosas

Magia das rosas

- emMagia Elemental
5735
10

Se há crueldades humanas, é também certo que existem crueldades espirituais.

Todos aqueles que amamos a luz, passamos toda classe de “ismos”; conhecemos as escolas teosóficas, rosa-cruzes, espiritualistas  etc., e onde se pregam amor e irmandade, fraternidade e paz, só encontramos realmente hipócritas fariseus, sepulcros branqueados, rancores disfarçados com trajes de filosofia, fanatismos terríveis e ciúmes secretos. Onde buscamos sabedoria, só encontramos charlatanearia, vaidade e orgulho néscio.

Não há punhalada que mais fira do que a crueldade espiritual, e as pobres almas anelantes de aperfeiçoamento superlativo e de autoenaltecimento espiritual, em sua busca da verdade, sofrem o indizível em seu passo por essas famosas escolas espiritualistas. Dos irmãos espiritualistas se recebem todas as infâmias e todas as “canalhadas”. E suas piores crueldades as disfarçam sempre com frases filosóficas e doces expressões. Não há punhalada que mais dói-a, que a punhalada espiritual.

As enfermidades morais só se curam com a magia das rosas. Aquelas pobres almas que tenham alguma pena moral muito profunda, que se curem com a magia das rosas. A rosa é a rainha das flores. A rosa está influenciada por Vénus, a estrela do amor, o astro da manhã. Nesse astro vive um grande Mestre inefável, este Mestre se chama o Mestre LLANOS*.

O Chela que queira visitar a estrela da manhã em seu corpo astral operará na seguinte forma:

Se acostará com o corpo bem relaxado, se adormecerá um pouquinho pronunciando com o pensamento a seguinte pregação:

Lhanos… Lhanos… Lhanos… Ajuda-me, Lha… ma… dor… Lha… ma… dor… Lha… nos… Lha… nos… Lha… nos…

E quando já o discípulo se encontre dormitando, sente-se suavemente em seu leito, arroje a manta com que se encontre coberto, e saia de seu leito. Já de pé no solo, brinque com a intenção de ficar flutuando no ar, e se flutua, saia-se de sua casa flutuando na atmosfera, e pronunciando a invocação ao Mestre Llanos, tal como o estava pronunciando na cama.

O Mestre LHANOS é um habitante do planeta Vênus, e ele ouvirá a chamada do invocador, e o ajudará para que chegue a Vênus, a estrela das rosas, o astro da manhã. Ao chegar a Vênus, o discípulo será recebido pelo Mestre LHANOS, e se deseja sabedoria o Mestre lhe iluminará. O discípulo ficará deslumbrado com os resplendores inefáveis que brotam da aura e da túnica de diamantes do Mestre LHANOS. Esse Mestre já se uniu com o “Glorian”, e por isso usa túnica de diamante.

Na hora de Vênus, a atmosfera astral se enche de luz rosada, cheia de beleza inefável.

Em certa ocasião me disse um Guru o seguinte: “Esta é uma hora muito perigosa para o desprendimento, filho meu, o mundo está todo cheio de uma luz rosada…”

O Mestre tinha razão, porque se bem é certo que na hora de Vênus o raio positivo dessa estrela enche tudo de luz, música e amor, também é muito certo e muito real que o raio negativo de Lúcifer-Vênus é o raio do mago negro Lúcifer e de todos os lucíferes e Iniciados tenebrosos do caldeirão de cobre. Mas se o discípulo vive uma vida pura e casta, nada terá a temer dos magos das trevas.

Afortunadamente, Lúcifer e os lucíferes já caíram no Abismo…

A chave que aqui damos para viajar em corpo astral à estrela de Vênus, eu, SAMAEL AUN WEOR, a recebi da grande Iniciada egípcia MARIA, mãe de Jesus de Nazaré.

