Os círculos dantescos e os sefirotes invertidos

49
1373
Incensos

Falar sobre o Inferno e sua fantástica sabedoria não é muito fácil. É necessária uma síntese objetiva e uma grande dose de sangue frio. Trata-se de um tema intimamente ligado à Grande Roda da Vida, onde todos nós, sem exceção, estamos metidos. Portanto, nada melhor que conhecer todo este caminho circular para, quem sabe algum dia nos libertarmos e entrarmos em outras esferas mais superiores de vida.

Obviamente, este tema não interessa à imensa maioria da humanidade. Essa maioria só se interessa pela doutrina do “pão e circo”, pela lei do mínimo esforço, e nada mais. Da totalidade dos seres humanos, arriscamo-nos a afirmar que 90% não se interessam por esses estudos transcendentais. Motivos: adormecimento e preguiça mental, fé morta, dogmatismos mecânicos, crenças cegas, hipnose coletiva etc.

O ser humano estanca-se quanto à investigação do Real. Ocultam a incapacidade, o temor ao desconhecido e o apego material. Justificam e disfarçam o real do ser humano, o desconhecido, com o simples e cômodo conceito de “Deus virá me salvar”.

Repito, uns 90% da humanidade encontra-se nesse nível hipnoticamente cômodo. Podemos dividir essa classe em dois subtipos: O materialista e o espiritualista. Ambos se assemelham porque creem em deuses irreais, não vivenciáveis: o materialista vive para o que se percebe unicamente com os sentidos físicos. Já o espiritualista diz: ‘eu creio em Deus’, mas na realidade não conhece Deus. É baseado em fé morta, histórica, irreal. Os dois se combatem e se ofendem mutuamente.

Os 10% restantes podem ser divididos entre as pessoas que praticam a Magia Branca, ou Teurgia (do grego Theos, Deus, e Orgos, Trabalho; ou seja, trabalho com as forças superiores divinas), que somados não passam de 2% da humanidade. E os restantes 8% trabalham e manipulam a Goécia (encantamentos, bruxarias, espiritismos e Magia Negra).

Tanto na Teurgia quanto na Goécia trabalha-se com o desconhecido, com o Magnetismo Universal, com o misterioso. Por se assemelharem em muitos princípios, o mundo vulgar (esses 90% já citados) os confunde, creem que tudo é a mesma coisa, que tudo está englobado na palavra Magia ou Metafísica.

Por isso o Aspirante ao autoconhecimento confunde tudo quando entra neste reino poderoso. Ao iniciar suas investigações e estudos não sabe o que é positivo ou negativo, o que é bom ou mau. A pessoa se deixa levar normalmente por um instinto quando caminha nesses estudos, tenta diferenciar o que serve do que não serve e tenta marchar pelo caminho que escolheu.

Se ao iniciarmos esses estudos não tivermos correta orientação e uma forte intuição, para onde iremos? Onde estaríamos a estas horas? Onde estaríamos metidos??? A pessoa que não teve orientação positiva e correta acaba se inclinando para algum caminho, de acordo com determinadas afinidades vibratórias. Os primeiros passos são chave para todo o resto de nossa vida.

Se a pessoa é sincera e tem um bom coração, boas intenções, poderá sim cair nas redes da Goécia fatalmente. Há Adeptos negros que a fazem cair. É o chamado “equivocado sincero”, um peixinho fácil de ser apanhado nas redes da vida.

É necessário diferenciar objetiva e claramente a Teurgia da Goécia. Essa última dá aceitação mundial e nos confere poderes. Mas nos afasta de nossa porção divina interior.

Classes de Goécia

Fetichismo, nahualismo negativo, ciências espíritas, espiritismo e tudo o que se relacione com o mundo desconhecido dos defuntos e fantasmas, da bruxaria, feitiçaria, hipnotismo, sortilégios, mancias diversas, vampirismo, mentalismos, vodu, missas negras, sacrifícios de animais, necromancia, etc. Encontramos estados menos densos que “podem” levar à Goécia, como cartomancia, quiromancia, materializações, vozes do além, ectoplasmia, pseudoesoterismos em geral etc.

Também vemos práticas necromânticas que fatalmente levam à Goécia: macumba, ritos, pactos de sangue, candomblé, trabalhos com animais, sacrifícios humanos etc. Enfim, são processos que impedem o crescimento interior do ser humano.

Como entrar no desconhecido e evitar erros fatais? Com a Voz do Silêncio, do coração, da intuição, da esperteza natural inerente ao homem, a capacidade de reflexão e a reflexão serena da Consciência.

Se nos apegarmos às forças superiores de nosso Ser Divino, poderemos ser teurgos autênticos e trabalhar correta e positivamente com a Alquimia, a Magia e a Cabala, que são o trio da sabedoria que nos outorga poderes que divinizam e libertam a consciência humana. Ah, e quanto aos 90% da humanidade e os 8% que caem nas malhas da Goécia, da Magia Negra? Bem, esses se prendem mais e mais à Roda das Fatalidades, à Roda do Arcano 10 do Tarô, ou seja, às Leis mecânicas da Evolução e da Involução da alma.

A parte involutiva é vivida nas dimensões inferiores da natureza, ou Infernos Atômicos. Mas, qual a finalidade do Inferno? Se Deus é tão misericordioso, por que a gigantesca maioria se dirige inexoravelmente para essas dimensões do astral inferior? A resposta é simples, como tudo o que Deus cria é simples: para uma profunda e radical DEPURAÇÃO.

O Inferno não foi criado pela Divindade, pela Consciência Cósmica, como um lugar de sofrimento e pena eterna. É um dos 7 cosmos perfeitos e poderosos do Universo. Vemos ali uma perfeição e uma harmonia indescritíveis, este sétimo cosmo é regido por deidades, por Divindades Sagradas, por Gurus Devas, de inconcebível sabedoria e poder. O Inferno pode ser considerado como um depurador, um alimentador e um equilibrador de todos os outros cosmos.

O ser humano, carregado psiquicamente de energias de grande peso atômico, de profundos desequilíbrios energéticos, emocionais e mentais, tem de ser purificado. Há duas classes de Purificação: a purificação voluntária e a involuntária. A voluntária é feita com consciência, esforços contínuos, sacrifícios, realmente um caminho muito difícil. Porém menos cansativa, traumática e dolorosa que a involuntária. Já a involuntária se dá por imposição das forças mecânicas da natureza.

Quando o indivíduo consegue uma Revolução da Consciência Interior, não entra nos Abismos Astrais porque descobriu, conheceu e desintegrou seus Defeitos. No entanto, se for incapaz, a grande natureza nos fará um favor de nos jogar nos mundos abismais. É lá, e somente lá, que seremos purificados de forma radical, violenta e definitiva.

Os 9 Círculos Dantescos

A palavra “Inferno” possui várias conotações e é de difícil entendimento dentro dos estudos do esoterismo. Muitos afirmam que o Inferno não passa de fantasia, que é produto da mente. Outros dizem que é tão-somente um estado de consciência, e que o Inferno está na verdade dentro de nós. Há ainda os que afirmam que o Inferno é uma alegoria. Enfim, qual a posição dos gnósticos sobre este espinhoso tema???

O venerável mestre Samael precisou escrever uma obra tratando exclusivamente sobre o tema. Nesta obra, intitulada Sim, Há Inferno, Diabo e Karma, fala-se claramente na existência de diversas dimensões (ou planos energéticos) que formam o planeta. Existe o mundo tridimensional, físico, onde nós, os encarnados, vivemos. Há também mais dois níveis, energeticamente acima e abaixo do mundo físico. São a supra e a infradimensões. Ou seja, essas duas dimensões da natureza são o que os antigos chamaram de Céus e Infernos da natureza.

Demonius est deus inversus

Temos duas outras obras, além da acima citada, que comentam com simbologias esses supracéus e infrainfernos. O Livro de Enoch (suprimido da Bíblia pelo catolicismo, mas mantido ainda em algumas bíblias cristãs orientais, como a Igreja Siríaca) e A Divina Comédia nos falam enfaticamente que os Infernos da natureza, essas dimensões inferiores, são formados por 9 camadas, ou subdimensões, e os Céus são também formados por 9 camadas, ou supradimensões. Temos então um total de 9 infernos + 9 céus + o plano físico + 3 Mundos Divinos (a Santíssima Trindade de todas as religiões). Isso totaliza os 22 Mundos onde o Absoluto, o Eterno Pai Cósmico inefável criou seu laboratório.

