UFOs no Egito antigo? O misterioso Papiro de Tulli

UFOs no Egito antigo? O misterioso Papiro de Tulli

- emUfognose
104
0

Descrições em textos antigos de estranhas embarcações voadores são encontradas por todo o mundo e em todas as culturas e civilizações. Dos famosos Vimanas relatados nos textos sagrados da Índia aos anéis luminosos vistos nos céus descritos na bíblia maia Popol Vuh, passando pela Bíblia judaico-cristã, vemos que as naves cósmicas sempre estiveram presentes ao longo da evolução humana.

O Egito antigo não poderia ser exceção. Um estranho papiro relatando o avistamento de um objeto de fogo pairando no céu serve de testemunha de que os UFOs também presenciaram a ascensão e queda do Império Egípcio.

A grande maioria dos cientistas acadêmicos desmerece tais testemunhos e afirma que os antigos relatavam tão somente fenômenos atmosféricos que hoje são plenamente explicáveis. No entanto, para os que admitem e conhecem a intervenção alienígena em nossa história sabe que nem todos os relatos são baseados em observações fenomenológicas. Vejamos o caso do controvertido Papiro de Tulli.

O documento foi descoberto em 1933 pelo então diretor da seção egípcia do Museu do Vaticano, Alberto Tulli, de quem o papiro herdou o nome, o qual o adquiriu numa loja de antiguidades do Cairo, capital egípcia.

Lê-se nesse papiro que um evento ufológico teria sido presenciado pelo faraó Tutmósis 3º, que reinou durante a 18ª Dinastia, e depois ordenou a seus escribas que escrevessem sobre o ocorrido para que “fosse lembrado para sempre”.

O estranho fato teria ocorrido por volta do ano 1480 a.C. por Tutmósis 3º e centenas de soldados do exército egípcio que o acompanhavam rumo a uma batalha.

Tradução do Papiro de Tulli

“No ano 22, do terceiro mês de inverno, sexta hora do dia […] entre os escribas da Casa da Vida, descobriu-se que um círculo de fogo vinha do céu. Não tinha cabeça. O sopro de sua boca emitia um odor fétido. Seu corpo tinha uma vara de comprimento e uma vara de largura. Não tinha voz.

Veio para a casa de Sua Majestade. Seu coração ficou confuso por causa disso, e eles caíram sobre suas barrigas. Eles foram ao rei para relatar. Sua Majestade [ordenou que] os pergaminhos [localizados] na Casa da Vida fossem consultados. Sua Majestade meditou em todos esses eventos que estavam acontecendo agora.

Depois de vários dias, eles se tornaram mais numerosos no céu do que nunca. Eles brilhavam no céu mais do que o brilho do sol e se estendiam até os limites dos quatro suportes do céu […] Poderosa era a posição dos Discos de Fogo.

O exército do rei olhava para aquilo, com Sua Majestade no meio deles. Foi depois da refeição da noite quando os Discos subiram ainda mais alto no céu ao sul. Peixes e voadores choveram do céu: uma maravilha nunca antes conhecida desde a fundação do país.

Além disso, Sua Majestade fez com que o incenso fosse trazido para apaziguar o coração de Amon-Re (Amon-Rá), o deus das Duas Terras. Além disso, foi [ordenado] que o evento [fosse gravado para] Sua Majestade nos Anais da Casa da Vida [para ser lembrado] para sempre.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Confira também

Os arquétipos negativos da mulher

À medida que nos aprofundamos em nosso universo