Dizem as tradições que Maria fazia almofadas para o templo de Jerusalém, e que esses travesseiros se transformavam em rosas. As linhas das mãos de MARIA, a mãe de Jesus, nos dizem claramente que em sua primeira juventude teve um rico enamorado que ela não quis aceitar, pois seu único anelo era ser sacerdotisa da luz.

Sofreu Maria muito com o acontecimento do Divino Rabi de Galileia, e só teve um esposo que foi o Iniciado José, e um só filho, que foi o Divino Mestre.

Era, pois, Maria uma autêntica sacerdotisa gnóstica, pura e santa. Seu rosto era moreno, pelo sol do deserto; seu corpo fino e ágil; sua estatura pequena; seu nariz ligeiramente pequeno, e o lábio superior algo saliente.

Vestia-se a Mestra humildemente; durante os primeiros anos de sua vida teve comodidades, mais tarde sua vida foi muito pobre. Usava túnica de cor café, já desvanecida e remendada, pois vivia na indigência. Seu vida santa cumpriu a missão mais grandiosa que se pode conferir a um ser humano.

Agora está novamente reencarnada a insigne Mestra no Vale do Nilo. Nesta ocasião nasceu com corpo masculino e esta grande alma veio cumprir uma grande missão mundial.

PARA SE CURAR DE SOFRIMENTOS MORAIS

Fórmula mágica das rosas

Sobre uma mesa se põem três copos de cristal cheios de água pura, e em cada copo uma rosa. Colocam-se esses copos formando um triângulo (ao Norte, ao Oriente e ao Ocidente). Cada vaso deverá ser benzido pelo mesmo interessado, e este tomará três copos diários desta água de rosas, na seguinte ordem: antes do desjejum, o copo do Oriente; antes do almoço, o copo do Norte; e antes do jantar, o do Ocidente.

Esse tratamento deverá ir acompanhado de uma súplica sincera ao Íntimo e à Fraternidade Branca, para que lhe ajudem a sair da dor moral em que se encontra. Com essa fórmula sustentada durante vários dias, se curará qualquer “pena moral”, por grave que seja.The-Virgin-Mary-In-The-Rose-Garden

Quando e em que época falou algum médico sobre os sofrimentos de índole moral?

Quantas pessoas morrem diariamente e se adoentam à causa de sofrimentos morais, e sem embargo, é triste dizê-lo, jamais houve um compassivo que lhe entregue à humanidade a fórmula exata para curar-se de penas morais.

São inumeráveis os casos de “suicídio”, e nunca havia falado ninguém sobre a magia das rosas.

Muitos médicos oficiais causam diariamente mortes culpáveis, sem que a justiça humana lhes alcance, ainda que tenham um cemitério por sua conta. Eu conheço jovens que foram humildes e simples enquanto eram simples estudantes da Faculdade de Medicina, mas tão pronto se titularam de doutores, se volveram orgulhosos, vaidosos e déspotas.

A medicina é um sacerdócio muito sagrado, e nenhum déspota, nem orgulhoso, poderá ser jamais médico autêntico.

A Rainha das Flores

A rosa é a rainha das flores. Ao investigar nos mundos internos a magia vegetal das rosas, podemos evidenciar que os rituais da rainha das flores são nossos mesmos rituais Gnósticos.

Nos mundos internos existem alguns templos Rosa-cruzes autênticos; um deles é o de Montserrat, Catalunha (Espanha), e outro o de Chapultepec, no México. Os verdadeiros Santuários da verdadeira Rosa-Cruz são totalmente gnósticos. O Raio Gnóstico–Rosa-cruz tem seus templos de Mistérios unicamente nos mundos internos.

A Rosa, com sua imaculada beleza, encerra a sabedoria espiritual mais inefável do Universo. Os Rituais de Primeiro, Segundo e Terceiro Grau, são a Magia Gnóstica da Rainha das Flores. Todas as plantas têm seus ritos sagrados, mas os ritos sagrados da Rainha das flores, são nossos santos rituais.