Antes de continuar sobre os Mundos Infernais, falemos um pouco mais sobre o número 9. Por que 9 Céus e 9 Infernos? O número 9 é o número perfeito por excelência, dentro dele estão inseridos todos os números. Qualquer número, de todos os infinitos, pode ser resumido a qualquer número inteiro inferior a 10 (menos o 0). Por exemplo, temos o número 33, muito conhecido nas tradições iniciáticas. Se somarmos 3 + 3 dará 6. E assim por diante.

Pela Lei das Afinidades e Imantações Universais, essas dimensões terrestres, tanto inferiores quanto superiores, são regidas e influenciadas vibratoriamente por 9 planetas de nosso Sistema Solar. Parece que há uma espécie de Ressonância Cósmica que interliga todos os planetas numa teia energética maravilhosa, onde as infradimensões de todos os planetas e as supradimensões de todos os planetas estão unidas numa harmonia espetacular.

As 9 infradimensões de nosso planeta Terra são regidas, na ordem, pelas energias dos seguintes planetas: Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Ou seja, a primeira esfera infernal (também chamada Círculo Dantesco) é regida pela Lua, a segunda por Mercúrio, a terceira por Vênus etc.

Por que essa correlação entre os 9 planetas e os Círculos Infernais, ou Dantescos? Sabemos que existem duas esferas em todo o universo, sem exceção. As dimensões superiores e as dimensões inferiores. Os céus e os infernos existem em todos os rincões do universo, em todos os planetas, em todas as estrelas etc. São as duas seções deste edifício cósmico, os andares superiores e os subsolos.

Portanto, todas as coisas que têm afinidades vibratórias possuem uma ligação eletiva: O inferno da Terra se liga energeticamente aos infernos de todos os planetas do nosso Sistema Solar, os quais, todos unidos, se ligam a todos os infernos dos sistemas solares de toda a Via-Láctea. E nossa galáxia se une, tanto nas infradimensões quanto nas supras, a outras tantas galáxias de nosso Infinito Cósmico local. E assim por diante…

Resumindo: Tudo se liga a tudo de acordo com as Afinidades Eletivas Vibratórias. Temos também outra correlação filosófica nesta visão de Cosmos e Universos. De acordo com a visão do grande mestre egípcio Hermes Trismegisto, que nos legou os famosos 7 Axiomas Herméticos, o que está fora é como o que está dentro e vice-versa. Sendo essa visão aceita dentro do esoterismo sagrado, então consideramos que todas as 9 supradimensões e as 9 infradimensões estão também dentro de nós.

Ou seja, tudo o que vibrarmos, pensarmos, sentirmos e agirmos nos trará uma influência superior ou inferior dos mundos externos, transformando nossa vida num verdadeiro paraíso aqui na terra. Ou num inferno…

Obedecendo a essa linha de pensamento, quais são os defeitos psicológicos, atitudes, emoções etc., que atraem à nossa consciência e às nossas energias pessoais as vibrações inferiores da natureza? Que conflitos, maus hábitos, falsas posturas de vida, defeitos, falhas etc., nos conectam vibratoriamente com os 9 Círculos Infernais?

Antes de continuarmos com mais digressões filosóficas vislumbremos o quão perniciosas são nossas atitudes internas e externas que nos fazem entrar em Ressonância Eletiva com essas infradimensões. Ou seja, quando temos uma atitude interna negativa, nos conectamos energeticamente a um ou mais Círculos, fazendo-nos habitantes momentâneos das Esferas Infernais.

Infelizmente, há pessoas que habituaram-se tanto a viver nesses estados psicológicos negativos que já são habitantes do Inferno mesmo antes de desencarnarem. É interessante notar que esse tipo de pessoa com características negativas atrai unicamente desgraças. São pessoas com más tendências, sua aura é suja, são pessoas que trazem um estranho “peso” ao seu redor, um baixo astral que realmente incomoda aos que estão ao seu redor.

Quando nos depararmos com alguém assim, a solução é não nos imantarmos com sua energia suja e ao mesmo tempo suplicarmos às Forças Superiores Divinas para que ajudem a essas pessoas.

O trabalho da Psicologia Gnóstica nos permite reconhecer esses estados interiores negativos e nos ensina a trabalhar sobre eles, eliminando-os radicalmente de nossos mundos psicológicos.

Observe a relação entre os níveis infernais e determinados defeitos psicológicos que, para nossa desgraça, permitimos que se manifestem.

OS 9 CÍRCULOS DANTESCOS (São Dimensões Atômicas Inferiores da Natureza e dentro do próprio Ser Humano)

LUA = Essa dimensão inferior, também chamada de Astral Inferior ou Limbo, é regida por 96 leis cósmicas, portanto, muitíssimo mais pesadas que nosso plano físico, regido tão-somente por 48 leis. Ou seja, quem não aprendeu com poucas leis, terá de aprender com mais leis… Aí é o chamado Purgatório. Segundo Dante Alighieri, em sua Comédia, vemos os Não-Batizados, os Fantasmas, os 7 Palmos abaixo da terra, todas as cavernas da terra. Que o leitor perceba que a cada círculo vão se intensificando as dores, os problemas, as dificuldades, a lentidão nos movimentos, nos pensamentos e nas emoções, as complicações, o afastamento das Forças Superiores Divinas.

O mestre que rege esta subdimensão e luta titanicamente para regenerar as pessoas que vêm parar aqui é o Venerável Mestre CATÃO. Segundo o mestre Samael, no livro Magia das Runas: “Catão, o Anjo do Purgatório, luta nessas regiões moleculares pela liberdade das almas. Esse anjo sofreu bastante quando viveu no mundo. Qualquer Iniciado sabe que esse Ser foi homem e ele preferiu a morte em Útica, na África, a viver sob as cadeias da escravidão”… Cada vez que uma alma abandona o Purgatório, causa intensa alegria no coração de Catão.

MERCÚRIO = Dimensão regida por 192 leis, ou seja, o dobro do mundo sublunar. Neste mundo submercuriano encontram-se os desencarnados Mentalóides, os quais intelectualizaram a vida, que se contentaram com o prazer de perder a semente da vida e também com Experiências Genéticas. Até esse nível, um dos pouquíssimos mestres que trabalham aqui para tentar salvar às almas dos perdidos é o tão pouco compreendido Judas Iscariotes. Este é um dos mais fiéis e exaltados discípulos do mestre Jesus.

VÊNUS = Fornicação, Orgias, Bebedeiras, Banquetes, Tabernas, Glutões, Adultérios, Taras, Depravações. São 288 leis. Segundo o mestre Rabolu, um dos principais grandes seguidores do mestre Samael Aun Weor, daqui para baixo não se tem mais esperanças em salvar as almas perdidas. A partir daqui, é só descida, até a total e absoluta Segunda Morte.

SOL = Orgulho, Soberba, Autossuficiência, Desrespeito à Lei do Trogo. Aí vemos 384 leis.

MARTE = Violência, Ira, Guerra, Magia Negra, Bruxaria, Manipular os Outros. Aqui temos 480 leis que limitam super violentamente contra nossa consciência.

JÚPITER = Simonia, Materialismo, Ceticismo, Ódio às Coisas Divinas, Antiteologia. São 576 leis.

SATURNO = Violência Contra a Natureza, Destruição, Desagregação Atômica. São 672 leis limitantes. Um único movimento aqui leva cerca de dez anos, tal é a densidade dessas regiões infernais.

URANO = Antialquimia, Tantrismo Negro, Forças Contrárias ao Espírito Santo. Há 768 leis que nos afastam quase totalmente das Influências Superiores de Deus.

NETUNO = Destruição total dos Veículos Alma, Prostituição, Bebedeira, Antiprofecias, homossexualismo em suas piores manifestações. Há 864 leis. É na Nona Esfera onde se depura totalmente a Essência, que passou por inúmeras e horríveis torturas anímicas.

Temos também a energia cósmica de PLUTÃO. A energia sagrada de Plutão é a energia depuradora da Natureza, da Divina Mãe Morte, que limpa e liberta de vez a Essência, para que ela saia do Inferno. Há determinados elementais poderosíssimos que analisam a aura das Essências que conseguiram se depurar pela força e pela “violência”. Tais Essências, novamente entrando na categoria de elementais, permitem a esses infelizes voltar a ver novamente a luz do sol e que evoluir de acordo com a sagrada Roda da Vida. Livres novamente como Elementais, têm de subir novamente nos vários Reinos da Natureza até voltar a evoluir no poderoso Reino Humano.

A RODA DA VIDA

Como se processam as Leis de Evolução e Involução na Natureza e no Ser Humano? Como se estudar as Leis da Reencarnação e Retorno sob um ponto de vista gnóstico? Temos infinitas reencarnações ao nosso dispor? O que dizem certas linhas místicas sobre o número infinito de encarnações? Temos encarnações infinitas? Até que algum dia nos espiritualizamos e nos liberamos da Roda da Fatalidade da Vida?

De acordo com o Gnosticismo moderno, preconizado pelo Mestre Samael Aun Weor, deve-se compreender a linha evolutiva na qual a Chispa Divina (que somos nós mesmos, encarnados neste corpo físico denso) se desprende do Absoluto e passa a visitar os diversos Reinos da Natureza. Para aprendizagem, crescimento e despertar de sua auto-Consciência. Bem, mas sobre isso falaremos em outro texto, intitulado A RODA DA VIDA. Estude os outros textos sobre cada um dos 9 Círculos Dantescos e, se possível, leia o portentoso trabalho do Mestre Dante Alighieri.

OS 7 COSMOS

Vamos estudar um pouco acerca dos 7 Cosmos, e onde se encontram as Esferas Infernais nesse esquema cósmico.

O Raio da Criação O Limbo se relaciona com isso que se conhece como Inferno, Averno, ou as infradimensões da natureza. Todo o cosmos está governado por muitas leis. Diferentes partes do cosmos estão governadas por diferentes quantidades de leis. Desde o Absoluto até os Infernos. Vejamos esse Raio da Criação:

A primeira ordem de Cosmos é o chamado Absoluto – o Eterno Pai Cósmico Comum -, que está governado por 1 lei, que é a Verdade. O Raio da Criação desse em diferentes cosmos e finalmente o Raio entra no Abismo, ou Inferno. A primeira esfera, ou Limbo, está governada por 96 leis, que como consequência fazem de tal esfera um mecanismo muito complicado.

A segunda ordem de mundos ou cosmos é o Infinito, o Firmamento, que está governado por 3 leis.

Quando o Raio da Criação desce até as diferentes dimensões, então encontramos as Galáxias, estas individualmente se chamam Macrocosmos, e cada uma delas está governada por 6 leis. Eis a terceira ordem de mundos.

Quando o Raio desce e penetra em qualquer Sistema Solar particular, então encontramos que as leis se duplicam e cada sistema solar é controlado por 12 leis. Essa é a quarta ordem de Cosmos.

O Raio desce mais e quando penetra em cada Planeta descobrimos que cada planeta é controlado por 24 leis. Quinta ordem cósmica.

Em cada planeta sempre encontramos diferentes seres humanos, incluindo a Terra e os corpos físicos dos seres humanos estão governados por 48 leis. Essas 48 leis estão diretamente relacionadas com os 48 cromossomos do corpo; 46 cromossomos físicos e 2 cromossomos vitais. Cada ser humano é uma sexta ordem cósmica, chamado de Microcosmo. Estamos no corpo físico, no mundo físico controlado por 48 leis e acima de nós temos outros mundos que estão controlados por menos leis.

Se queremos ser livres, ou libertar-nos das leis mecânicas da natureza e exercer completo controle de si mesmos para ser governados pela primeira lei, que é o Pai, a Verdade, que está mais além de toda existência física, mais além da Terra, mais além do Sistema Solar, mais além da Galáxia, mais além do Firmamento, e que está exatamente no Absoluto, que é o Desconhecido. Porém, abaixo de nosso mundo físico, que se relaciona com nosso corpo físico, encontramos o que chamamos as Infradimensiones da Natureza.

E quando o Raio penetra primeiramente no Limbo descobrimos que este está controlado por 96 leis – essas 96 leis não se relacionam com o plano físico, senão com esse plano que as gentes chamam Limbo.

O Limbo

O Limbo está imediatamente depois deste plano físico, abaixo da superfície desta terra – está formado por todas as covas e cavernas que rodeiam o planeta inteiro.

Se unimos todas as cavernas e covas do planeta, então encontramos essa região que se chama Limbo. Esotericamente, essa região infra-astral é chamada de 1º Círculo Dantesco ou, simplesmente, Limbo. No Limbo encontramos exatamente a reflexão de todas as infradimensões que executamos no plano físico. E vice-versa, nas dimensões superiores, Céus, encontramos as reflexões das boas ações, virtudes, ou seja, achamos internamente a reflexão destas ações, mas para isso temos de ir às dimensões superiores, os Céus, sobre o Plano físico.

As atividades egoicas se refletem no Inferno, relacionado com a primeira esfera do Inferno. No Limbo achamos reflexões de edifícios, carros, de todos os inventos no Plano físico, esses refletem a parte astral deles no Limbo. Porque tudo tem seu duplo astral. Por exemplo, quando dormimos fisicamente e estamos fora do corpo físico vemos as mesmas casas, edifícios, as mesmas pessoas, os mesmos animais, as mesmas coisas.

Quando despertamos na cama sabemos que estávamos adormecidos, porém quando estamos fora do corpo não sabemos que estamos fora porque vemos exatamente as mesmas coisas. Esse duplo é o astral, ou corpo molecular. No mundo astral, a 5ª dimensão, achamos o duplo de tudo. Achamos o duplo da Natureza, o duplo da natureza relacionado com a matéria que pertence à natureza mecânica.

Porém, também achamos esse duplo que temos de criar (o Corpo Astral Solar), que tem um aspecto eterno e que não é de natureza mecânica.

No mundo dos sonhos (o Limbo) sempre encontramos o duplo de tudo e também os duplos eternos que não pertencem ao mecanismo da Natureza. Tudo o que pertence ao mecanismo da natureza é o duplo que não tem realidade objetiva. Como este Plano físico que eventualmente desaparecerá. Os anjos que achamos na 5ª dimensão são eternos, o tipo de matéria que esses corpos têm não pertence aos mecanismos da natureza. Porém, o resto da humanidade não tem ditos corpos eternos, todos os corpos que vemos no Limbo são perecíveis, não eternos.

Assim, pois, no Limbo temos o aspecto duplo de tudo na Natureza, porém que é de uma natureza perecedora. É no Limbo que achamos os corpos Moleculares, os corpos Protoplasmáticos. Esses corpos Protoplasmáticos estão feitos desse gênero de matéria que não é física. A mente, com a que pensamos é protoplasmática. Pertence à 5ª dimensão, a eternidade, o Plano astral.

O corpo com o qual sentimos as emoções também pertence à 5ª dimensão, é um corpo protoplasmático. Porém, também as cadeiras, as mesas etc., têm uma parte protoplasmática.

Cada forma física material tem sua parte protoplasmática. Esta é essa parte que muitos grupos, escolas, religiões, chamam equivocadamente duplo astral – mas verdadeiramente, a parte astral eterna é algo que temos de construir. Por isso, quando estamos fora do corpo, na dimensão protoplasmática, que é o Limbo, e achamos, por exemplo, a um cachorro que dorme no mundo físico, o que vemos ali é a alma do cachorro que passeia ali com seu corpo protoplasmático.

O mesmo acontece com os gatos etc. As casas, as cadeiras, as árvores, tudo no Plano astral, são de matéria protoplasmática e se relacionam também com a Natureza, esta matéria não é tão densa como a matéria física. Pertence ao 5º aspecto de este planeta.

Esse mundo astral está aqui e agora, é a Eternidade, a 5ª dimensão. As dimensões paralelas, os cosmos, se penetram e compenetram sem se confundir. O mundo astral está aqui e agora. Agora mesmo pensamos, mas estes pensamentos não os podemos ver concretamente. Por que não? Porque não pertencem à 3ª dimensão, mas nossos pensamentos estão aqui, estamos pensando, sabemos que pensamos.

Se penetramos na 5ª dimensão, então podemos ver a forma desses pensamentos porque estes são protoplasmáticos. Porém, no plano físico somente podemos sentir que pensamos, não podemos ver os pensamentos concretamente.

Normalmente, essa dimensão se chama Limbo, que é uma dimensão inferior na 5ª dimensão. Esta é a primeira esfera dos mundos infernos e é a que separa o Plano físico das outras dimensões inferiores. Tudo o que vai ao Limbo eventualmente regressa ao Plano físico. Tudo tem Psique, alma. Al alma agora mesmo se expressa através do corpo físico, a alma ou budhata lê esses conceitos através do corpo físico.

Mas, quando o corpo físico que é de matéria celular, tridimensional, está cansado, então necessita descansar, e quando este dorme, a alma abandona o corpo físico, essa alma então utiliza os corpos protoplasmáticos, estes não pertencem à terceira dimensão senão à 5ª, que é a Eternidade, o Plano astral, e então, nessa dimensão viajamos e vemos coisas que são protoplasmáticas, que são exatamente o duplo de todas as coisas que existem no mundo físico. Essa é a dimensão que chamamos a dimensão de nossos sonhos, o Limbo.