As Rosas de Sírius

Em certa ocasião, estando eu, SAMAEL AUN WEOR, na estrela de Sírius, vi acolá umas árvores penetradas cada uma delas por damas de uma beleza inefável e comovedora. Aquelas damas me chamaram para que me acercasse a elas; eram damas elementais encarnadas naqueles arbustos.

Sua voz melodiosa era música de Paraíso: conferenciei com elas e logo me afastei admirado de tanta beleza.

Aquele planeta tem dilatados mares, e os habitantes desta estrela jamais mataram nem a um passarinho. Sua organização social seria magnífica para nosso globo terráqueo; se acabariam todos os problemas econômicos do mundo, e reinaria a felicidade sobre a face da terra.

Os sirianos são pequenos de estatura e têm todos seus sentidos internos perfeitamente desenvolvidos; vestem-se simplesmente com túnicas humildes e usam sandálias de metal.

Todo siriano vive em uma pequena casa de madeira, e não há casa que não tenha uma pequena horta onde o dono de casa cultiva os seus alimentos vegetais. Também possui, o dono, um pequeno jardim onde cultiva suas flores.

Ali não vivem capitalistas nem tampouco existem cidades ou sem-terra; portanto, as gentes de Sírius não conhecem a fome ou a desgraça.

No jardim do grande templo do Deus Sírio existem uns roseirais desconhecidos em nossa terra, cada rosa desse jardim é de vários metros de tamanho, e exala um perfume impossível de esquecer. A magia das rosas é algo divino e inefável.

(Samael Aun Weor, Medicina Oculta e Magia Prática)

*No original, escreve-se Llanos, porém se pronuncia Lhanos.

Essa é a estrela Sirius A, considerada a “Capital Esotérica de toda a Via-Láctea”. Na seta, a superdensa estrela Sirius B

Posts relacionados

10 Comments

  1. Qual é a oração que se faz . para que dê certo . E deve se trocar as rosas todos os dias , ou as mesmas durante a novena

    1. Gabriella, realize as orações que saírem de seu coração, o que importa é que você converse com Deus com sua Alma.
      AS flores devem ser as mesmas, para você não gastar muito dinheiro, e só devem ser trocadas quando já estiverem murchando…
      A água, sim, deve ser trocada constantemente, e a antiga ser bebida.

  2. Mande mais assuntos relacionado a essa natureza.

  3. Por quantos dias fazer?

    1. Deise, geralmente os intrutores gnósticos recomendam que se faça a Novena Gnóstica, ou seja, fazer essa prática por 9 dias seguidos. Para que os benefícios se fixem na psique de forma profunda.
      E se desejar, fazer por mais 18 dias…

  4. Desculpe a retificação, mas as rosas devem ser submergidas nos vasos e não fazer vasos com arranjos de rosas. A água deve ser impregnada com o sabor e aroma das rosas ficando assim uma ‘água de rosas’. Outro detalhe muito importante aos praticantes é utilizar rosas naturais, colhidas no campo ou jardim, pois as rosas compradas em floriculturas estão infectadas de venenos que podem diluídos na água causar problemas a saúde. A preferencia para este trabalho são rosas vermelhas, mas de qualquer cor irá funcionar bem. Lembrando que há um trabalho com a Mestra Devata Kakini onde se usa rosas brancas (neste caso devem ser exclusivamente brancas).

  5. Maria Oliveira

    Por favor, amados são as petalas das rosas colocadas nos copos c/ àgua? ou coloca-se c/ o caule, como se os copos fossem vasos.
    obrigada

    1. É exatamente assim, com o caule, como se fosse um vaso…

      1. Alexandre Marcondes Machado

        Entendo que, para se tornar água de rosas, é preciso submergir as rosas, isto é claro e bem posto, tudo o indicado por nosso irmão José, a quem agradecemos muito…

  6. maravilhoso, tenho trabalhado com rosas, resultados excelentes. muito obrigado Samael Aun Weor

Comments are closed.

Confira também

A arte superior e a arte degenerada

Conforme o ser humano foi se precipitando pelo