No Limbo vemos os mesmos edifícios, carros, pessoas, plantas, como no mundo físico, porém em matéria protoplasmática. Por isso sonhamos que manejamos carros, lemos livros etc. nessa dimensão porque tudo tem seu duplo.

A diferença é que quando estamos no Limbo, quando estamos fora deste corpo físico, nós somos controlados por 96 leis.

Existem outras coisas no Limbo, porém que não podemos investigar porque temos a consciência adormecida. Quando estamos fora deste corpo físico temos a consciência adormecida e por isso não podemos comprovar que a matéria é protoplasmática. Mas, se nós nos acostumamos a discernir sempre acerca da natureza da matéria, então poderemos comprovar a diferença.

Os corpos protoplasmáticos são elásticos, seu material é dúctil e pode esticar-se, pode flutuar na atmosfera, esses são os corpos que usamos para pensar e ter emoções: o Corpo de Desejos ou Emocional é protoplasmático e se expressa no corpo físico através do Sistema Nervoso Grande Simpático.

A Mente é protoplasmática e se expressa através do cérebro do corpo físico.

Mas, quando estamos fora do corpo físico, pensamos e sentimos como se estivéssemos no corpo físico, porém a realidade é que estamos com nossos corpos protoplasmáticos no Limbo. Se estamos conscientes nessa dimensão, então no lugar de ir ao Limbo podemos ir à parte superior da 5ª dimensão, vamos ao Céu ou parte superior do astral, aonde vemos outro tipo de matéria.

Existe o Céu da Lua, assim como também o Inferno (Infradimensões) da Lua. Mas, para entrar no Céu da Lua é necessário possuir um corpo eterno, um corpo imortal, um corpo Astral Solar. É raro encontrar uma alma com corpo astral solar imortal.

Normalmente, temos nossas saídas em astral consciente no Limbo, mas não na parte superior da 5ª dimensão. No Limbo é onde encontramos as almas de todas as pessoas que morreram fisicamente. Para que a alma de uma pessoa possa penetrar no Céu, esta tem que nascer de novo. Necessita essa alma haver construído um corpo astral imortal, através da Santa Alquimia.

A Reencarnação só pertence a pessoas conscientes e com corpos solares, os Grandes Mestres. Normalmente as almas retornam. São almas governadas pelas leis mecânicas da Natureza. Cada ano as estações sempre retornam. Primavera, Verão, Outono, Inverno.

Se investigamos a Natureza vemos como as coisas sempre retornam. A Alma sempre retorna a este Plano físico 108 vezes. A Alma experimenta e aprende muitas cosas. Mas, quando o corpo físico morre a alma, envolta com seus corpos protoplasmáticos ingressa ao Limbo.

A Alma é imortal, é eterna. Porém, cada alma se veste com os corpos protoplasmáticos e esses corpos estão relacionados com os mecanismos da Natureza, estão sujeitos às leis mecânicas. A alma eventualmente entra em um útero novo. A alma de todo bebê tem um novo corpo físico, porém possui desde um tempo muito distante os mesmos corpos protoplasmáticos, os quais são muito velhos.

Antes de entrar no reino humano, usamos os mesmos corpos protoplasmáticos no reino animal, e antes usamos os mesmos corpos protoplasmáticos no reino das plantas e reino mineral. Esses corpos se desenvolvem segundo as leis de evolução, as leis mecânicas da natureza, e a alma sempre está vestida com esses mesmos corpos protoplasmáticos em fases diferentes da evolução.

Quando entramos no reino humano, esses mesmos corpos protoplasmáticos têm 108 oportunidades ou retornos no mundo físico para que a alma possa fazer o que tem de fazer. Temos de criar corpos solares imortais para liberar-nos dos corpos mecânicos, e as leis da natureza. Nós podemos ir facilmente ao Limbo e ver a nossos amigos que estão mortos fisicamente. No Limbo, há alguns grupos de almas que a Loja Branca ajuda para que possam retornar a este mundo físico de novo.

Algumas dessas pessoas estão conscientes do fato de que estão mortas fisicamente. A maioria das pessoas que estão no Limbo ignora que está morta fisicamente porque o Limbo é exatamente como este mundo físico. O mesmo comércio, a mesma vida, os mesmos atores nos teatros. Gasta-se tempo nas mesmas atividades. Não sabem que estão mortas.

Da mesma maneira que não sabemos quando estamos no mundo astral senão até que despertamos no corpo físico e nos damos conta que estávamos sonhando. Se nos preocupamos aqui por ganhar muito dinheiro e assim resolver nossos problemas, e de repente temos um ataque cardíaco, então continuamos com as mesmas atividades no Limbo, ou seja, tratamos de ganhar muito dinheiro, quando na realidade os problemas já não existem, senão que só existem em nossa mente.

É muito doloroso ir ao Limbo e ver as pessoas trabalhando muito duro porque têm de pagar a hipoteca da casa etc. Alguém desperto pode lhes dizer: “Você se dá conta de que está morto?” Eles contestam: “Mas, esta aqui é a minha casa, minha família!”

Essas almas não podem fazer nada por sua liberação porque se identificam muito com a matéria. Ignoram que já no têm corpo físico. Alguns Gnósticos, amigos nossos (correntemente no Limbo) sabem que estão mortos. Estão tristes porque não criaram os corpos solares, esperam ali até que lhes deem outra oportunidade para poder criar os corpos solares.

Yogananda era um discípulo direto de Babaji, o Yogue-Cristo. Foi-lhe dito: “Agora tens de casar”, porém ele disse que só queria amar a sua Mãe Divina. Por seu rechaço ao matrimônio seu Guru não lhe entregou a chave para construir os corpos solares. Despertou consciência e é uma alma desperta no Limbo. Terá de voltar para criar os corpos solares. É um belo elemental desperto que está ainda no reino humano.

Dante diz que nesta região há muitos grandes filósofos do passado, grandes Sábios que estão no Limbo, como Sócrates etc. Grandes Homens etc., porém que não haviam criado seus corpos solares. Têm a consciência relativamente desperta e podem entrar nos Templos do Limbo, porém não podem entrar nos templos superiores porque não têm os corpos solares.

Não têm o direito de entrar ao Céu da Lua. É muito raro achar almas nesses Templos do Limbo porque normalmente as almas nessa dimensão estão identificadas com a matéria, com problemas etc. Por que é que a Loja Branca está dando o Conhecimento tão claramente nesta Idade? Isso está acontecendo porque os corpos protoplasmáticos estão nas últimas vidas, em sua 105ª, 106ª, 107ª etc. Quando os 108 Retornos se cumprem, então os corpos protoplasmáticos entram na involução.

Regressam aos estados animais, plantas e minerais, e se desintegram. Todos os corpos criados através das leis mecânicas da Natureza crescem e eventualmente morrem, se desintegram.

Devido a que os corpos protoplasmáticos estão governados por leis diferentes às dos corpos físicos, esses não se desintegram tão rapidamente. Eles se desenvolvem por um longo tempo (evolução) e se desintegram também em um tempo largo (involução). Esses corpos, quando involuem, penetram nas esferas diferentes, até que por último penetram na Nona Esfera.

Temos existido por milhares e milhares de anos com esses corpos protoplasmáticos – nossa alma tem existido com esses corpos no reino humano e nos reinos animal, vegetal e mineral.

O problema é que nossa Alma Eterna, nossa Alma Imortal, está dentro desses corpos. Se nossa alma não estivesse dentro desses corpos, então não haveria problema.

Se no corpo físico temos uma dor de cabeça, como almas sentimos a dor, a dor de cabeça em nossa consciência e choramos. Todas as dores as sentimos através da alma, da consciência, ainda que sejam dores do corpo físico, talvez não pertença à alma, porém como estamos dentro deste corpo as sentimos. O mesmo ocorre com os corpos protoplasmáticos. Sentimos a dor produzida pela desintegração desses corpos e é assim que sofremos. Esta é a chamada Segunda Morte.

É quando os corpos protoplasmáticos se desintegram no Inferno e nós ainda estamos metidos dentro deles, sofrendo com a destruição desses corpos. Vemos e sentimos esses corpos sendo dilacerados bem devagarinho.

O Limbo é a Antessala do Inferno, a Morada de Plutão (o Rei do Inferno). Somente 2 religiões atualmente estudam essas leis infernais – o hinduísmo e o budismo. As outras religiões não estudam essas leis, senão que as rechaçam. Ser salvo não é questão de crer ou rechaçar ideias, senão de transcender as leis inferiores por leis superiores.

As leis superiores atuarão em nós quando construirmos os corpos solares. As crenças não nos ajudam em nada. Estamos falando acerca do material protoplasmático e do material solar.

O reflexo de tudo o que fazemos aqui neste mundo físico está sempre no Céu ou o no Limbo. No geral, todas nossas atividades pertencem ao Limbo.

Nos tempos antigos havia cidades que vibravam com os Mundos Superiores, como por exemplo no Tibet. O Mestre Samael investigou há não muito tempo esses aspectos para ver se esta parte da terra ainda vibrava com os mundos superiores, e encontrou que a maior parte desses Monastérios do Tibet tinha muitos homossexuais, e isso claramente se reflete no Limbo. Se isso está acontecendo com o Tibet, outras partes da terra, então, estão piores.

Quando alguém vai a Nova York, a São Paulo e outras grandes cidades, sente o peso psicológico dessas cidade na cabeça. Todas as atividades dessas cidades as colocam no Limbo, estão governada sob 96 leis que já estão materializadas no mundo físico. Por exemplo, Nova York, em vez de ser controlada por 48 leis, já é controlada por 96 leis. Algumas partes dessa cidade estão controladas por mais leis. O mesmo podemos dizer de outras metrópoles. É raro achar um povoado ou cidade que estejam controlados por 48 leis, as leis que normalmente devem controlar o mundo físico.

Devido às nossas atividades egoicas, nós temos colocado este mundo terra fora das leis normais. Por isso é que muitos visitantes de outros planetas se assombram quando veem que este planeta não está fisicamente controlado por 48 leis.

Por isso, sobreviver em uma cidade cosmopolita é muito difícil porque temos de minimizar os efeitos do excedente dessas muitas leis. Esta terra já não reflete dimensões superiores como no passado, senão que reflete as dimensiones inferiores. Mais e mais leis controlam a vida e fazem a vida mais e mais mecânica, mais difícil, mais grosseira e materialista.

Si vivêssemos num mundo de 48 leis, não necessitaríamos de nenhum documento de registro, de nenhum registro de nascimento ou passaporte, para poder viajar com liberdade neste mundo de Deus, que em verdade pertence a todo mundo. Porém, por causa das leis infernais, inferiores, nos identificamos com ideias políticas que pertencem às 96 leis.

AS LEIS QUE NOS REGEM NESTES TEMPOS DO FIM NÃO SÃO DE DEUS, MAS DO INFERNO!

Isso se deve a que as pessoas se identificam mais com a matéria e atrai par o mundo físico, através de sua psique egoica as leis do Limbo e de outras esferas infernais. Então, essas leis começam a atuar fisicamente.

A eletricidade, a terra, a comida etc., deveriam ser gratuitas, como tudo na natureza é grátis. Em civilizações de outros planetas, tais como Vênus, Marte etc., tudo é dado gratuitamente, e as pessoas se sentem livres para tudo, até para o trabalho, que se torna prazeroso.

O Ego pertence às infradimensões. O Ego é protoplasmático, não pertence ao céu senão à natureza mecânica, especialmente o Eu Fariseu, aquele mesmo que crê na Bíblia, que crê em Deus: Há muitas pessoas no Limbo, no Inferno, que creem em Deus, que predicam com a Bíblia embaixo do braço no Limbo, porém que ignoram que estão mortas fisicamente.

Na 5ª dimensão achamos o mundo mental e o mundo emocional – ambos em seus aspectos superior e inferior. A Lua vibra com o Limbo. Essa Esfera está habitada pelas Almas obscenas e impuras (Nahemoth e Gamaliel), que se desenvolvem nas Esferas de Lilith e de Nahemah, a fornicação e o adultério.

O MUNDO DOS KLIFOTH, OU O ABISMO

REGENTES DOS KLIFOTH = OS CABEÇAS DE LEGIÃO

Klifoth são os 10 Sefirotes inversos, Caídos – o Abismo. Klifa, em hebraico, significa “camada”. Klifoth é um termo plural, que significa: “camadas”. Em Klifoth, os sefirotes são cascas, cascas vazias porque não contêm nenhum atributo divino.

Em Klifoth, se invertem todas as forças: “O demônio é Deus à inversa”. As forças, em relação à Árvore da Vida, no Abismo se invertem. O Mal é a consciência condicionada para baixo, aos Sefirotes invertidos. O Bem é a consciência realizada ou desenvolvida nos Sefirotes de cima.

Temos de usar nossa imaginação: imaginemos uma paisagem, um lago quieto e uma árvore em sua margem. A árvore se reflete no lago. Qual é a Árvore e qual é a reflexão? Ambos se veem iguais. A Árvore da Vida são os 10 Sefirotes em relação aos Céus: Malkuth = mundo físico. 9 esferas = 9 Céus, 9 supradimensões acima do mundo físico. Klifoth é a sombra, o reflexo da Árvore em relação com o Abismo: Malkuth = mundo físico. 9 esferas = 9 Infernos, 9 Infradimensões abaixo do mundo físico.

Cada Cosmo se relaciona com: a Lei do 3 (relacionada com Kether, Chokmah e Binah) e com a Lei do 7 (relacionada com Chesed, Geburah, Tiphereth, Netzah, Hod, Yesod e Malkuth). Em Klifoth, achamos os opostos dessas leis. A Lei do 3 cria acima, porém em Klifoth destrói. Shiva, o Espírito Santo, Binah é criador: O Pai e o Filho sempre criam através do Espírito Santo. Porém, em Klifoth o Raio da Criação começa a desintegrar, a atuar à inversa. Simbolizado pelos 3 espíritos imundos que têm a forma de uma rã que saem da boca do falso profeta (segundo o Apocalipse).

Energia nos 3 Sistemas Nervosos: Cérebro Espinhal (Pai), Grande Simpático (Filho) e Parassimpático (Espírito Santo). Temos nossa Psique invertida = o Ego. O Ego sempre inverte as 3 forças.

Temos 3 Demônios, 3 Traidores, 3 formas de distorcer as 3 forças primárias em nosso corpo físico. Na Cabeça temos o Demônio da Mente, que distorce a energia do Pai, para satisfazer os apetites de “Tubal Caín” com justificações falsas. Esse demônio é o oposto do Pai, que é a Verdade.

Cristo é o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Os átomos mais belos sempre se manifestam no Filho. Cristo disse: “Eu sou a Verdade, a Luz e o Caminho”. Para encarnar a Verdade precisamos ter uma mente equilibrada; mas, quando queremos ver a Verdade através do intelecto sem experimentá-la, sem Luz. Então desenvolvemos o Anticristo, o intelecto sob o serviço do ego, do materialismo.

O Raio Criador da Luz de cima, em todos os Sefirotes, que brilham em cada Anjo, em cada parte do universo, é a Verdade, porém quando nos desconectamos da Verdade, da Luz, só vemos através de nosso ego pessoal = o Anticristo. A “guarida” do Anticristo está no intelecto. Inteligência sob o serviço do Padre: Anjo, profeta, exemplo. Mestre Jesus, com intelecto iluminado.

Porém, quando o intelecto não está sob serviço do Pai, o intelecto vem a ser o Anticristo. Muitos Anticristos nas mentes de todos. Negamos a divindade, burlamos da divindade. Existem muitos níveis entre os intelectuais, mas quando a pessoa desenvolve poderes psíquicos para o Ego, essa pessoa se converte em um demônio.

KLIFOTH, DEMÔNIOS, VÍCIOS

KETHER INVERTIDO

O Demônio desta Esfera é Javé.
O Vício é o Despotismo.

Disse o Mestre Samael: “Javé era um venerável Mestre da Branca Irmandade, um Anjo Glorioso de precedentes Mahavântaras. Eu o conheci, o vi, foi Sacerdote e Guerreiro entre as gentes da Lemúria. Todos o amavam, o adoravam e veneravam. Os Hierofantes da Raça Purpúrea lhe concederam a alta honra de usar couraça, escudo e elmo. Escudo e espada de ouro puro.Aquele sacerdote-guerreiro como uma chama de ouro sob a selva espessa do sol. Em seu simbólico escudo, Vulcano havia gravado muitas profecias e terríveis advertências. Ai, ai, ai…

Esse Homem cometeu o erro de trair os Mistérios de Vulcano. Os Lucíferes daquela idade, que flutuavam na atmosfera do velho continente Mu ensinaram o Tantrismo Negro. Maithuna com ejaculação da Ens Seminis. O mais grave foi quando esse Homem, amado e venerado por todo mundo, se deixou convencer e praticou esse tipo pernicioso de Magia Sexual com distintas mulheres. Então, claro, desceu pelo canal medular a Serpente Ígnea de Nossos Mágicos Poderes, e se projetou para baixo desde o cóccix, formando e desenvolvendo no corpo astral de Javé o Abominável Órgão Kundartiguador.

Assim, caiu aquele Anjo, se converteu através de todas as idades em um demônio terrivelmente perverso. Nos Mundos Superiores temos encontrado muitas vezes à esposa-sacerdotisa de Javé, ela é um anjo inefável. Inúteis foram os esforços desse Homem por convencer a sua esposa, ela jamais aceitou o Tantrismo Negro dos tenebrosos e preferiu o divórcio antes de meter-se pelo caminho negro”.

Javé é aquele demônio que tentou a Jesus, o Cristo. Javé representa o Anticristo. Javé é o oposto do Cristo e representa o Despotismo.

Nas Infradimensões, ou Klifoth, encontramos o Dublê das Divindades dos mundos superiores. Quando invocamos a Jesus o Cristo nos mundos internos, então poderemos ser enganados, assistidos por Javé, seu oposto. Diante de cada Mestre está seu oposto. O Inimigo de Jesus o Cristo é Javé, que é o Chefe da Loja Negra, o Chefe dos demônios. Essa é uma das razões do porquê devermos saber as Conjurações.

Devemos conjurar quando invocamos a qualquer Mestre no mundo astral. Esses Mestres se relacionam com certos Sefirotes, se desenvolvem em relação às ações ou forças relacionadas com determinada séfira.

Jesus o Cristo = Júpiter, Raio da Liberação.
Javé = seu oposto tem um intelecto muito sagaz.

Todos os discursos de Javé e de seus seguidores começam sempre falando de uma forma muito sutil contra o Cristo. Este Demônio sempre esconde suas más intenções de una forma muito sutil e trata de desviar o neófito do caminho, falando de “Sabedoria”, “Amor” etc. Este Demônio e suas legiões são conjurados assim:

Viva o Cristo e abaixo Javé“.

Temos de saber as chaves para saber se o que invocamos é um Mestre da Loja Branca ou uma reflexão do Abismo, ou Klifoth. Os médiuns do espiritismo, ou espiritualismo, dizem nestes tempos que eles são canais onde se expressa tal ou qual Mestre, porém eles somente canalizam as forças de Klifoth. O Dublê, ou Sombra de qualquer mestre, está em Klifoth. Eis uma Conjuração para se saber se a entidade é um mestre ou uma Sombra:

“Em nome do Cristo, pelo poder do Cristo, pela majestade do Cristo, é verdade o que dizes?” Logo, bendizendo-o com o Signo da Cruz, enquanto se diz: “Te bendigo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.

Se o invocado é um Mestre da Loja Branca, pedir desculpas: “Venerável Mestre, peço desculpas, não duvido de você. Os demônios de Klifoth tratam de nos desencaminhar”. Muitas legiões de demônios estão encerradas no Abismo, foram encerrados para que não estorvem nossa Causa.

Porém, há soltos ainda demônios com corpo físico e que se dedicam, no mundo astral a enganar a muitos aspirantes da luz.

Quando temos pesadelos é porque entramos em Klifoth. Javé, nosso Anticristo próprio, está na mente.

CHOKMAH INVERTIDO

O Demônio é Belial
O vício é: Fé Cega e Fanatismo.

“Belial… Desde o Empíreo certamente não caiu um espírito mais impuro nem mais grosseiramente inclinado ao vício do que esta criatura que nos antigos tempos lemurianos fora realmente um mestre ou guru angélico de inefáveis esplendores. “Esse demônio deidusso, em outros tempos não tinha templos, nem se lhe ofereceram sacrifícios em nenhum altar e, sem embargo, ninguém está com mais frequência nos templos e nos altares.

Quando o sacerdote vira ateu, como os filhos de Eli, que desgraçadamente encheram de prostituições e de violência a casa do Senhor, se convertem de fato em escravos de Belial. Hierofante sublime das épocas arcaicas de nosso mundo, anjo delicioso, agora malvado demônio luciférico, reina também nos palácios e nas cortes faustosas e nas cidades dissolutas, aonde o ruído do escândalo, da luxúria e o ultraje se eleva sobre as mais elevadas torres.

E, quando a noite obscurece as ruas, então vagueiam os filhos de Belial cheios de insolência e de vinho. Testemunhas disso são as ruas e aquela noite horrível em que em uma porta de Gaaba se expôs uma matrona para evitar o rapto mais asqueroso.” Deus como Filho o Cristo, Chokmah, é Fé = Experiência Direta. Experiências vívidas nos mundos interiores. Quando não experimentamos o que cremos então nos convertemos em filhos de Belial, em fanáticos.

No Coração = o Átomo Nous se relaciona com as religiões, se relaciona com a intuição. Quando desenvolvemos a intuição abrimos as portas dos mundos interiores. Porém, se não há intuição então temos um Fariseu no coração.

Fariseu = Pharseu, Pharsi, Persa = Pessoa relacionada com os zoroastrianos, ou adoradores do Fogo. O Fariseu rende culto ao Senhor, ou seja, ao fogo, porém sem experimentar a essência de Deus em si mesmo.

Crê em Anjos, porém nunca chegou a ter uma experiência direta nos mundos internos com algum Anjo. Devemos trabalhar com os Três Fatores (Nascimento, Morte e Sacrifício). Os Fariseus se sentem bons, mesmo tendo muitos defeitos. “É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um homem rico entrar no Reino dos Céus.”

Esta é a atitude psicológica no coração dos Fariseus: “Graças a Deu que sempre sou bom.” Todo mundo é um lobo, porém nós somos mansas ovelhas. Sentir-nos melhores que outros é orgulho, vaidade. Temos de ser humildes. É urgente compreender o orgulho religioso. Quando não experimentamos com a consciência, não somos humildes, temos somente uma fé cega.

Belial se relaciona também com esses que despertam negativamente através de drogas/álcool. O “DT” (Delirium Tremens) são experiências no Inferno, Klifoth. As drogas nos despertam no Abismo – essas pessoas crêem que estão no Caminho correto. Quando o sacerdote faz negócio com qualquier sacramento, se converte em filho de Belial.

BINAH INVERTIDO

Demônios: Lilith, Baal e Astarot.
O vício é Limitação pela Estupidez.

Espírito Santo, Binah = Entendimento, seu oposto é a limitação pela Estupidez. Lilith (violência sexual).

“Divindades terrivelmente malignas, que no velho continente Mu foram na verdade homens exemplares, anjos humanizados, acudiram aquelas que, desde as deliciosas ribeiras que banham as águas tormentosas do antigo Eufrates até a torrente que separa o Egito da terra da Síria, levam os nomes indesejáveis de Baal y Astarot.” Lilith é violência contra natura, violência contra Binah, o Espírito Santo: Contato sexual por outros canais, homossexualismo. Aqueles que abusam do sexo, aborto. Aqueles que odeiam o sexo, os celibes. Quando transmutamos nossa energia sexual, essa Luz nos dá Entendimento e Inteligência. Nos Fornicários o resultado é Limitação pela Estupidez. Lilith é o oposto do Anjo Anael (o Anjo do Amor).

Lilith é ódio, todo tipo de violência sexual. Há muitas almas identificadas com Lilith. O Espírito Santo atua através do sexo, devemos saber respeitar o sexo. O Ego atua contra as 3 forças primárias através dos 3 cérebros. Temos muitos agregados psicológicos relacionados com esses 3 demônios que levamos dentro.

GEDULAH INVERTIDO

O demônio é Baal-Pehor.
O Vício é o Amor Obscuro.
Gedulah é Amor. Seu oposto é o Amor Obscuro de Baal-Pehor.

“Baal-Pehor, o obsceno terror dos filhos de Moab, que habitavam desde Aroer até Nebo e ainda muito mais além da parte meridional do deserto de Abarim. Gentes de Hesebom e Heronaim no reino de Sião e mais além dos florescentes vales de Sibma, cobertos de vinhas e em Elealé, até o lago Asfaltites. Espantoso, esquerdo, tenebroso Baal Pehor, em Sittim, incitou os israelitas durante sua marcha pelo Nilo, a que fizeram lúbricas oblações, que tantos males lhes acarretaram.

Desde ali, este Elohim caído nos vermelhos incêndios luciferinos, astutamente estendeu suas lascivas orgias tenebrosas até o próprio monte do escândalo, muito próximo do bosque do homicida Moloch. É óbvio que assim ficou estabelecida a concupiscência abominável ao lado do ódio, até que o piedoso Josias os arrojou no inferno. Pensamos que fazemos caridade positiva quando em realidade fazemos caridade negativa. Pensando que atuamos positivamente podemos justificar a prostituição, o adultério de muitas maneiras, mas inconscientemente estamos atuando negativamente.

O Ego trabalha através do Sexo, do Coração e da Cabeça.

Amor Obscuro é una ação de caridade que termina ajudando o mal, como por exemplo, dar dinheiro a um mendigo que, depois, compra bebida com o dinheiro recebido. Amor é Lei, porém Amor Consciente.

Amor Obscuro existe por todas as partes, é um tipo de sentimentalismo relacionado com o coração. O Amor autêntico é de Gedulah, o Espírito, Deus.

GEBURAH INVERTIDO

O Demônio é Moloch.
O Vício é a Tirania.

“Moloch, anjo outrora luminoso, horrível rei manchado com o sangue dos sacrifícios humanos e com as lágrimas dos pais e das desesperadas mães, se bem que por causa dos sons de tambores e timbales, apenas se escutavam os clamores dos filhos quando, arrojados ao fogo, se imolavam sem piedade a aquele execrável monstro, belo deus de outros tempos. Os amonitas o adoraram em Rabba e em sua úmida planície, em Argob e em Bassam até as mais remotas correntes dol Arno. Conta a lenda dos séculos que Salomão, filho de Davi, rei de Sião, levantou um templo a Moloch no monte do opróbrio.

Dizem os Sete Senhores do Tempo que posteriormente o velho sábio dedicou a tal anjo caído um bosque sagrado, no doce vale de Hinom, fecunda terra perfumada que por motivo tão fatal mudara desde então seu nome pelo de Tofet e a negra Geena, verdadeiro tipo de inferno.”

No mundo astral, um Iniciado Gnóstico invocou a Samael. Samael é o Chefe de Geburah. Apareceu montado em um cabalo, um cavalo majestoso branco, levava uma túnica branca com um manto branco da cabeça aos pés. Sem embargo, esse era Moloch, disfarçado. O Iniciado não o conjurou porque pensou que era um Mestre da Loja Branca.

– “Para que me invocaste?”
– Necessito disso, disso e isso…
– “Porém, tu já tens essas coisas.”
– ???

O Iniciado começou a duvidar de que aquele personagem fosse o Mestre, e então perguntou-lhe sobre a chave do Grande Arcano (não fornicar). Moloch riu com uma gargalhada estrondosa e me perguntou:

– “Estamos aqui e agora despertos, sim ou não?”
– Sim, estamos despertos.
– “Bom – disse Moloch – Eu estou desperto como tu podes ver, e eu não pratico isso que tu dizes!”

O Iniciado então conjurou Moloch, porém, Moloch somente ficou de pé, observando, o Iniciado não tinha a suficiente energia como para conjurá-lo. Moloch simplesmente estava muito cortês, demonstrando-lhe que era possível despertar sem a Castidade.

Mais tarde, o Iniciado, no mundo físico, comentou o incidente ao Mestre Samael e o Mestre disse que era Moloch tratando de desviá-lo, de sacá-lo do Caminho, e mostrar-lhe que era possível despertar, porém, no mal.

Assim que se no astral é difícil, bastante dificultoso, saber se o ser que se invoca é um demônio ou um Anjo, quanto mais então no caso de um médium espírita que está em estado de transe, obviamente, tanto o médium quanto o público em geral não podem comprová-lo com seus cinco sentidos, é algo impossível para eles. São enganados facilmente. Moloch é um Klifoth cabeça de legião de demônios. Ele trabalha sob as ordens de Javé. Conjura-se-o assim:

“Pelos santos Elohim e em nome dos gênios Cashiel, Sehaltiel, Afiel e Zarahiel, e ao mandato de Orifiel, retira-te, Moloch, nós não te daremos nossos filhos para que os devores.”

Geburah = Justiça, Força, Virilidade. Seu oposto é o Rigor Inflexível, a Tirania. Quando não sabemos como usar nossos próprios poderes.

O Demônio é Moloch, representado na forma de um touro de latão, onde se sacrificavam seus filhos a Moloch.

Exemplo da energia Moloch: Tirania nos Reis/ Rainhas/ Pais. Quando se ensina a religião com o látego nas mãos, usando o poder para ferir às pessoas. Poder sem liberdade = Tirania. Liberdade sem controle = Anarquia.

TIPHERETH INVERTIDO

O Demônio é Asmodeu.
O Vício é o Triunfo da Besta, o Triunfo da Beleza Maligna “Nahemah”.

Asmodeu, irmão de Andrameleck. “Dois resplandecentes Tronos do céu estrelado de Urânia, caídos também na geração animalesca. Homens exemplares, deuses com corpos humanos nas terras de Mu, revolvendo-se abjetos no leito de Procusto. A hoste luciférico-crística, que encarnou na Lemúria arcaica, induzida por aquele Nêmesis, o Karma superior, que controla aos inefáveis e que é conhecido como Lei da Katância, cometeu o erro de cair na geração bestial.”

Tiphereth = Beleza, Alma Humana. Quando a alma Triunfa, chegamos a ser Reis e Rainhas da Natureza. Quando o Ego triunfa, chegamos a ser o Oposto: a Besta 666, Asmodeu (Ashmedai ou Shasmodai). Seis é um número sagrado. Arcano 6 = Os Amantes. O número 6 três vezes é por razão dos 3 cérebros, temos o Ego nos 3 cérebros. O Guardião do Umbral escraviza todo o mundo.

As gentes alimentam seus defeitos através da Cabeça, do Coração e do Sexo. A Ama é escrava do Guardião. O Triunfo da Besta = Asmodeus, um anjo caído, representado por essas almas completamente divorciadas da Divindade, nossa própria Essência, que acaba se convertendo em filha de Asmodeu.

Na obra Revolução de Belzebu (que você pode adquirir na loja Esotera) podemos ler sobre muitas escolas que guiam as almas de uma forma errônea: Fortalecemos o Ego através da Cabeça, do Coração e do Sexo. Por exemplo: Controle mental, despertando poderes mentais sem haver criado a Mente Solar. Subjetivo, é tudo relacionado com o Ego.

Outro exemplo: Muitos grupos trabalham com o Coração. “Desperdiçam as emoções, a ira, não reprimem o ódio, o expressam etc., rendem culto ao amor-próprio, orgulho, ira etc. Esses grupos fortalecem o Ego através do Centro Emocional. Atores + emociones: esses podem se identificar com muitas emoções. Isso lhes rouba grande quantidade de energia.

Mais outro exemplo: através do Sexo, isso é óbvio! A prática do “sexo com proteção”, para desfrutar da fornicação. O Governo/as tevês o apoiam, eles dizem que este é o cainho correto. (Para o Abismo, é claro.)

NETZAH INVERTIDO

O Demônio é Mammon.
O Vício é o Orgulho Insensato.

“Mammon, o menos elevado dos homens-anjos da Antiga Arcádia, caído também na geração bestial. Ele foi o primeiro que ensinou aos habitantes da terra a saquear o centro do mundo, como assim o fizeram, extraindo das entranhas de sua Mãe uns tesouros que valeria mais se ficassem ocultos para sempre.

A banda cobiçosa de Mammon abriu em breve uma larga ferida na montanha e extraiu de seu seno grandes lingotes de ouro.” Netzah = Vitória, seu Oposto é Mammon = Orgulho Insensato.

São aqueles que querem ter êxito no mundo físico através do dinheiro, das riquezas materiais, do intelecto. Aqui não há meios para comprovar as teorias. É intelectualismo sem a experiência dos mundos superiores. Não se pode render culto a Deus e a Mammon. Na tratemos de ser famosos, há que ser humildes, ou seja, ser o que se é. Obviamente precisamos ter cuidado conosco mesmo.

Porém, se primeiro buscamos o dinheiro, então nunca teremos êxito em nossa Autorrealização; não sabemos quanto tempo viveremos. Devemos compreender que Deus sempre proverá. Sempre teremos pão, roupa e refúgio. Sempre o suficiente para sobreviver.

Não é necessário ser ricos, porém sempre devemos reconhecer que necessitamos de dinheiro e temos de ter um meio legítimo para adquiri-lo. Deus provê através de vários meios.

HOD INVERTIDO

O Demônio é Mulciber.
O Vício é a Anarquia.

“Mulciber não foi em verdade menos conhecido nem careceu jamais de adoradores fanáticos na antiga Grécia. Isso o sabem os divinos e os humanos. A fábula clássica se refere a ele de como foi precipitado desde o Olimpo, arrojado pelo irritado Júpiter por cima dos cristalinos muros divinais. De nada lhe serviu então haver elevado altas torres ao céu.

Homem genial da raça purpúrea no continente de Mu, caído nos abismos da paixão sexual.” Hod = Glória. Seu Oposto é Mulciber, que vibra no corpo emocional, astral, desequilibrado. Aqui, o Senhor atua através do coração para reunir às almas. Quando alguém ensina este conhecimento, ele usa o coração. Este conhecimento não pertence a ninguém.

Cristo é como uma galinha que reúne seus pintinhos. Muitos mitômanos dizem: “Rendei culto a mim”. Rendei, na verdade, culto a vosso próprio Deus, a vosso Íntimo, o mais profundamente possível.

Há muitos Deuses, Mestres que respeitamos, porém devemos render culto a nosso próprio Deus Interior.

Mas, se nos identificamos com pessoas, terminamos rendendo culto a personalidades. A muitas pessoas lhes encanta que lhes rendam culto, elas dizem: “Eu sou a encarnação deste Mestre.” As gentes as seguem porque creem que salvarão. Sigamos ao Ser que está dentro de nós, porém respeitemos os Deuses, os Mestres. Senão, caímos no perigo da Anarquia.

YESOD INVERTIDO

O Demônio é Chavajoth (da Esfera de Nahemah).
O Vicio é a Luxúria.

Chavajoth: à margem do Caminho encontramo-nos com uma escultura olímpica, solene. Parecia cinzelada por um Praxíteles! Seu rosto era semelhante ao do Apolo grego. A curvatura de seus pés, o perfil de suas mãos…, toda a eurritmia daquela escultura poderia competir com a Vênus de Milo! Porém, algo estranho fala naquela figura…

Aquela formosíssima escultura, aquela preciosa efígie humana, estava vestida com uma túnica cor de sangre, que, formando formosas pregas, exóticas e fatais, chegava até os pés. Compreendemos que nos achávamos frente ao pólo oposto de Jeová…

Nos encontrávamos ante o espantoso e terrível Chavajoth. Estendendo a mão direita até aquela beleza maligna e sedutora, com grande voz a conjuramos, dizendo:

Em nome do Tetragrammaton, eu te conjuro, Chavajoth!

E, acabando de pronunciar essas palavras, vimos aquela escultura maligna e bela irar-se contra nós de forma terrível. Logo, avançando até nós, atacou-nos com seu poder hipnótico horrível. E nos insultou em grande maneira; suas palavras eram realmente asquerosas, dignas somente da Grande Rameira, cujo número é o 666. A luta foi terrível.

Tivemos de nos defender com todas nossas forças espirituais para retirar aquele terrível demônio de beleza maligna. Ao fim, triunfamos, e o espantoso personagem, que havia tomado a figura de uma rameira, escondeu-se numa taberna sobre cujo balcão só se viam copos e garrafas de licor. Eis aí a magia negra, eis aí o abismo.”

Yesod = Castidade, Mistérios da sexualidade. Chavajoth é o oposto de Jeová. Chavajoth ensina a sexualidade impura. Muitas pessoas sabem acerca do Tantrismo, porém eles ensinam o Tantrismo Negro ou cinza. Somente se pratica o Tantrismo Branco de acordo com os mandamentos de Deus.

Somente o Tantrismo Branco nos leva a Deus. Há muitos livros acerca dos chacras ou da Kundalini. Despertar não é suficiente, deve ser para o bem, não para o mal.

MALKUTH INVERTIDO

O Demônio é Andrameleck.
O vício é o Orgulho ou Vaidade do Mundo.

“Na metade da caverna apareceu um estranho personagem, negro como o carvão. Um personagem gigantesco, tenebroso e horrível. Estendendo a mão direita até aquele monstro horrível, dissemos: Em nome de Júpiter, o Pai dos Deuses, eu te conjuro, Andrameleck… TE VIGOS KOSLIM

O resultado foi formidável. Aquele demônio, ferido de morte pelo Raio da Justiça Divina, ficou sob nosso domínio. Então, foi quando Andrameleck falou, dizendo: Não sabia que eras tu quem me chamavas. Se soubesse, já teria vindo antes! O que posso fazer por ti? Essas palavras de Andrameleck pareciam sair dentre as cavernas profundas da Terra inteira. Parecia como se essa voz terrível e poderosa brotasse dentre as mesmas entranhas íntimas da Terra!

Então, nós falamos valorosamente a Andrameleck, dizendo-lhe: Dá-me a mão, Andrameleck! O tenebroso personagem se acercou de nós e nos deu a mão. O que isto escreve (Samael Aun Weor) regressou a seu corpo físico. Então, aquele demônio, com sua túnica vermelha de sangue, passando pelo teto de minha habitação, exclamou, dizendo: Tiveste medo de mim! Tiveste medo de mim!… Eu contestei: Eu não tenho medo de ti, Andrameleck. Regressei a meu corpo físico. Isso é tudo!

Andrameleck: Andra = abaixo, Meleck = Rei (Rei do submundo). Andrameleck está encarnado na China = Hanasmussen (seres que têm dupla polaridade, uma divina e outra diabólica, perversa).

Quando queremos subir espiritualmente, porém estamos muito atados a este mundo vão. Religião, vem da palavra Religare, que significa religar nossa alma com Deus. Porém, quando cremos que estamos bem porque estamos cheios de conhecimento, porém sem praticar religião através da meditação, estamos atados a este mundo vão e orgulhoso.

Preferimos o mundo da vaidade, este mundo materialista. Toda a virtude se inverte em Klifoth. Muitas escolas nos mundos interiores, nos infernos, ensinam esoterismo. Porém, as escolas autênticas se baseiam nos 3 Fatores: Meditação, para a eliminação do Ego, Criação dos Corpos Solares, e Amor Consciente, Caridade. Senão, sem isso, a escola se embasa nos Klifoth. Para rechaçar as forças de lifoth, devemos saber as Conjurações:

Conjuração dos 4: Para rechaçar as legiões de demônios.
Conjuração dos 7: Para rechaçar os Cabeças de Demônios.
Invocação de Salomão: Invoca as Forças de cima, da Árvore da Vida.

Antes de cada trabalho ritual, é importante executar as Conjurações dos 4, dos 7 e a Invocação de Salomão. Assim, estaremos seguros que estamos trabalhando com as forças positivas. Temos 97% de forças de Klifoth dentro de nós. Temos 3% de forças de cima dentro de nós.

Em relação aos 3 Cérebros e aos 7 pecados capitais, achamos a Besta do Abismo, com seus 10 cornos e suas 7 cabeças. São os 10 sefirotes invertidos e os 7 pecados capitais. As Coroas são forças negativas invertidas. Aspectos negativos, ou partículas de dor do Pai. A Ira é o rei deste mundo. Ninguém sem a marca da besta pode fazer negócio neste mundo.Tudo está relacionado com a Ira, Luxúria, orgulho, etc.

Compramos e vendemos tudo aquilo que está relacionado com os 7 pecados capitais, essas são as únicas coisas que se vendem. A Besta 666 joga beisebol, futebol, está nas olimpíadas, nos grandes negócios, na política, em todos os filmes, no shopping, nas especulações financeiras mundiais etc.

Isso se deve a que a Besta 666 está dentro de cada um de nós. Por isso temos de matá-la. Quando trabalhamos com as forças positivas, então matamos a Besta. Perdemos todo o poder do Fogo do Espírito Santo quando caímos na geração bestial.

Incensos
  • Guilherme Lemos Gonçalves

    Bem na verdade eu tenho algo a falar que é um tanto curioso que está relacionado ao nome usado para designar Mestres ou demônios!

    Eu lembro que tinha um amigo meu da escola de muito tempo e tipo sempre falava com ele e sabia que ele era Testemunha de Jeová! Eu não lembro como,mas, falando com ele sobre as divindades e tudo mais ele me falou que Jeová e Javé(ou talvez Iavé) designavam o mesmo ser só que em dialetos diferentes!
    Eu sei que eu não me enganaria,mas, se alguém já estiver por dentro disso e já ter ouvido falar sobre isso seria interessante!

    *Nota: Só estou falando de um ponto em particular,mas, não criticando a religião em si!

    • Ao longo do site você poderá ler diversos textos comentando sobre Jeová e Javé, que são entidades distintas uma da outra…

  • Emerson

    “O MUNDO DOS KLIFOTH, OU O ABISMO“ por curiosidade Lucifer não se localiza em nem uma esfera?,pq ouvir falar que ele esta trancafiado nas infradimensões? ,Javé é o chefe da Loja Negra mas se quando Lucifer se libertar após muito tempo Javé o deixará de ser?,ou e é possível que Lucifer esteja purgando nas esféras dantescas para que talvez até possa um dia servir a Loja Branca?